Decisão de Teori enfraquece Lula e reforça Moro


Ministro também impõe derrota a defesa de Dilma Rousseff
Com decisões do ministro Teori Zavascki, o PT, agora na oposição, sofreu duas derrotas importantes no STF (Supremo Tribunal Federal) nesta quinta-feira.
Em relação ao processo de impeachment, foi uma decisão liminar, ainda sem o exame do mérito. Mas ela obedece à tendência do tendência do tribunal de evitar interferência nesse processo, deixando a última palavra a cargo do Congresso. Teori rejeitou pedido da defesa da ex-presidente Dilma Rousseff para anular o impeachment.
A respeito de Lula, foi uma decisão dura para a estratégia de defesa do ex-presidente. Teori já tomou decisões desfavoráveis ao juiz Sérgio Moro. No entanto, considerou agora que a defesa de Lula fez tentativa de embaraçar as investigações por questionar a imparcialidade e a competência de Moro para tratar de investigações sobre o ex-presidente.
Isso é um sinal de que o Supremo não deverá interferir no trabalho de Moro antes que seus julgamentos sobre Lula sejam feitos e que instâncias intermediárias da Justiça também se manifestem. No duelo entre o ex-presidente e o juiz federal de Curitiba, a decisão de Teori enfraquece Lula e reforça Moro. (Kennedy Alencar)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo