Deputado Hugo Motta se mostra a favor da Vaquejada e diz que a PEC 241 é necessária para que o país avance.

Patosonline
A manhã desta terça-feira, dia 11, foi marcada por uma série de protestos realizados por vaqueiros de várias partes do país, inclusive da cidade de Patos, que se mobilizaram contra a proibição da vaquejada, uma vez que na semana passada o STF decidiu que a prática é inconstitucional.
Por telefone diretamente de Brasília (DF), o deputado federal Hugo Motta (PMDB), disse que o foco em cima da decisão do STF é sobretudo pelo fato dessa atividade gerar vários empregos diretos e indiretos, sobretudo no nordeste do país, além de uma receita considerável que costuma gerar também a para a região. Portanto, o parlamentar afirmou que é contra a proibição e que tem participado de mobilizações em defesa da Vaquejada.
 
 PEC 241
 
Hugo Motta disse que votou favorável à PEC que limita o teto de gastos porque acredita que só existem duas maneiras de se ordenar as finanças e a economia do Brasil, ou seja, aumentando a arrecadação ou regrando as despesas.
 
“Nós preferimos limitar os gastos. Neste momento temos que ter a preocupação com o futuro do país”, disse.
 
Derrota do PMDB em Patos
 
Sobre a derrota do seu pai Nabor Wanderley (PMDB) que perdeu a eleição de prefeito para Dinaldo Filho (PSDB), o deputado Hugo Motta disse que já parabenizou Dinaldo e que deu a demonstração de que quer contribuir com a gestão municipal, uma vez que o seu rival político será o prefeito de todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense