quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Jarbas aconselha Michel Temer a dizer que não será candidato em 2018



jarbas-vasconcelos - foto waldemir barreto-agência senado
O deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) aconselhou nesta terça-feira (18) o presidente Michel Temer a dizer logo ao país que não pretende disputar a reeleição em 2018.
Se fizer isto, disse o parlamentar pernambucano, o presidente fica com “autoridade moral” para conduzir o governo nos próximos dois anos, evitando que o debate eleitoral seja antecipado, desnecessariamente.
A informação está publicada na coluna política do Jornal do Commercio assinada pelo jornalista Giovanni Sandes.
Enquanto isso, já se nota na Câmara Federal as primeiras articulações sobre a sucessão do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), eleito para terminar o restante do mandato do ex-presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) alertou os parlamentares governistas que o governo considera “inoportuna” a abertura da discussão sobre a sucessão de Rodrigo Maia.
Foi um recado direto ao líder da bancada do PTB, deputado Jovair Arantes (GO), que já se apresenta como candidato. O líder da bancada do PSD, Rogério Rosso (DF), também tem pretensões, mas está mal calmo que o petebista.
“Agora não é o momento certo para se falar em candidatura”, disse ele. Também são cogitados os deputados Antonio Imbassahy (PSDB-BA) e Carlos Sampaio (PSDB-SP), mas é provável que o sucessor de Maia não seja nenhum desses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário