Sindicato e gestão municipal dialogam sobre demandas importantes para os servidores da Saúde

Uma comissão formada por servidores municipais da saúde de Patos e representantes do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP), foi recebida na manhã dessa segunda-feira (10), pelo gestor municipal em exercício Lenildo Morais, com o intuito de abrir diálogo sobre algumas demandas apontadas pela categoria em questão. 
Após a reunião, Lenildo Morais disse que apresentou o quadro real da situação econômica e fiscal do município, além de expor a economia que foi já feita com o enxugamento da folha.
Lenildo ainda garantiu que o corte de despesas na saúde será revertido para melhorar a própria saúde, uma vez que já teve início o processo de aquisição de medicamentos, insumos, material de expediente, entre outros materiais que estavam faltando nas unidades de saúde. 
Um detalhe importante tratado na reunião é que a UPA do campo da liga será aberta em breve, inclusive passando a funcionar com profissionais efetivos e já atuantes na saúde municipal, ou seja, diminuindo despesas com contratação de novos servidores, a não que haja necessidade. 
Sobre a atualização dos pagamentos, Lenildo confirmou que após o recebimento do dinheiro oriundo da venda da folha de pagamento à Caixa Econômica Federal, atualizará os vencimentos da saúde.
A presidente do Sinfemp, Carminha Soares, comentou sobre o resultado da reunião e reforçou as considerações do prefeito em exercício. Além disso, a sindicalista disse que o PMAQ será pago conforme a entrada de receita no município. 
Ela também destacou que o diálogo foi positivo com a gestão, e que o sindicato continuará estabelecendo uma ponte de negociação sempre que for necessário lutar por melhorias para os servidores.

Assessoria 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo