quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Senado cobra explicações de ministro sobre Lava Jato


Ministro da Justiça teria antecipado operação da PF que prendeu Palocci.
Assessoria informou que Moraes não comentará o assunto.
Gustavo Garcia - Do G1, em Brasília
A Mesa Diretora do Senado aprovou nesta terça-feira (1º) um requerimento apresentado pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) para cobrar explicações ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, sobre uma declaração dele na qual teria antecipado uma operação da Polícia Federalno âmbito da Lava Jato.

Alexandre de Moraes não é obrigado a responder aos questionamentos, mas pode ser processado pelo Senado caso não preste os esclarecimentos. Procurada pelo G1, a assessoria informou que o ministro não irá comentar o assunto.

No dia 25 de setembro, durante evento eleitoral do candidato Duarte Nogueira à prefeitura de Ribeirão Preto (SP), Alexandre de Moraes disse a correligionários que, naquela semana, teria "mais" operação da Lava Jato. No dia seguinte, dia 26, o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antônio Palocci (PT), ex-prefeito de Ribeirão Preto, foi preso pela Polícia Federal.
"Teve [operação] a semana passada e esta semana vai ter mais, podem ficar tranquilos. Quando vocês virem esta semana, vão se lembrar de mim", disse o ministro na ocasião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário