Sucessão tumultuada

 Por Magno Martins

Está tumultuada a disputa para presidência da Câmara, em fevereiro. Atual dono da cadeira, Rodrigo Maia (DEM-RJ) tenta manobra regimental para concorrer à reeleição. O centrão, grupo antes chefiado por Eduardo Cunha (PMDB-RJ), carece de nova liderança. Rogério Rosso (PSD-DF) digladia com André Moura (PSC-SE) a preferência desse grupo. Nem mesmo os tucanos têm consenso. O PSDB não tem nome que una a bancada. Já o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) tem grande chance de vencer a eleição para presidente da Câmara, mas tem o desafio de convencer o seu partido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense