Trump conciliador conclama país a "curar as feridas"



Donald Trump fala a seus apoiadores neste momento. "A secretária de Estado Hillary Clinton me ligou para parabenizar a todos nós, não só a mim, depois de uma campanha de luta dura", disse.
Em tom conciliatório, após meses de trocas de acusações e até xingamentos –a democrata foi chamada por ele de "Hillary trapaceira"–, o republicano disse que agora "é a hora de curar as feridas da divisão". Ainda disse que todo o país deve gratidão à democrata pelo tempo que ela serviu ao pais.
"Trabalhando juntos, vamos cumprir essa tarefa de reconstruir a nação", completou.
O republicano promete trabalhar pela infraestrutura "e, finalmente, ajudar os veteranos do país". Trump afirma que tem um bom projeto para seu governo. "Vamos sonhar com coisas bonitas e de sucesso para nosso país."
"Vamos colocar sempre os interesses da América em primeiro lugar, mas vamos lidar de maneira justa com todos. Todas as pessoas, e todas as nações", completou, novamente em tom conciliatório depois de meses acumulando polêmicas durante a campanha.
Ele faz um agradecimento especial à família –à esposa, Melania, ao irmão Robert e aos cinco filhos– e também uma deferência a Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York.
Também foram dedicados agradecimentos ao serviço secreto americano e às forças de segurança de Nova York.
"Só posso dizer que, se a campanha acabou, o trabalho por esse movimento só está começando", disse o republicano.
"A América não vai se contentar com menos, vocês vão se orgulhar novamente de seu presidente", finaliza Trump. "Eu amo esse país."
Trump deixa o palco aos gritos de "USA, USA, USA".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo