Ministros de PE acompanham visita de Temer no Estado


Do Blog da Folha
Os ministros Bruno Araújo (Cidades), Fernando Filho (Minas e Energia) e Mendonça Filho (Educação) acompanharão o presidente da República, Michel Temer (PMDB), em sua primeira visita oficial ao Estado, amanhã. Segundo a assessoria da presidência, a comitiva visitará os municípios de Surubim e Floresta.
Em Surubim, Temer visitará a Barragem de Jucazinho, onde assinará duas ordens de serviço: uma para implantação de uma adutora para interligar o sistema Pirangi, que fica no município de Catende, até a Sirigi, na cidade de Vicência; e outra para autorizar obras para a recuperação da barragem.
De acordo com nota da assessoria de Fernando Filho, o reservatório está praticamente seco, comprometendo seriamente o abastecimento de água para todo o Agreste. "A barragem, que existe há 18 anos, jamais esteve num estado tão crítico", relata o texto.
O governador Paulo Câmara (PSB) irá receber a comitiva em Caruaru, por volta das 8h. O grupo seguirá de helicóptero para Surubim, onde deve chegar às 9h40. O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, e o presidente da Compesa, Roberto Tavares, também acompanharão de perto a visita.
Depois da primeira visita, o grupo voltará para Caruaru, e seguirá em outro helicóptero para Floresta, por volta das 11h30, onde visitará as obras de Transposição do Rio São Francisco.
Em conversa com a Folha de Pernambuco, o ministro Raul Jungmann disse que não poderá comparecer a agenda por estar acompanhando a formatura de oficiais da Aeronáutica e Marinha em Brasília.
Depois de cumprir agenda no Estado, Temer seguirá, ainda na sexta, para a Fortaleza, no Ceará, onde irá assinar um decreto que regulamente a lei nº 13340 que prevê a liquidação e renegociação de dívida de crédito rural.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo