terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Queda de Renan: Marco Aurélio esperou Bolsa fechar


Leandro Mazzini - Coluna Esplanada
O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello, que deu voto em decisão liminar monocrática pelo afastamento do presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros, é elogiado internamente na Corte e entre empresários.
Estrategicamente aguardou as Bolsas fecharem e o mercado encerrar as atividades para não atingir em cheio o que, assim especulam, a cotação do dólar em relação ao real.
O ministro do STF acolheu liminar em ação do partido Rede Sustentabilidade, que questionou se Renan, agora réu na Corte, poderia permanecer à frente do Congresso Nacional com um cargo na linha sucessória da presidência da República.

Nenhum comentário:

Postar um comentário