A procuradoria do Município de São José do Egito protocola denúncia ao Ministério Público Federal e ao Tribunal de Contas do Estado contra Ex Prefeito Romério Guimarães.

Mais Pajeú
ASSESSORIA - Romério do PT como é mais conhecido, é acusado de, supostamente, ter INVADIDO sistema de de Convênios no dia 02/01/2016, às 11:18h, ou seja, quando já não era mais Prefeito do Município, e ter praticado ATO DOLOSO CRIMINOSO DE DESVIO DE VERBAS PÚBLICAS.

Um dos crimes possivelmente praticados pelo Sr. Romério Guimarães foi o de Peculato, contido no art. 312 do Código Penal Brasileiro.

Se condenado, o ex Prefeiro Romério do PT pode pegar de 2 a 12 ANOS DE PRISÃO, além de multa, suspensão de direitos políticos, devolução dos recursos públicos e outras sanções.

O ex-gestor teria desviado os recursos públicos a fim de garantir o pagamento de empresa que organizou um Festival em São José do Egito nos últimos dias da sua gestão.

Acontece que o Tribunal de Contas do Estado já havia emitido alerta de responsabilização ao Ex Prefeito Romério, tendo em vista as várias irregularidades encontradas no convênio, entre elas o fato de que os recursos de meio milhão de reais deveriam ser gastos em um campeonato de 3 meses, mas foram torrados em sete dias.

Como conseguirá o ex gestor explicar às autoridades que gastou 79 diárias de filmagem em apenas 7 dias?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense