sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Aliados pressionam Aécio a voltar a morar em Minas


Folha de S.Paulo - Daniela Lima
Pressionado por aliados há menos de dois anos das próximas eleições, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), decidiu ampliar sua presença em seu berço eleitoral, Minas Gerais, numa tentativa de aplacar a cobrança por voltar a viver no Estado e reverter o histórico de derrotas que seu grupo local acumula desde 2014.
Uma fase de imersão entre os mineiros começou a ser ventilada pelo próprio senador, em uma reunião com aliados, ainda em dezembro, numa tentativa de acalmar as expectativas de seu grupo.
Aécio é cobrado a voltar de vez a Minas, especialmente para intensificar o contato com os 853 prefeitos do Estado e "reavivar o legado" que sua gestão como governador (de 2003 a 2010) deixou.
Há, entre os aliados, a esperança de que ele volte a morar em Belo Horizonte ainda este ano, mas o "dia da volta" do senador ainda não se concretizou. Ele não bateu o martelo sobre uma mudança em definitivo.
Quando governador, Aécio sempre foi criticado pela oposição por passar os finais de semana fora de seu Estado, no Rio de Janeiro.
Em setembro de 2015, reportagem da Folha mostrou que ele usou aeronaves do Estado para ir 124 vezes ao Rio entre 2003 e 2010.
Depois de deixar o governo, Aécio se mudou para o Rio e, em 2014, numa tentativa de facilitar as articulações de sua candidatura presidencial, foi para Brasília com a família: a mulher, Letícia, e seu casal de gêmeos.
A mudança acabou ampliando a sensação do eleitorado de que ele se ausentou por completo de Minas, relatam amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário