Justiça localiza R$ 403 mil na conta de Maggi após ordem de bloqueio

Do G1 MT
A Justiça encontrou R$ 403 mil nas contas do ministro da Agricultura Blairo Maggi. Na segunda-feira (9), o juiz Luís Aparecido Bortolussi Júnior, da Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, havia determinado o congelamento de até R$ 4 milhões das contas do ministro e outras oito pessoas suspeitas de comprar vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) com dinheiro desviado dos cofres públicos. A decisão foi parcialmente cumprida por falta de saldo nas contas bancárias dos acusados de improbidade administrativo e danos ao erário.
O ministro disse, por meio de assessoria, que não irá se manifestar sobre o bloqueio de dinheiro das contas dele. No entanto, em nota divulgada na terça-feira (10), Maggi se disse surpreso com a decisão ao citar o arquivamento do inquérito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que o investigava por suposta compra dessa vaga no TCE-MT. O arquivamento ocorreu em maio do ano passado, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
O valor mais alto encontrado nas contas dos réus foi de Blairo Maggi. No entanto, houve a liberação de R$ 15.157,58, equivalente ao salário do governador de estado, suficiente para que a pessoa possa se manter financeiramente por um período, segundo a Justiça. Com isso, foram bloqueados, de fato, R$ 387.941,32. Nas contas bancárias de quatro réus não foram encontradas quantias suficientes para o bloqueio. Desse modo, o saldo foi liberado. Nas contas de outros três não foi encontrado nenhum valor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo