Maia evita atrelamento com Governo Temer

Em entrevista, há pouco, no Recife, onde almoçou com deputados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Bahia, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), evitou qualquer vinculação do seu projeto de reeleição ao Governo Temer. Perguntado se a presença de três ministros ao almoço não seria um indicativo de que o Planalto tem interesse na sua reeleição, Maia afirmou que nenhum dos ministros estava presente como eleitor ou cabo eleitoral.
"Os ministros são meus amigos e posso dizer que vieram aqui até para retribuir o apoio que dei a cada um deles no momento em que seus nomes estavam sendo cogitados para o cargo", afirmou.
Maia não assumiu a sua candidatura à reeleição em nenhum momento, com a ressalva de que se vier de fato a entrar na disputa fará isso na ocasião certa. Afirmou que como presidente da Câmara veio a Pernambuco conversar com os deputados sobre o momento nacional, a crise e o recrudescimento da violência nos presídios brasileiros.
Sobre o que a Câmara deve priorizar, numa eventual reeleição para o cargo, citou a reforma da Previdência, em primeiro lugar, a reforma política e o chamado pacto federativo. Maia reuniu em almoço no JCPM cerca de 30 deputados, a maioria de Pernambuco e da Paraíba, além dos ministros Bruno Araújo, Mendonça Filho e Fernando Bezerra Filho. Antes, ele esteve em campanha em Natal, num café da manhã com a bancada do Rio Grande do Norte.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo