quarta-feira, 12 de abril de 2017

Fachin autoriza abertura de inquérito contra 9 ministros, 29 senadores e 42 deputados federais

O ministro Edson Fachin (STF) autorizou a abertura de inquérito contra 9 ministros do presidente Michel Temer, 29 senadores e 42 deputados federais, entre eles os pernambucanos Jarbas Vasconcelos (PMDB) e Betinho Gomes (PSDB).
A autorização se fundamenta na delação premiada de 78 ex-executivos da Odebrecht. A lista foi encaminhada a Fachin pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot.
Além de deputados e senadores, também serão investigados um ministro do TCU, três governadores e 24 políticos sem prerrogativa de foro.
Serão investigados os ministros Eliseu Padilha (casa Civil), Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência da República), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia), Hélder Barbalho (Integração Nacional), Aloysio Nunes Ferreira (Relações Exteriores), Blairo Maggi (Agricultura), Bruno Araújo (Cidades), Roberto Freire (Cultura) e Marcos Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços).
A lista de Janot foi enviada a Fachin, novo relator dos processos da Lava Jato no STF, no último mês de março. Como metade da República teria recebido dinheiro de “caixa dois” da Odebrecht, a tendência é que a maioria se salve, pois é improvável que o Supremo vá cassar o mandato dessa infinidade de políticos do governo e da oposição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário