Paixão de Cristo de Nova Jerusalém estreia amanhã

Muitas novidades e um grande elenco esperam o público que for assistir a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém na temporada 2017, que começa amanhã e vai até o dia 15, no município do Brejo da Madre de Deus (PE), a 160 km do Recife. Neste ano, o mega espetáculo encenado no maior teatro ao ar livre do mundo está completando 50 anos de apresentações e, para marcar as comemorações do jubileu de ouro, a Sociedade Teatral de Fazendo Nova introduziu novas cenas grandiosas, renovou figurinos e apresentará um elenco de artistas convidados com nomes de destaque no cenário nacional: Rômulo Arantes Neto (Jesus), Letícia Birkheuer (Maria), Joaquim Lopes (Pilatos), Aline Riscado (Herodíades), Adriana Birolli (Madalena), Raphael Vianna (Herodes) e Jesus Luz (Apóstolo João).
Além dos artistas convidados, o elenco é formado também por mais de 50 atores e atrizes locais, onde se destacam Ricardo Mourão (Caifás), Ednaldo Lucena (Anás), Júlio Rocha (Pedro) e muitos outros. A encenação conta com a experiente direção artística dos pernambucanos Carlos Reis e Lúcio Lombardi, que desde 1997 conduzem com maestria a montagem dos grandiosos espetáculos. A produção executiva e a coordenação geral estão a cargo de Robinson Pacheco, filho de Plínio Pacheco, que foi o idealizador e construtor da cidade teatro de Nova Jerusalém.
Uma das inovações cenográficas desta temporada poderá ser vista no cenário do Palácio de Herodes, onde acontece o Bacanal. Durante a festa, chegam os Sacerdotes judeus levando Jesus preso para que o Rei Herodes o julgue. A novidade nessa cena será a entrada apoteótica do Rei Herodes e sua Rainha Herodíades em uma suntuosa e gigantesca carruagem dourada, conduzida por dezesseis escravos mascarados, usando figurinos negros, passando um clima de mistério e revelando toda a imponência do Rei da Galiléia.
Além disso, a cinematográfica cena do Fórum Romano, onde Pôncio Pilatos lava as mãos e condena Jesus à morte, será ainda mais impactante. A entrada do governador romano em seu Palácio, numa Biga Romana puxada por belos cavalos negros e brancos, foi totalmente renovada. Uma enorme passarela em pedra foi construída para dar total visibilidade à entrada do governador da Judéia em seu fórum, de forma que, no trajeto de acesso ao Palácio, toda a sua centúria estará perfilada lateralmente prestando reverência ao Procurador Romano.
Essas novas cenas vão enriquecer ainda mais a Paixão de Cristo, já consagrada como um mega espetáculo apresentado por 50 atores e cerca de 400 figurantes em uma cidade-teatro de 100 mil m², cercada por gigantescas muralhas de pedra de quatro metros e 70 torres de sete metros. Em seu interior, nove palcos plateia, que são réplicas dos prédios e lugarejos da Jerusalém dos tempos de Jesus, criam os cenários marcados pelo realismo e beleza plástica.
Já assistido por cerca de 3,8 milhões de pessoas, a encenação é uma das principais atrações turísticas do Brasil na Semana Santa. Todos os anos, o espetáculo atrai, por dia, uma média de 7 mil expectadores que acompanham a encenação como se fossem o povo de Jerusalém que acompanhava o desenrolar dos acontecimentos dos últimos dias de Jesus. São pessoas de todas as idades, vindas de vários estados do Brasil e do exterior.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense