Dilma critica política social de Huck


Política social de auditório
Política social de auditório de Huck é manipulação eleitoral, diz Dilma. A petista discursou em um evento do partido em Porto Alegre
Folha de S. Paulo
Por Carolina Linhares

A ex-presidente Dilma Rousseff criticou, na noite de sexta-feira (12), o que chamou de "política social de auditório" do apresentador da Rede Globo Luciano Huck. A petista discursou em um evento do partido em Porto Alegre.
Os dois estiveram nos Estados Unidos para a Brazil Conferenceevento organizado pela Universidade de Harvard e pelo MIT. Dias antes, ele havia afirmado em entrevista à Folha que sua geração está pronta para ocupar o poder.
"Eu assisti lá em Harvard uma inovação. A inovação é a política social de auditório. Consiste em demonstrar a eficácia de um programa de auditório de um apresentador chamado Luciano Huck." Diante dos risos da plateia, afirmou: "Não riam, isso é real. Ele levou uma das pessoas beneficiadas. Foi aplaudido de pé porque levou uma senhora e ela tinha melhorado de vida".
Dilma classificou o fato como "gravíssimo". "É o processo que combina a visão de política social neoliberal com a visão, antes era com a visão do gestor, mas estão caminhando a passos largos para ser com a do animador de auditório."
Segundo a ex-presidente, há "nitidamente uma tentativa explícita de manipulação eleitoral pretendida obviamente pela Rede Globo".
Dilma mencionou a entrevista do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso à Folhaem que ele cita Huck como "o novo" no cenário político para 2018.
"Me surpreendeu, com todas as divergências que possamos ter, que o senhor presidente Fernando Henrique Cardoso tenha defendido como sendo uma hipótese eleitoral para o Brasil a compreensão de programas de auditório."
Procurada pela Folha, a assessoria da Rede Globo afirmou que não irá se manifestar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense