terça-feira, 18 de julho de 2017

Coelho pressiona Temer para tomar PMDB de Jarbas

O senador Fernando Bezerra Coelho e o seu filho, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, aumentaram o nível de pressão na cúpula nacional do PMDB em Brasília para tomar do deputado Jarbas Vasconcelos, definitivamente, o controle do partido em Pernambuco. Dissidente do núcleo governista e já na defesa aberta pela investigação do presidente Temer, no processo que tramita na Câmara dos Deputados, Jarbas está na lista dos que podem ser expulsos do PMDB.
Diante da real ameaça, Fernando pai e filho já estiveram propondo a transferência da tutela do PMDB de Jarbas para o grupo, num primeiro encontro com o presidente da legenda, senador Romero Jucá (RR), e nos últimos dias com o presidente Michel Temer. Dissidentes no PSB, partido que orientou a bancada a votar também pela autorização da investigação, senador e ministro engordaram o olho pelo PMDB porque, além de ser o maior partido do País, criaria em Pernambuco um novo ambiente para a legenda prosperar com vistas às eleições de 2018.
Como a permanência no PSB, para o grupo, não interessa mais, devido aos conflitos de interesses, a grande jogada agora seria arrebatar o PMDB das mãos de Jarbas, um histórico na legenda, mas que vem, ao longo dos anos, em posições divergentes com a cúpula nacional. Temer já tratou do assunto com Romero Jucá e ambos, certamente, devem sofrer mais pressões neste intervalo de tempo em que é aguardada a votação da investigação de Temer pelo plenário da Câmara. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário