Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

TRAIÇÃO

Imagem
O que mais se ouve em Brasília é que o senador Jarbas Vasconcelos perde o controle do PMDB no Estado, se o partido superar a crise com o Governo e apoiar a reeleição da presidente Dilma. E há um agravante de arrepiar: Raul Henry, cria de Jarbas, hoje praticamente atrelado ao Governo e integrante do PMDB governista, ficaria para fazer o jogo, desatrelando-se, assim, do velho aliado. Já não se fazem mais discípulos fiéis como antigamente.

"Governo Dilma é um samba do crioulo doido"

Imagem
Após a presidente Dilma Rousseff (PT) vetar treze dispositivos da Medida Provisória 595, a MP dos Portos, que regulamenta o setor portuário do Brasil, o deputado federal Augusto Coutinho (DEM-PE) criticou, nesta quinta-feira (6), a postura da petista. "O governo é atabalhoado. O que a base [governista] acerta, a presidente não cumpre. A presidente é autoritária e todo mundo sabe", disse o democrata.
Na oposição, os parlamentares acreditam que Dilma Rousseff mostrou que a palavra do governo não vale nada diante do Parlamento. Um dos pontos retirados pela presidente foi a prorrogação obrigatória de concessões em portos públicos por mais de 25 anos - podendo chegar a 50. "Essa é a forma de ela tratar seus subordinados. Isso é um verdadeiro samba do crioulo doido e a base está desgastada”, alfinetou Coutinho.

A aprovação do texto final da MP dos Portos aconteceu na manhã do último dia 16. Após 37 horas de debates, bate-bocas, tumultos, acusações e incertezas, a …

Sérgio Guerra assumiu o PSDB de Pernambuco sob a égide da renovação, levando, inclusive, quadros jovens como Daniel Coelho e Bruno Araújo a posições de destaque na Executiva Nacional. Mas não conseguiu se livrar pelo menos de um tipo de atraso. Na primeira reunião da estadual, Guerra chegou mais de uma hora depois do marcado.

Imagem
Aliás, já que o verbo no PSDB agora é esse, há uma coisa que podia ser renovada é o guarda-roupa do deputado Daniel Coelho. Cerca de dois anos após ter deixado o PV pelo ninho tucano, o legislador ainda faz do verde seu padrão indefectível de camisas.

Para a alegria silenciosa do governador Eduardo Campos, a relação entre o PMDB e o PT entrou em parafuso nas últimas semanas. E o quadro não complicou apenas dentro da Câmara Federal. A insatisfação inflama peemedebistas poderosos em vários estados, como o Rio de janeiro e a Bahia, o que pode, pelo menos, prejudicar as alianças regionais.

Imagem