quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Protesto do DEMOCRATAS em exposição do PT gera tumulto no Congresso




Do G1, em Brasília

Parlamentares do PT e do DEM discutiram e trocaram acusações na tarde desta quarta-feira (27) depois que o partido de oposição fez um protesto em frente a uma exposição comemorativa aos 33 do PT na Câmara.
A exposição traz painéis com fatos históricos da trajetória petista. Em protesto, o DEM instalou no mesmo local um painel com referência 2005, intitulado "O ano do mensalão".
O tumulto começou quando o líder do Democratas, deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), e o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) exibiram o painel, com a imagem de jornais e revistas que noticiavam, em 2005, os escândalos de corrupção que envolviam o PT. A placa do DEM foi colocada em frente ao painel oficial, entre as datas de 2004 e 2006.

Manifestantes pró-PT pegaram o painel e  levaram para fora do local da mostra. O deputado Amauri Teixeira (PT-BA), aos gritos, disse que a oposição "agiu como moleque" .

O deputado Ronaldo Caiado, em resposta aos manifestantes, declarou que o painel foi dado "como presente para o PT".
O deputado disse também que pretendia enviar o painel para a sala da liderança petista na Câmara.
"Nós fizemos uma inauguração oficial da verdadeira história do PT. Na história do PT, faltava o ano de 2005. Então nós fizemos uma recomposição exatamente reconstituindo a história e mostrando o que foi que ocorreu em 2005", afirmou Caiado.

"A máscara do PT caiu, e a realidade ficou estampada aqui no outdoor que nós apresentamos: do mensalão, dos escândalos, das pessoas envolvidas. Enfim, exatamente aquela parte que eles querem suprimir, que é o ano de 2005", disse o líder do DEM, ainda dentro da exposição.
O deputado Amauri Teixeira foi vaiado por pessoas ligadas ao DEM que estavam no local. Um grito de "mensaleiro" irritou o deputado, que começou a procurar o acusador no meio da multidão.

"Mensaleiro é você, que é moleque. Eu sou homem direito. Vai provar que eu peguei alguma coisa! Me chame de mensaleiro! Quem me chamou de mensaleiro?", gritou o deputado. Quanto mais Teixeira se irritava, mais vozes se levantavam no meio do tumulto.
A assessoria do PT confirma que o painel exibida pelo DEM foi depois levado para dentro da sala da liderança petista. O material ainda teria sido encaminhado para a Polícia Legislativa, a pedido do PT

São José do Egito se prepara para festa de 104 anos

A prefeitura de São José do Egito começou a discussão em torno da festa que deve marcar os 104 anos de emancipação política da cidade. Conhecida como berço imortal da poesia, o município tem aproximadamente 32 mil habitantes, dois distritos e seis povoados. Sua principal fonte de renda é agricultura. A cidade se destaca no cenário nacional quando o assunto é cultura, daí o apelido carinhoso de Berço Imortal da Poesia. 

Terra de cantadores e poetas, São José do Egito, está cravada no Sertão do Alto Pajeú e é a terceira maior economia da região.

 Durante dois dias, ou seja, 08 e 09 de março, São José do Egito reviverá sua emancipação política.

Cássio diz que chegada de Santiago à base aliada pode enfraquecer aliança com Ricardo

O senador afirmou que espera as condições que serão oferecidas pelo socialista ao PSDB para manutenção do apoio
O tom do discurso do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) sobre a aliança com o governador Ricardo Coutinho (PSB) mudou depois de encontro com o socialista que aconteceu nessa terça-feira (26), em Brasília. O tucano deixou claro que está aberto ao discutir à manutenção da união, mas que é necessário tratar dos espaços que serão oferecidos ao seu partido.

Sobre a possibilidade do ex-senador Wilson Santiago (PMDB) se filiar ao PSB, Cássio destacou que adesões a base a aliada “sempre são bem-vindas, mas desde que não desaloje companheiros de primeira hora”. Em entrevista ao programa Correio Debate (98FM), nesta quarta-feira (27), ele enfatizou que foi manifestada a Ricardo Coutinho a disposição para tratar sobre o apoio do partido, desde que haja diálogo sobre espaços na chapa majoritária.
“Vejo um zum zum zum de que Wilson Santiago deve ir para o PSB e é preciso saber se Wilson vem já para ocupar um lugar de destaque como candidato a senador”, questionou o senador que acrescentou que os partidos aliados possuem políticos de destaques como o senador Cícero Lucena (PSDB), o deputado federal Rui Carneiro (PSDB) e o vice-governador Rômulo Gouveia (PSD). O tucano chegou a lembrar que Cícero Lucena já anunciou que é candidato a reeleição.

Taxativo, Cássio Cunha Lima afirmou que “cabe a Ricardo Coutinho demonstrar se pretende manter a aliança. Sobre a possibilidade de disputar novamente o Governo do Estado, ele se limitou a dizer que não deve antecipar projeções. “Cada coisa deve a seu tempo, cada coisa a sua hora. Não é bom para Paraíba antecipar a eleição de 2014”.

Partidários do vereador Flávio Jucá (PSB) de São José do Egito, que tenta montar uma chapa para concorrer à União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), estão desanimando. O motivo seria a falta de apoios para montar a chapa de oposição. Por Nill Júnior


EMPRESA INSATISFEITA COM SUSPENSÃO DE LICITAÇÕES VAI DENUNCIAR PREFEITO DE TUPARETAMA AO MP E AO TCE

Nill Júnior

 Por discordar do Governo Dêva Pessoa, que suspendeu a realização de duas licitações para a aquisição de combustíveis e derivados, a empresa Leite Nunes Ltda está prometendo recorrer ao MP e ao TCE.
Falando a Anchieta Santos, na Rádio Cidade FM ontem, Elízio Neto representante da Leite Nunes Ltda afirmou que a suspensão se deu porque a administração municipal de Tuparetama queria beneficiar a R. M. empresa que teria financiado a candidatura de Dêva Pessoa.
A justificativa da administração municipal foi à decisão de implantar o Petrocar, venda por cartão. 
 
 

Se ouvisse os conselhos de Jarbas Vasconcelos, Eduardo Campos romperia logo com o PT, com Lula e com Dilma e se declararia candidato a presidente da República. O senador acha que “esse PT” já deu o que tinha de dar ao governador. Inaldo Sampaio


O senador Vital do Rêgo, do PMDB da Paraíba, Estado governador pelo socialista Ricardo Coutinho, fez, ontem, uma advertência na coluna de Ilimar Franco, de O Globo, aos que ainda desconfiam que o governador pernambucano blefa ao alimentar sua candidatura ao Planalto. “Quem não trabalha com a hipótese de uma candidatura competitiva de Eduardo Campos é politicamente míope”, disse.


Biu Farias, presidente da União dos Vereadores de Pernambuco e candidato à reeleição, leva uma caravana de parlamentares municipais a Brasília para pressionar o Congresso a reprovar o projeto do senador Ciro Miranda (PSDB-GO), que acaba a remuneração de vereadores em municípios com população inferior a 50 mil habitantes.

Em Pernambuco, o projeto do senador goiano contraria um verdadeiro exército. Dos 182 municípios encravados no Estado, apenas 23 têm população superior a 50 mil habitantes. Traduzindo: a pressão pela rejeição da proposta se concentrará no Senado. Com a palavra, os senadores Armando Monteiro Neto, que é candidato a governador, Humberto e Jarbas.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Mendonça Filho pede explicações e concessão da Unicel para operar em SP é extinta

Nádia Ferreira 

Atuação do deputado Mendonça Filho (Democratas-PE) resultou no cancelamento da concessão da Unicel do Brasil para operar a telefonia móvel no estado de São Paulo. A autorização concedida à empresa pelo Ministério das Comunicações foi extinta após requerimento do vice-líder do Democratas pedindo esclarecimentos ao ministro Paulo Bernardo. De acordo com reportagem da revista Veja de novembro de 2012, a Unicel está em processo em falência e têm dívidas que somam R$ 150 milhões. Apesar disso, a empresa conseguiu a concessão e estava para ser adquirida, por R$ 500 milhões, pela Nextel, processo também suspenso pelo governo no início deste ano.

“Nós tínhamos uma clara percepção que o ato era ilegal, inclusive, da forma como foi denunciado. A pressão da imprensa e o nosso requerimento fizeram com que o governo não bancasse a situação que era porta aberta para contestações judiciais”, avalia Mendonça Filho. “Mais uma vez, estamos cumprindo nossa função como deputado de oposição de fiscalizar os atos do governo pela preservação do respeito ao dinheiro público”, afirmou.  

O cancelamento da concessão e da compra citadas foram oficializadas pelo Ato 120 da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicada no Diário Oficial da União poucos dias antes de os questionamentos de Mendonça Filho serem respondidos pelo ministro das Comunicações. Nas respostas, o ministro informa essas providências e admite que há ações da própria Anatel contra a Unicel pelo não cumprimento de suas obrigações de cobertura em contrato assumido pela empresa. Além disso, foi comprovado que a empresa está inoperante e foi inscrita no Cadastrado de Inadimplentes do Governo Federal, condições que a tornam inapta a operar uma concessão.

Um dos diretores da empresa é José Roberto Camargo Campos, marido da ex-ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. Em 2010, a polícia federal investigou um esquema de favorecimento a Unicel que resultou na saída de Erenice do cargo de ministra.  

Histórico

A Unicel do Brasil conseguiu, em 2007, na Justiça uma autorização da Anatel para explorar o serviço de telefonia celular no estado de São Paulo nas cidades com código DDD 11. No ano seguinte, a empresa lançou o serviço com o nome “aeiou”. No entanto, a Unicel teve uma série de problemas para implantar o serviço e acumula dívidas superiores a R$ 150 milhões. A reportagem da revista Veja foi publicada em 14 de novembro de 2012 denunciando a precariedade da concessão e questionando os termos da compra da Unicel pela Nextel. Dia 20 de novembro, o deputado Mendonça Filho encaminhou requerimento de informação ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, pedindo esclarecimentos sobre o tema. No dia 22 de janeiro de 2013, a Anatel publicou no Diário Oficial da União ato extinguindo da concessão e autorização para compra da empresa pela Nextel.

Álvaro Dias segue crítico à candidatura de Aécio Neves à Presidência

A pré-candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República segue sofrendo resistências em seu próprio partido. Correligionário e colega de bancada do mineiro na Casa Alta, Álvaro Dias (PSDB-PR) voltou a criticar a forma como Neves foi alçado à condição de postulante. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, o paranaense destacou que Aécio ainda precisa convencer setores do partido a fecharem por completo com o seu projeto presidencial.
“O PSDB perdeu uma grande oportunidade de realizar uma grande campanha de filiação em massa, com o slogan venha para o partido escolher seu presidente. Agora, Aécio ainda precisa convencer o PSDB, já que ele foi um candidato escolhido pela cúpula do partido”, ressaltou Álvaro Dias.
O senador paranaense frisou que a escolha pelo nome de Aécio Neves, sem que debates internos tivessem ocorridos, é uma mostra de que o “PSDB segue preso à velhas práticas”, que deixariam a legenda paralisada.
Álvaro Dias ainda criticou o fato de Aécio ter sido lançado pré-candidato “cedo de mais”, uma vez que ficará mais tempo exposto à artilharia dos adversários. “A população não acompanha essa candidatura agora. Apenas os adversários ficam de olho, criticando, apontando falhas. Foi muito cedo. O PSDB poderia, agora, está realizando primárias”, sacramentou.

Eventual candidatura de Eduardo Cam­pos ao Palácio do Planalto levaria Dilma Rousseff a retaliar Pernambuco como fez o general Figueiredo com Roberto Magalhães, e José Sarney e FHC com Miguel Arraes? Tudo isso também está sendo analisando por assessores políticos do governador. Inaldo Sampaio


Ciro Gomes tem o costume de “atirar” , mas quando o faz contra o presidente do próprio partido soa mais duro. Desta vez, disse que “Eduardo não tem estrada”, também disse que Aécio Neves “não conhece o Brasil”.

Só que há alguma mágoa quando se trata de Eduardo, que participou da articulação com Lula para abortar a candidatura de Ciro a presidente, em 2010, em prol de Dilma.

Líder da oposição, Daniel Coelho protocolou, ontem, pedido de informação, solicitando à secretaria estadual de Governo a data da desativação do Presídio de Itamaracá. Segundo a própria administração estadual, os planos para área incluiam a transferência dos presos e a oferta do espaço à construção de uma rede hoteleira.

O tucano registra que a promessa de liberação do conjunto de penitenciárias de Itamaracá foi feita desde que se iniciaram as obras no Presídio de Itaquitinga. Só que o chamado Centro Integrado de Ressocialização de Itaquitinga (CIR), na semana passada, foi alvo de visita da oposição, que detectou obras atrasadas e paradas.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

O TRE condenou o ex-prefeito de Afogados da Ingazeira, Totonho Valadares, o filho dele, Daniel Valadares, e a ex-secretária de Ação Social, Evângela Vieira, a pagarem multas no valor de R$ 5.320,00, por distribuir cestas básicas contendo os símbolos da prefeitura. Folha Sertão


Do Roberto Magalhães sobre a MP dos Portos, assinada por Dilma, que tira a autonomia de Pernambuco sobre Suape: “Isso me lembra uma frase de Millôr na revista ‘O Cruzeiro’: A política é pior do que a guerra, porque, nesta, os inimigos estão do lado de lá’”.


Prestes a encerrar sua missão como presidente nacional do PSDB, o deputado federal Sérgio Guerra vai assumir a presidência do Instituto Teotônio Vilela. A sugestão já havia sido dada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Agora, já está tudo encaminhado para que isso se consolide.

“Estamos trabalhando para isso. É algo que será feito com naturalidade. É um dever do partido para com ele (Sérgio). Ele deu muito de si ao partido e o ITV é um orgão que ajuda o partido a pensar”, assinala o deputado federal Bruno Araújo. Aécio Neves sucede Sérgio na presidência nacional.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Blogueira presidente


Blogueira presidente - Líder do DEM na Câmara, o deputado Ronaldo Caiado (GO) subiu à tribuna e acusou o PT pelas hostilidades à blogueira cubana Yoani Sánchez. E ainda provocou a bancada governista ao afirmar que o futuro da jornalista será governar Cuba com o fim da ditadura dos Castros na primeira eleição direta da ilha.

Formação de palanques é desafio de Aécio nos estados

Jornal O Globo 

Pré-candidato à Presidência em 2014 pelo PSDB, o senador Aécio Neves vai precisar se desdobrar para montar palanques fortes nos estados contra o PT da presidente Dilma Rousseff, que tentará a reeleição. Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul e Distrito Federal são as prioridades de Aécio. O partido passará por um processo de reestruturação nesses locais. Na avaliação dos tucanos, são colégios eleitorais importantes e onde a sigla apresentou resultado ruim nas eleições municipais em 2012.
O assunto foi discutido em reunião informal por deputados e senadores do PSDB na última quarta-feira, logo após o discurso de Aécio na tribuna do Senado horas antes do evento de comemoração aos dez anos de governo do PT. 

sábado, 23 de fevereiro de 2013

FHC diz que Lula age como "presidente adjunto" de Dilma

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) atacou na tarde desta sexta-feira, no Rio, o ex-presidente Lula (PT). Para FH, o petista está inaugurando o novo cargo de "presidente adjunto", já que Lula, segundo o tucano, tem aparecido muito em eventos políticos e atuado como principal articulador de decisões do governo Dilma Rousseff.
Fernando Henrique participou de um seminário organizado pela Casa das Garças, na Gávea, Zona Sul do Rio, em homenagem aos 70 anos do ex-ministro da Fazenda Pedro Malan. No evento, Fernando Henrique afirmou ainda que a relação do PT com o seu governo (1995 a 2002) é um "caso de psicanálise".
- O presidente Lula está atuando como uma espécie de presidente adjunto. Ele deveria fazer como eu. Pergunta para mim se eu indico alguém para os governos do PSDB - afirmou Fernando Henrique.(Informações de O Globo - Daniele Nogueira)

Serra Talhada: Evandro pode se filiar ao PT ou PMDB

O ex-prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro Pereira, poderá se filiar ao PT, ou mesmo ao PSB, segundo informa hoje Giovanni Sá, no blog Farol de notícia. “Tive uma conversa de cerca de uma hora com o senador Humberto Costa e foi muito proveitosa. Ele reforçou o convite para que eu me filie ao Partido dos Trabalhadores (PT) e ventilou a possibilidade de alavancar a minha candidatura a deputado federal, em 2014. Entretanto, eu tenho um grupo político que costumo ouvir e respeitar. Não costumo ditar ordens em política”, disse Carlos Evandro’’, segundo o blog.
Outro caminho de Carlos Evandro seria também, o PMDB, convidado pelo prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, e, ainda, o PSD. ‘’Antes de dialogar com Humberto Costa o ex-prefeito teve uma breve reunião com o prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (PMDB), que está sendo cotado para disputar o governo do Estado pelas oposições, em 2014. “Lóssio é um amigo de longas datas e conversamos um pouco. E é claro que teve política no meio. Ele vem fazendo um grande trabalho em Petrolina”, acrescentou. Carlos Evandro não descartou a possibilidade de vir a se filiar ao Partido Social Democrático (PSD). “È uma grande legenda aonde tenho vários amigos. O PSD também é uma das minhas opções”, declarou o ex-prefeito.’

O TRE cassou a liminar deferida ao vereador de Flores, José Pereira (PSDB). Com a decisão, o tucano que teve seu registro de candidatura indeferido no primeiro, não deve continuar no cargo de vereador.


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Oposição ao governador realiza blitz no interior de Pernambuco

Cinco dos nove integrantes da pequena bancada de oposição na Assembleia Legislativa caem em campo, hoje (22), para tentar dar um flagrante no governo estadual. Em sigilo sobre a cidade e o setor a ser fiscalizado, o grupo faz a primeira operação relâmpago de uma agenda inicial de dez, no interior, visando a inspecionar, questionar, contradizer e desmentir o governo sobre as suas ações e cumprimento de promessas. A blitz da oposição pretende constatar o andamento de obras, a qualidade dos serviços públicos e as condições estruturais em unidades de saúde, educação, rodovias e segurança da população.

Tachados como pouco atuante e de complacente com o governo nos últimos dois anos do governo Eduardo Campos (PSB), a oposição quer desconstruir a “imagem arranhada” e demonstrar que não é adesista. É o resgate da tática da visita-surpresa aprovada em 2011, na Região Metropolitana do Recife, mas pouco adotada naquele ano. “Serão importantes as visitas, porque queremos dar desdobramentos na Assembleia. Não vamos nos limitar aos discursos em plenário, mas gerar ações e consequências”, diz o líder da oposição, Daniel Coelho (PSDB).

O grupo saiu às 10h30 da Assembleia, após o fim da sessão no plenário. Porém, pelo número dos que confirmaram a ida, o exemplo de 2011 e a primeira blitz da agenda revelam que a bancada deverá ter problema de fôlego para cumprir todas elas. Garantiram presença Daniel Coelho, Betinho Gomes (PSDB), Terezinha Nunes (PSDB), Ramos (PMN) e Maviael Cavalcanti (DEM). Não confirmaram Antônio Moraes (PSDB), Tony Gel (DEM), Claudiano Martins Filho (PSDB) e Eduardo Porto (PSDB), que justificou que estará em outra viagem.

Com informações do Jornal do Commercio.