segunda-feira, 31 de outubro de 2016

PSDB vence em 14 cidades e PT, nenhuma


2º turno das eleições municipais
Portal G1 – Rosane D’Agostino e Thiago Reis
O PSDB foi o partido que mais elegeu prefeitos no segundo turno das eleições municipais deste ano, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foram 14 prefeituras conquistadas, de um total de 19 em que o partido disputava o cargo. Já o PT, que disputava sete prefeituras, não elegeu nenhum candidato.
Em seguida, aparece o PMDB, que, elegeu nove prefeitos de um total de 15 disputas. Já o 
PPS, que aparece em terceiro lugar com 5 prefeitos eleitos, havia disputado sete prefeituras.
O PSDB foi o grande vitorioso do domingo. O partido só perdeu em Belo Horizonte, Campo Grande, Cuiabá, Caucaia (CE) e Franca (SP). O principal revés foi na capital mineira, em que João Leite, que terminou à frente no 1º turno, levou a virada no segundo e perdeu a disputa para Kalil (PHS).
Os tucanos venceram em Belém (PA), Blumenau (SC), Caruaru (PE), Contagem (MG), Jundiaí (SP), Maceió, Manaus, Porto Alegre, Porto Velho, Ribeirão Preto (SP), Santa Maria (RS), Santo André (SP), São Bernardo do Campo (SP) e Vila Velha (ES).

Eleições municipais podem ser anuladas em 147 cidades


O Globo - Carolina Brígido

Dos candidatos a prefeito mais votados no primeiro turno, 147 não obtiveram registro até agora. Eles entraram com recursos judiciais e devem ter a situação definida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até o fim de dezembro. Em caso de indeferimento definitivo do registro, será necessário realizar nova eleição no município, de acordo com a minirreforma eleitoral aprovada recentemente pelo Congresso Nacional. A situação ocorre em 22 estados. No Rio de Janeiro, são nove municípios: Casimiro de Abreu, Teresópolis, Niterói, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande, Itaguaí, Conceição de Macabu e Rio Bonito.
— Agora a lei não permite mais que o segundo lugar assuma, em se tratando de anulação da eleição, haverá a realização de eleição suplementar, e isso certamente no futuro vai estimular a judicialização gratuita, que é muito comum até aqui. Esse é um esforço que temos que fazer até dezembro, para definirmos todas as situações — afirmou Gilmar.
Para o ministro, o alto número de prefeitos eleitos com a situação judicial indefinida ocorreu porque, com a mudança na lei, as candidaturas foram registradas mais tarde do que nos anos anteriores, dando menos tempo para a Justiça Eleitoral analisar todos os recursos antes das eleições. Segundo Gilmar, essa situação precisa ser avaliada pelo Congresso.

Um furacão se abaterá sobre toda a classe política


Kennedy Alencar
Uma marca das eleições municipais foi o sucesso dos candidatos que apostaram no discurso contra os políticos tradicionais. Essa demonização da política estimulou um número maior de abstenções e de votos nulos.
O PT foi o grande derrotado. Houve um efeito Lava Jato que prejudicou mais os petistas. A crise econômica, gerada pelo governo Dilma, também contribuiu para o eleitor punir os candidatos do PT. De modo geral, a esquerda perdeu espaço para a direita.
O PMDB e o PSDB, que são os principais partidos de sustentação do governo Temer, saem vitoriosos. Isso sinaliza força para as eleições de 2018, porque os prefeitos são cabos eleitorais valiosos. Mas a política no Brasil pode mudar muito em dois anos. E agora peemedebistas e tucanos deverão ser mais atingidos pelas revelações da Lava Jato.
Há um furacão que se abaterá sobre toda a classe política com as delações da Odebrecht. E o governo Temer ainda tem o enorme desafio de resolver a crise econômica. Portanto, há um quadro de incertezas políticas e econômicas em relação a 2018.


Ter bom desempenho nas eleições municipais de 2016 ajuda, sem dúvida, mas não é garantia de vitória do atual campo governista daqui a dois anos. Não deve ser menosprezado o risco de aventuras eleitorais e de êxito de nomes que não estão hoje na política tradicional.

Pela 1ª vez, PT fica sem prefeituras no Grande ABC


Partido perdeu eleição em todas cidades de seu reduto histórico
O Globo - Thiago Herdy
Pela primeira vez desde a sua fundação, o PT ficou sem representantes na administração municipal das cidades da região metropolitana de São Paulo, conhecida como Grande ABC. Neste segundo turno o partido batalhava para manter o poder em duas cidades do seu tradicional reduto e berço da atuação política de lideranças como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Até a última eleição, essa região era reconhecida como “cinturão vermelho”.
Candidato à reeleição, Carlos Grana (PT) teve apenas 21,79% dos votos válidos em Santo André e ficou atrás de Paulo Serra (PSDB), eleito prefeito da cidade com 78,21% dos votos. Discursando como favorito na tarde deste domingo, ao votar com a família, Serra cutucou os adversários:
— Se eles (petistas) quiserem seguir na política de cabeça erguida e de cara limpa vão ter de se reinventar, mas daí é um problema do PT. A população tem hoje uma oportunidade de expressar sua opinião sobre o que está acontecendo.

O trabalho será para reconstruir o PT, diz Humberto


LeiaJá – Taciana Carvalho
Senador, após o resultado da eleição no Recife, disse que o momento também é propício para recomeçar a preparação para a disputa de 2018
O senador Humberto Costa (PT), presente durante toda campanha do candidato a prefeito do Recife João Paulo (PT), neste domingo (30), em entrevista ao Portal LeiaJáapós resultado do pleito na Capital pernambucana, declarou que apesar da perda de ponto de vista eleitoral, o resultado de ponto de vista político representou uma reaglutinação do Partido dos Trabalhadores (PT). “Será a retomada da nossa unidade e, agora, nós temos que trabalhar prioritariamente nesse processo de reconstrução, que é parte também da reconstrução nacional do PT”.
Humberto Costa disse que é necessário, em primeiro lugar, fazer uma avaliação do resultado da eleição em cada município. “Há municípios que sequer o partido apresentou candidatura, então, temos que discutir se nos interessa em vários municípios mantermos uma estrutura meramente cartorial”.
Em segundo lugar, ele pontuou que é necessário focar no surgimento das novas lideranças locais e regionais. “Nós temos que buscar fortalecer para que o próprio Partido se fortaleça, além disso, temos que aprofundar a discussão sobre esse governo que está ai, com um processo de acompanhamento mais fino sobre ele, para termos um diagnóstico adequado que possa a vir a ser utilizado na campanha de 2018”.
O senador afirmou que o momento também é propício para começar a preparação para a disputa de 2018, em Pernambuco. “O que significa que vamos continuar discutindo com os aliados, que estiveram conosco, em 2014, e tentar ver se esse caminho pode se repetir. Eu acredito que sim e vamos tentar reconstruí-lo”, frisou.

domingo, 30 de outubro de 2016

Raquel diz que sua gestão é de renovação política

A prefeita eleita de Caruaru, Raquel Lyra(PSDB), discursou, logo após o resultado das eleições. Bastante emocionada, a tucana agradeceu ao povo de Caruaru que confiou que sua gestão significa renovação para a cidade. “O povo de Caruaru acreditou que a gente pode sim representar o projeto de renovação política da nossa cidade, de uma gestão democrática e participativa de verdade”, disse ao lado do seu pai, o ex-governador João Lyra Neto.
Raquel é a primeira prefeita da história de Caruaru, que também teve, pela primeira vez, o segundo turno. Ovacionada por militantes e eleitores, a tucana afirmou que não fará distinção de partidos. “Serei prefeita de todos os caruaruenses. Não vamos distinguir cores partidárias”, concluiu.
Raquel comemora a vitória ao lado do seu vice Rodrigo Pinheiro , do ministro das Cidades, Bruno Araújo, além de outros nomes da política.

Caruaru elege a primeira prefeita da história

Com 100% dos votos apurados, a deputada estadual Raquel Lyra(PSDB) foi eleita e será a primeira mulher a assumir a Prefeitura de Caruaru.  Filha do ex-governador João Lyra Neto, a tucana venceu o também deputado estadual e ex-prefeito do município Tony Gel(PMDB) com 53,15% dos votos, uma diferença de 11 mil votos. Essa foi a primeira vez que o município decidiu uma eleição no segundo turno. 

"A verdadeira mudança chegou", assegura Anderson


Tamíz Freitas
O prefeito eleito em Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR), chegou ao comitê acompanhado da família, no bairro de Piedade, e foi recebido com muita festa pelos eleitores. Mesmo esboçando sinais de esgotamento físico, fez a comemoração em meio à multidão.
Em entrevista, o republicano disse não temer a possibilidade de encontrar resistências nas alianças políticas com a Câmara dos Vereadores eleita e o governo do Estado. "Nosso governo é do diálogo, que vai unir pessoas que vão dar o melhor para Jaboatão", finalizou.

Anderson Ferreira é eleito em Jaboatão

Com 100% das urnas apuradas, Anderson Ferreira (PR) foi eleito com 58,50% dos votos válidos, o equivalente a 171.057 eleitores contra os 121.326 votos para o oponente Neco (PDT).
A militância do republicano, que acompanhou a apuração no comitê de campanha, em Piedade, faz a festa de comemoração junto ao prefeito eleito.

Geraldo comemora vitória no Marco Zero


Por Tamíz Freitas, especial para o blog
O prefeito reeleito do Recife, Geraldo Julio(PSB), foi recebido com grande festa na noite deste domingo, no Marco Zero. O socialista veio de Boa Viagem, onde acompanhou a apuração dos votos,  acompanhado do seu vice Luciano Siqueira, o governador Paulo Câmara e outros membros da Frente Popular.
O prefeito agradeceu a todos envolvidos na campanha e prestou uma homenagem a Camilo Simões, secretário de Turismo do Recife,  falecido na reta final do pleito. Geraldo se disse honrado por representar mais de meio milhão de recifenses. "A partir de hoje, os palanques estão desmontados e estamos todos juntos para lutar contra as injustiças da cidade do Recife", encerrou.

BELO HORIZONTE, MG.

seções apuradas: 4356 de 4478
97%

PREFEITO

 atualização em 01
  1. Kalil
    ELEITO
    KalilPHS
    53,31%616.510 VOTOS
     
  2. João Leite
    João LeitePSDB
    46,69%539.990 VOTOS
     
TOTAL
1.452.815
VÁLIDOS
1.156.500 (79,60%)
BRANCOS
70.696 (4,87%)
NULOS
225.619 (15,53%)
ABSTENÇÕES
422.801 (22,54%)
Eleito / 2º Turno (resultados matematicamente definidos).

SOROCABA, SP.

seções apuradas: 1182 de 1283
92%

PREFEITO

 atualização em 09
  1. Crespo
    ELEITO
    CrespoDEM
    58,41%168.016 VOTOS
     
  2. Raul Marcelo
    Raul MarceloPSOL
    41,59%119.613 VOTOS
     
TOTAL
331.089
VÁLIDOS
287.629 (86,87%)
BRANCOS
10.549 (3,19%)
NULOS
32.911 (9,94%)
ABSTENÇÕES
90.034 (21,38%)
Eleito / 2º Turno (resultados matematicamente definidos).