terça-feira, 30 de setembro de 2014

O PSDB deve estar arrependido por não ter lançado candidato próprio ao governo estadual. Na PB, onde lançou Cássio Cunha Lima, Aécio está com 18% de intenções de voto.


Todos cantam vitória antes do tempo

 Os comitês das campanhas de Aécio Neves e Dilma Rousseff iniciam a última semana da campanha no primeiro turno em clima de confiança. Petistas e tucanos acreditam que a abertura das urnas no domingo pode trazer alguma reviravolta, revela Lauro Jardim, na Veja Online.
A turma de Aécio se apega no crescimento dele nas últimas pesquisas para sustentar a esperança de uma ida ao segundo turno. Já o entorno de Dilma, com o distanciamento em relação a Marina Silva nas pesquisas, acredita que a eleição pode acabar no domingo.
Ainda que a palavra “impossível” deva ser evitada nesta campanha, o que as pesquisas autorizam a falar neste momento é que são cenários altamente improváveis.

Aécio Neves promete 'desnudar' rivais em debate da Globo


:
"A minha participação no próximo debate será propositiva, mas também cobrarei coerência entre aquilo que se propõe hoje e aquilo que se praticou no passado", disse o candidato Aécio Neves (PSDB); ele se referiu aos anos 1990, em relação ao Plano Real e à Lei de Responsabilidade Fiscal, quando Marina Silva estava no PT; "Onde estava a candidata do PSB naquele instante? No Senado, sabendo do que se tratava. Levantou-se para votar a favor da LRF, contra a farra das administrações públicas? Não. Ela se levantou para votar contra a LRF"

Alexandre Padilha será pior votação do PT desde 1998


:
Enquanto o governador Geraldo Alckmin (PSDB) aparece perto dos 50% nas pesquisas de intenções de voto, frente ao segundo candidato, Paulo Skaf, do PMDB, Alexandre Padilha não ultrapassa os 9%; o ex-presidente Lula atribui o resultado ao desconhecimento do eleitor de quem é o candidato do PT; mas sigla critica ex-ministro da Saúde por não ter não abraçado de início a bandeira do partido com as causas sociais

Lula: 'essa é a semana da mentira na imprensa'




STUCKERT:
"Essa semana agora é a semana das mentiras. Vocês vão ver quantas mentiras vão ser contadas na imprensa. Vocês não têm que acreditar porque todas as vezes que aparece um candidato que tenta fazer as coisas para o povo mais humilde, ele é achincalhado pela elite brasileira que não quer que a gente faça", afirmou o ex-presidente Lula, em ato do PT em São Paulo, ao lado da presidente Dilma Rousseff e do candidato petista ao governo do Estado, Alexandre Padilha; ele também rechaçou as comparações com a presidenciável Marina Silva (PSB): "Quando escolhi a Dilma foi pela competência"

Instituto de Marina levou R$ 6,8 mi de Neca e Leal

 


Acionistas do Itaú e da Natura, Neca Setubal e Guilherme Leal bancaram praticamente todos os custos do Instituto Democracia e Sustentabilidade, criado por Marina Silva; ambos deram R$ 6,8 milhões, em cotas idênticas de R$ 3,4 milhões, dos R$ 7 milhões arrecadados pela entidade desde 2010; revelação foi feita pela ex-secretária-executiva da ONG, Alexandra Reschke, ao jornalista Thiago Herdy, do jornal O Globo; tanto o Itaú quanto a Natura foram multados pela Receita Federal durante o governo Dilma; o banco em R$ 18,7 bilhões e a produtora de cosméticos em R$ 628 milhões; Neca, que fala em nome da candidata sobre temas como a independência do Banco Central, também doou mais R$ 1 milhão para outra entidade criada pela ex-senadora, o Instituto Marina Silva

Aécio Neves respira na reta final

Magno Martins
 
Na reta final, a eleição presidencial ganhou um fator inesperado: uma chance, embora remota, do tucano Aécio Neves ser o adversário de Marina Silva no segundo turno, deixando de fora Marina Silva, do PSB. O comando da campanha de Dilma já trabalha com este cenário depois de cruzar números de várias pesquisas.
De acordo com levantamentos diários de um instituto de pesquisa nacional, Marina caiu drasticamente em São Paulo, nas cidades grandes e médias do País. Com os números, a presidente Dilma teria 38%, contra 23% de Marina e 19% de Aécio. Essa distância, de apenas quatro pontos, configuraria uma situação de empate técnico entre o tucano e a candidata socialista.
Outro dado relevante foi a simulação de segundo turno. Dilma venceria Marina Silva por 45% a 40%. E a distância para Aécio seria praticamente a mesma: 46% a 39%. Isso mostra que deu certo a estratégia tucana de enfatizar, nos programas eleitorais, que Aécio seria o 'voto útil para derrotar o PT'.
Até então, Marina vinha se beneficiando de uma debandada de eleitores tucanos que enxergavam nela a possibilidade mais concreta de derrotar o PT. Eleitores que preferiam Aécio, mas a viam como uma espécie de 'plano B', com maiores perspectivas de vitória.
Com os novos dados, que devem ser confirmados já nas próximas pesquisas, Aécio deverá partir para o embate direto com Marina, para, assim, passar para o segundo turno.
Como a candidata socialista vem em queda, sem aparentemente apontar qualquer sinal de reação, nos próximos dias o tucano pode ultrapassá-la cabalando os eleitores ainda indecisos. Marina perdeu substância eleitoral em todas as regiões do País.
O que pode tirá-la da disputa é a queda nos grandes colégios eleitorais, como Minas, São Paulo e Rio. Se Aécio ultrapassar Marina, a eleição volta à velha polarização do PT contra o PSDB, o que, naturalmente, beneficia Dilma.
Para Dilma, aliás, o melhor adversário na disputa final seria Aécio por ser o candidato do neoliberalismo, da herança que o PT herdou e pela vantagem na comparação da era PT com a era tucana do ponto de vista de alcance social. Com Marina, representante da chamada terceira via, Dilma fica diante do imponderável.
Até porque, além de ser uma adversária mais perigosa, porque tem uma história de vida muito semelhante a de Lula, identificada com a pobreza, Marina, que não teve tempo de propaganda eleitoral no primeiro turno, terá igual espaço na TV e no rádio com Dilma.
Mais do que isso, Marina é mulher e tem capacidade de agregar muito mais. Mas um Aécio renascido das cinzas e com fôlego renovado por novas denúncias de corrupção contra o Governo pode vir a ser um adversário mais perigoso, na avaliação do PT.
PESQUISAS– Até as eleições do próximo domingo deve sair um grande número de pesquisas trazendo o cenário da sucessão estadual. Ibope, Datafolha, Ipespe e Nassau já estão em campo para divulgação até sexta-feira, mas devem sair sondagens mais atualizadas no sábado, véspera do pleito, e no próprio domingo. A legislação permite divulgação de pesquisa no dia da eleição.

Mercado sinaliza dias difíceis para Dilma

 
Cartaz da artista Cela Luz, no Rio. / Silvia Izquierdo (AP)

Se Dilma Rousseff vier a ser reeleita nas eleições deste ano, ela terá de promover não só as mudanças esperadas por 80% dos eleitores, mas também atender às expectativas do mercado financeiro, que nesta segunda-feira mandou um recado duro para a presidenta. A Bolsa de Valores teve uma queda abrupta ao longo do dia, fechando com queda de quase 5% em relação a sexta-feira, com destaque para os papéis da Petrobras, que caíram 11%. Ao mesmo tempo, o dólar subiu aos níveis de dezembro de 2008, com alta de 1,53%, fechando a 2,4510 reais.
O comportamento de cavalo selvagem desta segunda lembrou o período pré eleitoral de 2002, quando o ex-presidente Lula liderava as pesquisas, e a bolsa de valores oscilava de modo descontrolado, assim como o câmbio, que chegou a 4 reais quando seu nome foi confirmado nas urnas.
Embora alguns indicadores fundamentais sejam até melhores do que há 12 anos, o cenário para uma repetição de Dilma Rousseff é muito mais desafiador do que naquela eleição, acredita a economista Zeina Latif. “Naquele ano havia o medo do que havia por vir. Agora, a história é outra, pois a credibilidade do Governo está muito abalada, dizendo inclusive que tudo está muito bem”, diz Latif. “Pois se está tudo bem é como se achassem que não há ajustes a serem feitos”, completa.(Do El País - Carla Jiménez)

Dilma em SP: 'chegou a hora da onça beber água'


:
Em comício ao lado de Lula, presidente Dilma Rousseff disse que o PT vai buscar os votos “de casa em casa” na reta final da campanha; ela lembrou que projetos anunciados pelo governador Geraldo Alckmin tiveram recursos federais: “A onça vai beber água. Eu vou botar os pingos nos “i”s. Vai vencer quem tem competência para levar o país para o rumo certo, um governo que tirou 36 milhões de pobreza e que dará continuidade ao projeto que o ex-presidente Lula começou”

FHC: "Dilma arrebentou tudo ao mesmo tempo"


:
Ao participar de uma palestra em Fortaleza (CE), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso bateu duro na presidente Dilma Rousseff e também admitiu que são remotas as chances do senador Aécio Neves (PSDB-MG) vencer as eleições; "Ela [Dilma] merece o Prêmio Nobel de Economia, pois conseguiu arrebentar tudo ao mesmo tempo. Isso é muito díficil de fazer em economia", disse ele; FHC também indicou que já está perdendo as esperanças sobre uma vitória do candidato tucano; "Se fosse pelas qualidades, ele iria, mas a máquina federal está muito organizada para reeleger a presidente e o apelo de Marina é forte"

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Vinte e um prefeitos do PMDB decidem apoiar Wilson Santiago e dividem legenda na Paraíba

 Vinte e um prefeitos do PMDB decidem apoiar Wilson Santiago e dividem legenda na PB

 Vinte e um prefeitos do PMDB da Paraíba decidem apoiar a candidatura de Wilson Santiago a senador pela coligação ‘A vontade do povo’ e dividem legenda do adversário José Maranhão ao meio no Estado. São apoios de cidades consideradas redutos tradicionais do partido do principal adversário de Wilson na corrida eleitoral pela vaga no Senado Federal.


Ainda anunciaram o apoio a Wilson Santiago, vários ex-prefeitos e ex-deputados do PMDB que, nesta reta final da campanha, fica dividido entre os dois principais candidatos a senador.


Entre os prefeitos do PMDB, está Dudu de Brizola (Rio Tinto), João Ribeiro (Jacaraú), Euda Fabiana (Cuité), Domingos Neto (São José de Piranhas), Eduardo Torreão (Serra Branca), Dudu Dantas (Cubati), Adriana Andrade (Pilões), Ailton Suassuna (Tavares), Nael Rosa (Malta), Márcia Mousinho (Sertãozinho) e Danizio Mangabeira (Triunfo).

Redação com Assessoria

Aécio, para se apresentar como “pai de família”, batiza filhos em São João del Rey

290914 - Foto Orlando Brito-Coligação Muda Brasil

Por Inaldo Sampaio

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, esteve ontem em São João Del Rey (MG), terra do seu avô, Tancredo Neves, para batizar os filhos gêmeos Júlia e Bernardo, fruto do seu relacionamento com a modelo Letícia Weber.
Do primeiro casamento, o senador teve apenas uma filha, Gabriela, hoje com 22 anos de idade.
O tucano sempre gostou da vida de solteiro. Mas, para não ficar “inferiorizado” em relação a Eduardo Campos, que era muito bem casado e seria o seu “calo” na eleição presidencial, casou-se com Letícia Weber e passou a usar aliança de casado.
Em coletiva de imprensa, o senador disse o seguinte em frente ao Solar das Neves, de propriedade de sua família:
“Há 30 anos, eu saí da porta dessa casa para iniciar minha caminhada política, acreditando muito que política e decência devem ser como irmãs siamesas. O tempo passou, os cabelos ficaram um pouco mais brancos, mas, no momento em que se aproxima a eleição, quero reiterar a minha crença de que, além das propostas, além das ideias, dos projetos, é fundamental nós resgatarmos na vida pública a ética, a decência, a generosidade”.
Adiante, disse o seguinte: “É aqui que eu busco a fé. É aqui que eu busco a energia, que são as minhas melhores companheiras. Levarei sempre comigo a minha fé e as verdades que eu tenho professado por todo o Brasil para construir um projeto novo. A cada dia, a cada instante, por onde eu passo, tenho mais confiança de que nós temos um projeto extraordinário, para que os brasileiros voltem a ter esperança, vivam com maior saúde, com mais educação, com mais segurança”.
ao lado da mãe, Inês Maria, filha de Tancredo, e da mulher, Letícia Weber, Aécio batizou os gêmeos na Igreja de Nossa Senhora do Pilar.
Amigos, parentes e os padrinhos das crianças, o empresário Alexandre Accioly e Camila Weber, irmã de Letícia, participaram da celebração, conduzida pelo pároco Geraldo Magela e pelo padre Fábio de Melo.
Diante da pia batismal, a cantora lírica Leila Taier entoou um canto gregoriano, emocionando os presentes. Na mesma Igreja também foram batizados a filha mais velha de Aécio, Gabriela, e o seu avô, o ex-presidente da República Tancredo Neves.

"PT ataca ACM Neto por inveja de sua avaliação"


Foto: Valter Pontes:
Em debate entre os candidatos ao governo do Estado nesta madrugada, na TV Record, Paulo Souto (DEM) respondeu aos ataques do adversário do PT, Rui Costa, de que "eles" atacam seu correligionário por "inveja" do jovem democrata, que foi avaliado como melhor prefeito do Brasil em 2013 entre 18 capitais pesquisadas; "Ao querer desmerecer os avanços da prefeitura de Salvador para me atacar, o PT só demonstra ter inveja de uma administração que está tendo uma avaliação espetacular"

"Por favor, governador, desça do helicóptero"


:
Embate ACM Neto x Jaques Wagner, os ex-amigos, teve mais um episódio neste sábado, após o governador dizer que a gestão do democrata na Prefeitura de Salvador "é uma perfumaria" e de "pouca relevância estrutural para a cidade"; na réplica, o prefeito convidou o petista a "descer do seu helicóptero" e andar pelas ruas da cidade; "Por favor, governador, desça do helicóptero e venha ver as obras que a prefeitura está fazendo em Salvador com recursos próprios. São varias intervenções com dinheiro da própria prefeitura"

Armando Monteiro usará depoimento de Eduardo Campos no guia do PTB


:
Candidato ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB) usará, em seu guia eleitoral, um depoimento do ex-governador Eduardo Campos (PSB) elogiando o petebista em 2010, quando o parlamentar disputa o Senado pelo palanque de Campos; antes de Campos aparecer na tela pelo guia do PTB, a apresentadora diz que Paulo Câmara (PSB), adversário do parlamentar, "deve, no mínimo, respeitar a opinião de Eduardo sobre Armando Monteiro"; em um dos trechos do seu depoimento, Campos afirma que "o trabalho de Armando Monteiro está presente no que aconteceu de melhor em Pernambuco durante o nosso governo"

Roberto Amaral atende Renata Campos e adia eleição interna do PSB

 
:
Presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, decidiu atender a "apelo" da viúva de Eduardo Campos, Renata, e adiou reunião marcada para a próxima segunda-feira (29) para escolher o novo líder maior da legenda; nova data é dia 13 de outubro, após as eleições; Amaral enviou carta ao presidente do PSB em Pernambuco, Sileno Guedes, comunicando adiamento e reiterando sua candidatura à reeleição; leia íntegra

Corrente do PT decide apoiar candidato do PSB



:
Uma das correntes do Partido dos Trabalhadores, a PT de Lutas e Massa (PTLM) decidiu apoiar a candidatura do ex-secretário estadual da Fazenda Paulo Câmara (PSB) ao governo de Pernambuco; em nota, a tendência diz que "o PT de Pernambuco vem seguindo um caminho que o afasta dos seus princípios éticos fundamentais"; coordenador da campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) no estado, Gilson Guimarães também afirma que o candidato ao governo de Pernambuco Armando Monteiro (PTB) e do postulante ao Senado (PT) João Paulo escondem a petista de suas campanhas

Teresa Leitão: "A corrente PTLM está saindo do PT"

:
Presidente do partido em Pernambuco, deputada estadual Tereza Leitão disse que a tendência PT Lutas de Lutas e Massas está rompendo com o partido; a declaração veio após a corrente abandonar o palanque da legenda, que tem o senador Armando Monteiro (PTB) como candidato ao governo do estado e o deputado federal João Paulo (PT) ao Senado; segundo a parlamentar, seu partido discutiu de forma democrática estratégias políticas para as eleições deste ano, e, portanto, não há motivos para a corrente não apoiar a chapa da legenda; "Acontece que a corrente (PTLM) está saindo do PT", afirma

PT já se prepara para segundo turno com Aécio


:
Lideranças do Partido dos Trabalhadores receberam números que mostram queda acentuada de Marina Silva, especialmente em São Paulo e nas cidades grandes e médias do País; com isso, a situação entre ela e Aécio Neves, do PSDB, já seria de empate técnico na briga pelo segundo lugar; dados do recebidos pela campanha indicam percentuais próximos a 38% para Dilma, 23% para Marina e 19% para Aécio; neste domingo, dirigentes do PT avaliaram o novo cenário; petistas acreditam que tucano irá ultrapassar a candidata socialista e não consideram isso uma boa notícia, pois Marina seria derrotada com mais facilidade

Paulo Souto: "Vamos dar um basta no holocausto do PT"


:
"Vamos tomar medidas firmes e eficientes na segurança pública para dar um basta no holocausto de mais de 37 mil baianos assassinados durante o governo do PT", disse o candidato do DEM ao governado do Estado neste domingo (28), antes de ir para Canavieiras, onde fez comício à noite; "A situação da segurança pública na Bahia é tão grave que, se eleito, vou trabalhar desde o primeiro dia, com muita determinação, para reverter os índices epidêmicos da violência, que se alastrou por todo o estado na gestão petista"

Josias: Marina tomou uma surra no debate


:
Colunista Josias de Souza diz que debate presidencial transmitido pela Record foi “uma espécie de luta de boxe na qual Marina Silva entrou com a cara”; segundo ele, de tanto se queixar dos boatos criados por adversários, a presidenciável do PSB corre o risco de se autofragilizar: “De resto, candidato que reclama de malandragens dos rivais pode acabar soando como comandante de navio que se queixa do mar”

Base de votos de Dilma tem 20% de novos eleitores

 

Ichiro Guerra/ Dilma 13: Visita ao BRT Expresso DF Sul 
Dilma Rousseff durante a visita ao BRT Expresso DF Sul. Brasília - DF, 27/09/2014. Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13
Segundo levantamento feito pelo Estadão Dados, um em cada cinco eleitores que devem votar na presidente Dilma Rousseff o farão pela 1ª vez; em sua maioria, os ‘neodilmistas’ são mais jovens, vivem no interior do Nordeste e 63% consideram o governo ótimo ou bom – índice que chega a 39% no eleitorado geral; contrapartida, candidata petista perdeu o apoio de 40% que a ajudaram a se eleger em 2010

Dados do Senado provam: Marina mentiu sobre CPMF


O ponto mais quente do debate de ontem, na Rede Record, foi o duelo entre a presidente Dilma Rousseff e a ex-senadora Marina Silva, que, no debate da Band, havia dito "não fazer oposição pela oposição", citando como exemplo o fato de ter votado contra o seu partido e a favor da CPMF; Dilma questionou Marina, que tentou sair pela tangente, mas os dados do Senado informam que ela votou não quatro vezes: em 18 de outubro de 1995 e 8 de novembro de 1995, no primeiro e no segundo turnos da PEC 40/1995, e também em 6 e 19 de janeiro de 1999, no primeiro e no segundo turnos da PEC 34/1998; "me estarrece que a senhora não se lembre", disse Dilma; "já valeu o debate, Marina foi pega na mentira", disse Rui Falcão, presidente do PT, da plateia

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Reuters: parece que só Dilma já tem lugar no 2º turno


:
Embora analistas insistam que uma recuperação do terceiro colocado, Aécio Neves (PSDB), a ponto de ultrapassar Marina Silva (PSB), seria algo inédito nas disputas presidenciais considerando os números atuais, as circunstâncias são diferentes de outras vezes, avalia Alexandre Caverni, colunista da agência Reuters

Wagner elogia FHC e rejeita pancadaria contra Marina


:
Governador da Bahia acredita que a campanha do PT não colherá dividendos descredenciando FHC, do PSDB de Aécio Neves, e Marina, que foi ministra de Lula; "O Brasil está infinitamente melhor. Assim como ficou infinitamente melhor depois de Fernando Henrique, para não dizer que eu acho que o Brasil começou com o PT"; sobre Marina, que foi sua colega de Esplanada dos Ministérios, o petista afirma que ela não merece ser desqualificada; "Tenho maior carinho e respeito por ela, por isso acho que não tem que desqualificar"

Por que a Record escondeu a pesquisa Vox Populi?


:
A emissora do bispo Edir Macedo contratou, mas não divulgou uma pesquisa realizada pelo instituto Vox Populi, do sociólogo Marcos Coimbra, cujo trabalho de campo foi finalizado no fim de semana; seria, provavelmente, o primeiro levantamento a mostrar queda mais acentuada da candidata Marina Silva e também sua derrota em segundo turno; caso a Record divulgue o levantamento nesta terça, ele não terá o mesmo peso; pela manhã, sai a pesquisa CNT/MDA; à noite, o levantamento Ibope/Estado de S.Paulo; Record engavetou informação relevante

Marina sobre uso do Fundo: 'governo comprometeu o País'


Vagner Campos: Candidata à Presidência da República pela Coligação Unidos pelo Brasil, Marina Silva cumpre agenda em Curitiba capital do Paraná, acompanhada por seu candidato a vice, Beto Albuquerque. Na foto Marina Silva e Beto Albuquerque participam de coletiva de imp
Candidata diz que utilização de recursos do Fundo Soberano "para socorrer as contas públicas do governo" é uma "clara" demonstração de que a atual gestão "está comprometendo o desenvolvimento econômico do nosso país, a estabilidade econômica de nosso país"; "Se por um lado o boletim médico é otimista, as intervenções são altamente preocupantes, numa demonstração clara de que temos um grave problema", declarou Marina Silva, em Curitiba

PT copia nazista Goebbels, diz vice de Marina

          :
Beto Albuquerque passa recibo áspero sobre efeitos na candidata do PSB de estratégia de comunicação do PT; diante do franco declínio de Marina Silva, vice afirma que candidata sofre campanha de "calúnias" e "mentiras", com o uso de "recursos de Goebbels para vencer a qualquer preço"; declarações foram dadas em Curitiba, onde Albuquerque foi "dar algumas explicações", como frisou, sobre a posição da candidata do PSB para o setor do qual ele próprio recebeu doações financeiras

Após semear contradição, Marina colhe declínio

c
É político, com reflexo direto nas pesquisas eleitorais, o maior problema da candidata Marina Silva a 13 dias das urnas de 5 de outubro; crítica das alianças costuradas pelo antecessor Eduardo Campos, ela estreou, em agosto, abrindo dissidência no PSB; em troca, agora mal tem palanques estaduais para atuar; ao longo de setembro, distribuiu declarações que foram contraditadas pelos adversários e que ela própria precisou desconfirmar, como a promessa de esvaziar o pré-sal; no campo da imagem, apresentou-se com  triunfalismo nos grandes debates pela televisão, mas chorou, pouco mais tarde, às primeiras  dificuldades; para chegar ao segundo turno, comando de campanha anuncia típica estratégia do avestruz, pela qual Marina pretende evitar discussão,  pedindo "orações" ao povo; ao que indicam os números, plano pode ser ato final de candidatura minguante

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Filho de Eduardo Campos estréia nos palanques e recebe crítica de Paulo Rubem


João Campos - Foto reprodução internet

João Henrique, filho mais velho de Eduardo Campos, integrou a comitiva do candidato a governador pelo PSB, Paulo Câmara, que visitou neste final de semana os municípios de Palmeirina, Saloá, Calçado, Paranatama, Iati, Caetés, Águas Belas, Canhotinho, Garanhuns e Brejão, todos no Agreste Meridional.
Em quase todos ele discursou prometendo continuar o “legado do pai”. Segundo ele, há uma diferença entre herança e legado.
Suas palavras foram as seguintes: “O que meu pai deixou não foi herança porque herança a gente divide e ela se acaba. Ele deixou um legado que se divide entre muitas pessoas. Meu pai enfrentava uma dura batalha (para presidente da República) e nós estamos aqui para continuar a sua luta”. Será, daqui a quatro anos, deputado federal na certa.
No Recife, o deputado e candidato a vice-governador, Paulo Rubem (PDT), criticou o filho de Eduardo Campos dizendo que ele quer submeter o eleitorado pernambucano a um “cabresto emocional”.
Paulo Rubem disse o seguinte: “Isso não é debater a situação de Pernambuco, não é um debate construtivo. Querem transformar o voto, que é uma manifestação livre, num cabresto emocional. É uma vergonha, puro assédio emocional”.

Marina acusa Dilma de querer vencer a eleição na base de “fofocas e mentiras”

Marina Silva - foto Agência Brasil


Durante comício ontem (20) à noite, em Salvador, a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, acusou a presidente Dilma Rousseff (PT) de querer vencer a eleição com base em “fofocas e mentiras”.
A frase da ex-senadora foi a seguinte: “Já houve um presidente que venceu uma eleição assim – com base em fofocas e boatos, em mentiras, calúnias e difamação: o Collor. E a tragédia, que foram aquelas mentiras, custaram caro ao Collor. Por isso, para o bem da nossa própria presidente, a primeira mulher a ser presidente na história da nossa República, nós não podemos permitir que aconteça com ela a mesma coisa que aconteceu com o Collor: ganhar com base em mentiras”.
Marina participou de encontro com lideranças do movimento negro, dos quais recebeu um documento com reivindicações para o enfrentamento do racismo, a promoção da igualdade racial e contra a intolerância religiosa.
Na Bahia, o candidato do PSB ao Governo do Estado é a senadora Lídice da Mata (6%), que está na terceira colocação, segundo o Ibope, perdendo para Paulo Souto (DEM) que tem 43% e Rui Costa (PT) que tem 25%.

Dilma: "BC independente é ter quarto poder no País"

i
Presidente voltou a criticar duramente, nesta manhã, a proposta da adversária do PSB, Marina Silva; "A candidata diz: vou tornar o Banco Central independente. Ora, Banco Central independente nos termos do Brasil é colocar um quarto poder na Praça dos Três Poderes. Aí vai chamar Praça dos Quatro Poderes", declarou, durante entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo; segundo ela, todas as suas críticas são baseadas no que está escrito no "programa da candidata"; "Mas não é só isso. Ela diz que vai reduzir o papel dos bancos públicos", alertou ainda a petista; Dilma Rousseff também afirmou que pretende manter os estímulos à economia enquanto a crise internacional for grave

Juiz Federal nega ação de improbidade contra Evandro Valadares e ex de Assistência Social



Em email ao blog, o advogado Augusto Valadares informa que Evandro Valadares (ex-prefeito) e Fabiana Prado (ex-secretaria de ação social) foram absolvidos da ação civil pública de improbidade proposta pela Prefeitura de São José do Egito, gerida por Romério Guimarães na Justiça Federal de Serra Talhada.

A Prefeitura havia questionado ambos por suposta ausência de prestação de contas do programa PAA.

O Juiz Federal Marcos Antonio Maciel Saraiva considerou que  não há elementos nos autos que demonstrem  e reconhecer ato de improbidade administrativa. “Sem a efetiva presença e comprovação do elemento subjetivo é admitir a responsabilidade objetiva do agente público, o que é rechaçado pelo ordenamento jurídico brasileiro”, definiu.

Assim, julgou  improcedentes os pedidos.

domingo, 21 de setembro de 2014

“Se subir cinco pontos em Minas, vou ao 2º turno”, diz Aécio Neves

Aécio Neves - Foto Agência Brasil



O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, disse em Belo Horizonte neste final de semana que se conseguir crescer “cinco, seis pontos” em Minas Gerais, sua principal base política, irá para o segundo turno com Dilma Rousseff (PT), desbancando a candidata Marina Silva (PSB)
Até a morte de Eduardo Campos (PSB), o senador aparecia em 2º lugar em todas as pesquisas eleitorais.
Com a substituição do ex-governador por Marina Silva, a candidata do PSB subiu para a segunda colocação.
Mesmo assim, Aécio tem dado sinais de recuperação. Embora ainda seja o terceiro colocado, o Ibope mostrou que ele subiu de 15% para 19% na pesquisa da semana passada e, o Datafolha, que ele saiu de 15% para 17%.
Já Dilma Rousseff (PT) caiu de 39% para 36% e, Marina Silva, de 31% para 30%. Ambas as pesquisas têm margem de erro de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos.
Segundo Aécio, a coordenação de sua campanha fez uma “análise profunda” dos últimos levantamentos, tendo constatado que nos últimos quatro dias ele cresceu “de forma muito sólida” no Estado de São Paulo, que tem o maior eleitorado do país.
Segundo ele, é hora agora de voltar-se para Minas, já que Dilma Rousseff também é mineira e está liderando as intenções de voto no Estado.
“Semana que vem, estaremos avançando ainda mais nas pesquisas. Mas a virada tem que se dar em Minas Gerais. Minas tem a possibilidade hoje de nos dar a grande vitória no Brasil. Se nossa candidatura avançar na próxima semana cinco, seis pontos em Minas Gerais, que acredito ser claramente possível, serei presidente da República para fazer o maior governo da história”, disse o tucano.
Além da própria candidatura, Aécio tenta alavancar seu candidato a governador, Pimenta da Veiga (PSDB), que tem apenas 23% das intenções de voto no Ibope, ante 43% do petista Fernando Pimentel.

Por ter construído a Adutora de Salgueiro, o ex-governador Roberto Magalhães ainda tem muito prestígio naquele município. O vereador e ex-prefeito Paulo Afonso (SDD), filho do também ex-prefeito Romão Sampaio, já falecido, estava apoiando Armando Monteiro (PTB) para o Governo do Estado. Mas, em respeito à posição do ex-governador, passou-se para Paulo Câmara (PSB).


Temer: 'PMDB é o fiador da governabilidade'


:
Vice-presidente Michel Temer diz que o eleito em outubro precisa do apoio do partido para obter maioria constitucional: “Foi o PMDB quem garantiu a governabilidade desde os primeiros tempos. Os grandes avanços que se deram dependeram do Congresso e o PMDB sempre foi um partido congressual”; ele declara fidelidade à presidente Dilma Rousseff, mas diz que, em caso da vitória do PSB, apoio à Marina Silva no Congresso vai depender dela: “Como ela vai se comportar em relação aos partidos e às pessoas. Ela tem que ter uma base”

PSDB vai ao TSE contra uso do Alvorada por Dilma


:
Coordenador jurídico da campanha de Aécio Neves, deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP), afirma que partido vai acionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira para impedir que Dilma Rousseff, use novamente o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, para entrevistas; presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, já disse que se trata de “vantagem indevida”, e foi rebatido pela candidata à reeleição: “Só quero lembrar que todos os meus antecessores usaram o Palácio. Até porque, caso contrário, serei uma sem-teto. Não terei onde dar entrevista”

sábado, 20 de setembro de 2014

Dilma revela quem 'não será' seu substituto de Mantega

 
 Revela Lauro Jardim, na sua coluna da Veja Online que numa conversa com um grande empresário brasileiro, há cerca de um mês, no Palácio do Planalto, Dilma Rousseff deu algumas pistas sobre quem seria o sucessor de Guido Mantega, se ela for reeleita.
Ou, mais precisamente, fez o contrário. Sinalizou quem não seria o próximo ministro da Fazenda: o ministro Aloizio Mercadante; o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini; e, ufa, o secretário do Tesouro, Arno Augustin. Não que os três não ambicionem o cargo, claro.

''Sabe com quem está falando? ''

 A ministra da Cultura, Marta Suplicy, e o presidente do PT, Rui Falcão, se estranharam em ato com Dilma em Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, no sábado (20), relata Bernardo Mello Franco, na Folha de S.Paulo desta segunda-feira:
Rui pediu para Marta descer da caminhonete onde a presidente desfilava --ali já se apertavam o prefeito Fernando Haddad e os candidatos petistas a governo, Alexandre Padilha, e Senado, Eduardo Suplicy.
Marta não foi a lugar algum e ainda deu uma bronca no colega, diz o presidente da União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah, testemunha ocular do quiproquó.
--Quem tem voto em São Paulo sou eu. Daqui não saio.

"Marina não mantém uma linha do que escreve"


:
O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), voltou a criticar a candidatura presidencial da ex-senadora Marina Silva (PSB). As críticas foram dirigidas às constantes mudanças de posicionamento feitas por Marina diante de temas considerados polêmicos ou delicados; "A candidata do PSB não consegue manter uma linha do que escreve, muda tanto de opinião que a gente não sabe se o que ela está falando hoje vai manter amanhã", disparou

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Ex-ministro enxerga fim do ciclo do PT no poder

 
O ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega considerou, hoje, que a vitória de Marina Silva nas eleições de outubro seria "o cenário mais favorável para o País". Ele chegou a sugerir o nome de Armínio Fraga, que hoje participa da campanha do PSDB, para o Ministério da Fazenda da candidata. Maílson defendeu que a eleição de Marina levaria ao "retorno da gestão macroeconômica responsável".
Ao afirmar que "tudo indica que o ciclo do PT no poder está chegando ao fim", Mailson foi aplaudido por uma plateia de cerca de 4 mil comerciantes, na 54ª Convenção Nacional do Comércio Lojista, que está sendo realizado na Costa do Sauípe, no município de Mata de São João (BA).
Ele argumentou que, na democracia, dificilmente um grupo fica no poder por um longo período. "O PT sairá do poder por processo natural de desgastes. Se não sair agora, sairá em 2018", disse, acrescentando que o eleitor do tucano Aécio Neves tende a apoiar Marina Silva no segundo turno.
Questionado por que foi aplaudido por um público que atua no varejo – setor que está melhor que a indústria, por exemplo –, o ex-ministro argumentou que existe uma percepção generalizada de que a continuidade do atual governo significará a preservação de um clima de estagnação e intervenção excessiva. "Eu diria que a demanda por alternância de poder é muito forte no empresariado, como eu nunca vi.", disse.

''A virada de Aécio já começou'', diz ACM Neto

Valter Pontes:
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), afirma que a visita do presidenciável Aécio Neves (PSDB) à cidade de Itabuna, nesta quinta-feira (18), marca o início de um novo momento na campanha do candidato. 'Itabuna e a Bahia mandam hoje um recado para todo o Brasil: a virada já começou'. O democrata ressaltou 'a tradição de luta e resistência' dos itabuneneses. 'O povo daqui, nos momentos mais importantes da Bahia e do Brasil, se posicionou com coragem e firmeza'.
Para ACM, 'a mensagem dada pelos baianos que tomaram conta das ruas de Itabuna' para ver a passagem de Aécio Neves 'foi clara'. 'O Brasil quer decência, um governo sério, mais justiça para o Nordeste e um presidente que olhe com carinho e atenção para a Bahia e para Itabuna'.
'O clamor popular por mudança', segundo o democrata, 'é evidente' em Itabuna, importante cidade de uma região que já liderou o crescimento econômico da Bahia. 'O que se vê é um povo que tem esperança no futuro e não acredita mais nas promessas e mentiras do PT. Os itabunenses vieram aqui para dizer que, no dia 5 de outubro, votarão em Aécio Neves para presidente da República'.(Do portal Bahia 247)

Datafolha: Dilma abre 7 pontos sobre Marina; 37% a 30%

 
 
 
 
 
 
 
 
Pesquisa para eleição à Presidência mostra Dilma (PT) com 37%, Marina (PSB) com 30% e Aécio (PSDB) com 17%
A presidente Dilma Rousseff ampliou a vantagem sobre sua concorrente  Marina Silva, na contagem para o primeiro turno, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo.  Do empate técnico da semana passada, Dilma estabeleceu agora sete pontos de vantagem sobre Marina, com  37% a 30%.
Na simulação para o segundo turno o quadro de crescimento de uma e queda de outra se configura:  no fim de agosto Marina batia Dilma por dez pontos, e agora a vantagem passa a ser de empate técnico, com 46% a 44%.
No teste de segundo turno, a tendência é parecida. A dianteira de Marina sobre Dilma nunca foi tão baixa: 46% a 44%, um empate técnico. No fim de agosto, a vantagem da candidata do PSB era de dez pontos (50% a 40%).
DILMA LIDERA NAS CINCO REGIÕES DO PAÍS
A pesquisa mostra ainda que Dilma assume a liderança nas cinco regiões do país, sendo no Nordeste, no Norte e no Sul, de forma isolada. No Centro-oeste, a petista está agora numericamente à frente de Marina. No Sudeste, tem menos pontos, mas numa situação de empate técnico. A pesquisa foi feita na quarta e quinta (18) com 5.340.

Renan recebeu propina da Mendes Junior

 O Ministério Público Federal em Brasília acusou na Justiça o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de ter recebido propina da construtora Mendes Junior pela elaboração de emendas parlamentares que beneficiavam a empreiteira. Em ação de improbidade administrativa, a Procuradoria da República no Distrito Federal diz que Renan teve despesas de um 'relacionamento extraconjugal' pagas pela empresa na sua primeira passagem pelo comando da Casa (2005-2007).
Na ação de improbidade, apresentada no dia 2 de setembro à 14.ª Vara Federal do DF, o MP sustenta ainda que Renan enriqueceu ilicitamente, forjou documentos para comprovar que tinha recursos para bancar as despesas e ainda teve evolução patrimonial incompatível com o cargo. O MP defende que o senador seja condenado à perda do cargo. (De O Estado de S.Paulo - Ricardo Brito e Beatriz Bulla

Para espinafrar Marina, Lula bate até em Pedro Simon

Josias de Souza
 Em campanha na cidade gaúcha de Caxias do Sul, nesta quinta-feira (18), Lula voltou a espinafrar Marina Silva e sua “nova política.” Para alvejar a ex-correligionária, hoje a principal rival de sua pupila Dilma Rousseff, Lula bateu até no senador Pedro Simon (PMDB-RS), com quem sempre manteve relações amistosas.
“Que história é essa de nova política?”, discursou o morubixaba petista. “É a nova política feita pelos velhos políticos? Aliás, tem uma aí que inovou tanto, tanto, que o Pedro Simon [84 anos] agora é candidato a senador com ela, defendendo ela. É uma nova política extraordinária!”. A plateia, 100% feita de companheiros, caiu no riso.

''OS MIÓ''
Minutos antes, Lula dissera: “É muito fácil as pessoas dizerem ‘nós queremos uma nova política', é muito fácil as pessoas dizerem ‘eu vou governar com os miór’. Aonde é que estão esses miór, que vocês não encontram? Aonde é que está essa nova política, fora da política? É como se a Igreja Católica tentasse se renovar fora da Igreja. É como se as coisas acontecessem fora das instituições.”

Fernando e João: vem reforço nacional para o Senado

Para o Senado, João Paulo tem 29% e Fernando Bezerra Coelho, 19%
Do Diario de Pernambuco
O acirramento na disputa pelo Senado está exigindo um pouco mais de esforço dos candidatos da Frente Popular, Fernando Bezerra Coelho (PSB), e da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, João Paulo (PT). Na reta final da campanha, eles apostam na força das lideranças nacionais para conquistar o mandato. Na próxima terça-feira, a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, desembarca em Pernambuco para reforçar o nome de Fernando. A mesma estratégia está sendo usada com João Paulo que espera, para os próximos dias, uma nova visita do ex-presidente Lula (PT).

Marina retorna ao Estado para mais uma agenda conjunta com Paulo Câmara, que disputa a eleição estadual, mas as atividades estão sendo organizadas em locais onde a candidatura de Fernando Bezerra precisa crescer. Por isso, a coordenação da campanha decidiu investir na Região Metropolitana, em Paulista ou no Cabo, e no Agreste, em Caruaru.

João Paulo, por sua vez, vai seguir a mesma estratégia do candidato do PTB ao governo, Armando Monteiro, concentrando sua agenda na Região Metropolitana. Até o final da campanha, no entanto, o petista deverá visitar o Agreste duas vezes, sendo uma delas acompanhado do ex-presidente Lula.

Dilma amplia, mas Marina ganha no 2º turno

:
Pesquisa Datafolha para a Presidência mostra Dilma (PT) com 37%, Marina (PSB) com 30% e Aécio (PSDB) com 17%
 (Gabriel Garcia/Blog do Noblat)

Nova pesquisa Datafolha para presidente da República, divulgada nesta sexta-feira (18) pela Folha de S.Paulo, dá um novo ânimo para a candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT). De acordo com o levantamento, Dilma aparece com 37% das intenções de voto no primeiro turno. Em seguida, vem a ex-senadora Marina Silva (PSB), com 30%. O senador Aécio Neves (PSDB) continua em terceiro, com 17%.
Na pesquisa anterior, divulgada em 10 de setembro, Dilma tinha 36% das intenções de voto, Marina estava com 33% e Aécio, com 15%.
Pastor Everaldo (PSC), Eduardo Jorge (PV) e Luciana Genro (PSOL) tiveram 1% cada. Os demais candidatos não atingiram 1%. Brancos e nulos mantiveram em 6%. Não souberam responder 7%.
Mesmo com ataques diários de Dilma, que vem usando seu programa eleitoral para disseminar boatos, Marina resiste. Numa simulação de segundo turno, permanece o cenário de empate técnico, com ligeira vantagem para a ex-senadora. Se as eleições fossem hoje, ela venceria Dilma por 46% a 44%. Na semana passada, o número era de 47% a 43% para Marina.
Quando o candidato no segundo turno é Aécio, Dilma venceria por 49% a 39% - no levantamento anterior, o índice era de 49% contra 38%.
A rejeição à Dilma continua em 33%. Nesse intervalo, a parcela dos que não votariam de jeito nenhum em Marina passou de 18% para 22%, enquanto a de Aécio Neves foi 23% para 21%. É a primeira vez que tal índice de Marina supera o de Aécio.
O Datafolha pesquisou ainda sobre a avaliação do governo Dilma. Em relação à sondagem da semana passada, houve oscilação apenas no índice de aprovação: passou de 36% para 37% os entrevistados que consideram o governo Dilma bom ou ótimo, 38% apontaram como regular, mesmo número da rodada passada, e 24% disseram que é ruim ou péssimo, contra iguais 24% da última pesquisa.

Cenário ruim para Marina - De acordo com a pesquisa, Dilma passou a liderar nas cinco regiões do país. No Nordeste, no Norte e no Sul, de forma isolada. No Centro-Oeste, ela está numericamente à frente de Marina. E está em situação de empate técnico no Sudeste.
Marina perdeu votos em vários segmentos. Ela recuou 4 pontos no Sudeste, 4 entre as mulheres, 4 entre os católicos, 5 junto aos moradores de cidades médias (200 mil a 500 mil habitantes) e 6 entre os eleitores de 25 a 34 anos.
A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O Datafolha ouviu 5.349 eleitores entre os dias 17 e 18 de setembro.

Caminhão de Tuparetama está sendo usado na Paraíba



Do Blog Mais Pajeú
Há aproximadamente um ano, vários municípios brasileiros receberam um caminhão caçamba com recursos do PAC-2 do Governo Federal. Em Tuparetama, Sertão do Pajeú, este veículo caçamba, utilizado principalmente na coleta de lixo e transporte de metralhas de obras urbanas e rurais, agora é motivo de escândalo envolvendo o prefeito do município, Deva Pessoa (PSD), o mesmo que, há meses atrás, ordenou a derrubada irregular de mangueiras na cidade com trator também adquirido com recursos da União.
De acordo com as últimas informações, o prefeito cedeu esta caçamba para atender a um empresário de Monteiro-PB, na construção de um Parque de Vaquejada de sua propriedade.



Os fatos devem ser apurados com rigor pelo Ministério Público e Tribunal de Contas de Pernambuco para aplicação das sanções cabíveis. Essa irregularidade, se comprovada, pode levar à cassação do mandato do prefeito em processo de impedimento pela Câmara Municipal ou por força de decisão judicial.
Diante do farto material apresentado nas denúncias enviadas aos veículos de imprensa e órgãos públicos responsáveis pela apuração das supostas irregularidades, é bem certo que o prefeito de Tuparetama terá que apresentar excelentes explicações a justiça e a população do município que administra.