sexta-feira, 29 de julho de 2011

SÃO JOSÉ DO EGITO: DESCASO COM O DINHEIRO PÚBLICO

            DITO E NÃO FEITO! ISTO É UMA IMORALIDADE!

                      PARA ONDE FOI TANTO DINHEIRO ?

ERA PRA SER, PATIO DE EVENTOS MIGUEL ARRAES DE ALENCAR.
            QUEM É O RESPONSÁVEL POR ESTA OBRA ?
CADÊ O DINHEIRO? Ou mais uma obra eleitoreira? Com recursos para despesa da campanha eleitoral do candidato a Governador
COM A PALAVRA O PREFEITO DE SÃO JOSÉ DO EGITO
COM A PALAVRA A CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES
COM A PALAVRA O TRIBUNAL DE CONTAS DE PERNAMBUCO
QUE VERGONHA, UMA CIDADE SEM GOVERNO!

Eduardo Campos está na obrigação de mandar tapar os buracos da estrada que liga Sertânia a Brejinho, que está literalmente destruída. Se não há dinheiro para construir uma estrada nova, que se arranque o asfalto e a deixe em chão batido. Irritará muito menos os seus usuários.

   Pernambuco Sem Estrada e Sem Governo... É Uma Vergonha!

Mandato de gestor é cassado por juíza

RENATA BAPTISTA
CASSAÇÃO de Alexandre foi pedida pelo MPPE
CASSAÇÃO de Alexandre foi pedida pelo MPPE
O prefeito de Araçoiaba, Severino Alexandre Sobrinho (PMDB), teve o mandato cassado por decisão da juíza Maria do Rosário Pimentel de Souza, titular da Comarca da 1ª Vara Cível de Igarassu (que inclui o município). A ação ocorreu a pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), após o Tribunal de Contas do Estado (TCE) ter constatado falhas na gestão anterior do peemedebista (2005-2008).

O vice-prefeito Jogli Uchôa (PSDB), confirmou ter recebido, on­tem, notificações da Justiça avisando sobre o afastamento do prefeito e que ele deveria tomar posse do cargo imediatamente. Uchôa disse que não conseguiu entrar em contato com Sobrinho, e admitiu que assumir o cargo não será tarefa fácil. “Tive a informação de que ele pe­diu para o presidente da Câmara sumir para não poder me dar posse. Vamos ver se é verdade ou mentira”, disse.
O tucano afirmou que considera que o mais importante, no momento, é não deixar Araçoiaba parar. “O prefeito tem que pensar no município. Estamos perto do dia de pagamento dos funcionários e, mesmo que ele recorra da decisão, deve deixar as coisas seguirem”, alertou.

“Problema de corrupção nunca foi tão sério”

TUCANO acredita que o ex-presidente Lula será candidato à Presidência em 2014
TUCANO acredita que o ex-presidente Lula será candidato à Presidência em 2014
SÃO PAULO (AE) - O ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB), avalia que o problema da corrupção no Brasil nunca foi tão sério e considera que a probabilidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disputar a sucessão presidencial em 2014 é muito alta. Essas afirmações foram feitas em entrevista ao jornal espanhol “El País”, divulgada na edição de ontem.

Ao “El País”, Serra disse que Lula nunca deixou de estar em campanha e que algumas de suas declarações contra a oposição são retórica eleitoral. A respeito da ‘faxina’ que a presidente Dilma Rousseff (PT) vem promovendo no Ministério dos Transportes, o tucano reconhece que a ação foi correta, mas considera que a petista atuou estimulada pela imprensa nacional, e não pela convicção de se promover uma limpeza na administração federal.

“O ex-presidente também afastou pessoas envolvidas em casos de corrupção, mas aquilo que poderia se transformar no início de uma política de transparência acabou em nada”, disse Serra. Na entrevista, o ex-governador vinculou a origem desses escândalos ao fato de o governo petista entregar a partidos da base aliada áreas onde exercem “um poder quase absoluto”. “A corrupção no Brasil não é o único problema e não pode ser tratada como um fator isolado. Ela causa desvios de recursos, acentua a ineficiência e impossibilita o planejamento. Isso é exemplificado no caso do Ministério dos Transportes”, exemplifica o tucano.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Benone Leão convidado para reunião da Executiva Estadual do DEMOCRATAS

José Serra pode recuar e ser candidato a prefeito de São Paulo

Do ninho dos tucanos, uma informação a se confirmar apenas ano que vem: José  Serra estaria  disposto a reexaminar a decisão de  não se candidatar a prefeito de São  Paulo. Admitiria a hipótese de disputar a sucessão de Gilberto Kassab, tanto pelas chances  de bater os adversários até agora conhecidos quanto pelo fato de, assim, voltar a dispor de voz ativa nos altos escalões do PSDB. Um mandato de quatro anos na prefeitura paulistana   o alijaria da sucessão presidencial de 2014, mas,  sem ele, com que cacifes entraria na briga com Aécio Neves?   
Por Cláudio Humberto

PODRIDÃO NO DNIT

O superintende do Dnit no Paraná, José da Silva Tiago, foi escolhido pelo ex-diretor-geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot. É um dos que têm a situação mais delicada. É investigado pelo TCU e a CGU por sobrepreço em obras. No Mato Grosso, também da cota do Pagot, já caiu o superintendente Nilton de Brito, acusado de favorecer a empresa do irmão, o engenheiro Milton de Brito. No Amazonas, o Dnit é totalmente controlado pelo ex-ministro Alfredo Nascimento.

Apesar das divergências políticas, a amizade de Mendonça Filho (DEM) e André de Paula (PSD) continua “à prova de bala”. Antes de iniciar qualquer ação na Justiça, Mendoncinha ligou para André, justificou que recebeu mais recursos da Nacional para reforçar o escritório de advocacia. Folha Política

PSD entre denúncias e formação

JUMARIANA OLIVEIRA
ANDRÉ de Paula foi eleito presidente estadual, ontem
ANDRÉ de Paula foi eleito presidente estadual, ontem
Em meio às denúncias no Ministério Público Federal (MPF) à Polícia Federal e a correria para obter o máximo de assinaturas de apoio possíveis, o recém-criado PSD promoveu, ontem, a primeira convenção estadual. No encontro, realizado na sede provisória da legenda, em Boa Viagem, foram oficializados os nomes da Executiva estadual da sigla. O ex-deputado André de Paula se consolidou como presidente regional, enquanto José Moura e Tadeu Godoy foram eleitos para a primeira e segunda vices-presidências, respectivamente. Na secretaria-geral ficou Charles Ribeiro e o tesoureio é Francisco Papaléo. Durante esta semana, foram realizadas outras 21 convenções em várias estados brasileiros. 

O processo faz parte de mais um passo para a oficialização do partido. Segundo André de Paula, a próxima etapa será cumprida amanhã, com a entrega de uma petição requerindo a homologação do PSD junto ao Tribunal Regional Eleitoral. Farei uma visita ao presidente do Tribunal, nesta sexta-feira para dar entrada na penitição para homologação do diretório estadual. Levarei todas as certidões de apoiamento, zona eleitoral por zona eleitoral. São mais de 18 mil”, contou.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Diário Oficial publica exoneração do irmão de Romero Jucá da Conab

Do G1

A exoneração de Oscar Jucá Neto do cargo de diretor da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) foi publicada nesta quarta-feira (27) no Diário Oficial da União. Ele é irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). A exoneração, que foi realizada a pedido do servidor, foi assinada pela presidente Dilma Rousseff e tem validade a partir do dia 21 de julho.

A exoneração ocorre após a revista "Veja" publicar que Osmar Jucá teria autorizado um pagamento irregular de R$ 8 milhões a uma empresa de propriedade de um sem-teto, em Brasília. O G1 tentou contato com Jucá, mas o ex-diretor, segundo a assessoria de imprensa da Conab, não aparece no local desde quinta-feira. Portanto, a assessoria está sem contato com Jucá.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Juiz intima a TIM, a OI e a Anatel e se pronunciarem, em cinco dias, na Ação Popular que pede suspensão da venda de assinaturas e habilitação de novas linhas‏

 O juiz Edvaldo Batista, da 10 Vara da Justiça Federal, recebeu hoje a Ação Popular impetrada pelo deputado federal Mendonça Filho e determinou a intimação das operadoras de celular TIM, OI e da Anatel para, em cinco dias, se posicionarem sobre o caso. Após esse prazo, o juiz vai avaliar se concede ou não a liminar suspendendo a comercialização de novas assinaturas, habilitação de novas linhas ou códigos de acesso e a implementação de portabilidades de códigos de acesso de outras operadoras para si, até que possam prestar um serviço condizente com os padrões aceitáveis de eficiência.
     A Ação Popular foi protocolada, ontem à tarde, e pede que no deferimento da liminar seja fixada multa diária de R$ 50.000,00 (cinquenta mil) por dia, em caso de descumprimento da decisão. Assim como, que em sendo reconhecido o prejuízo aos cidadãos, sejam as duas operadoras condenadas a pagarem, a título infracional, multa de valor a ser fixado pela Justiça, revertendo-se em favor de instituições de caridade em Pernambuco. A TIM e a OI foram acionadas na Justiça por serem campeãs em reclamações no Procon/PE.
       “As operadoras não podem continuar vendendo um serviço supostamente de qualidade e entregando outro totalmente deficiente, que obriga o usuário a ter um celular dando pane, só fazendo chamada após várias tentativas e com a ligação caindo constantemente”, justificou Mendonça Filho. O deputado disse que vai atuar em outras frentes na defesa do consumidor de telefonia celular em Pernambuco e já tem três ações sendo organizadas: uma representação ao Ministério Público, uma representação a Anatel e uma audiência pública com a direção da Anatel na Comissão de Fiscalização da Câmara dos Deputados.Por Nádia Ferreira

Analfabetos assinaram apoio ao PSD em Goiás

.A Justiça Eleitoral rejeitou mais da metade das assinaturas de uma lista de apoio ao PSD apresentada em Minaçu (366 km de Goiânia). Segundo a Folha Online, parte delas era de eleitores que se declararam analfabetos nas últimas eleições. Das 1.645 assinaturas coletadas, apenas 634 foram comprovadas pelo cartório eleitoral da cidade goiana, que tem 31 mil habitantes.
A lista para a criação do partido conta com assinaturas de pessoas que usaram carimbo para votar nas eleições, segundo o promotor de Justiça Rafael Simonetti. Também há casos de assinaturas feitas por uma só pessoa. "A falsificação é escancarada", afirma. O promotor diz que já encaminhou a documentação ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal para que seja aberto um inquérito.

O secretário de Transportes, que ganhou a alcunha de “Isaltino Buracão”, caiu em desgraça no Ministério Público depois de ter recusado convite para um debate saudável sobre a buraqueira das estradas estaduais no evento “MP nas ruas”, que será realizado, hoje, em Afogados da Ingazeira. Magno Martins

João Mendonça joga sujo em Belo Jardim

Na ânsia de mostrar que tem apoio, o ex-prefeito de Belo Jardim, João Mendonça, cometeu um deslize que está dando o que falar na cidade. No dia da comemoração do seu aniversário, no último sábado (23), o dissidente do DEM encomendou diversas faixas parabenizando a si próprio e assinou com nomes de possíveis eleitores seus.
O que ele não esperava é que uma das moradoras, citada como autora da frase ‘Fora Coca Cola e Joelma’, referindo-se ao atual Prefeito e Primeira-Dama, fosse procurar uma rádio local para esclarecer os fatos. A comerciante ficou revoltada com a armação e desabafou: “Eles utilizaram meu nome indevidamente. Acho que não precisava disso”.
Carlos Alcântara

Oposição protocola convocação de ministro

Edison Lobão deverá prestar explicações sobre denúncias na ANP
VACCAREZZA considerou “esquisita” apresentação de requerimento pelo PPS
VACCAREZZA considerou “esquisita” apresentação de requerimento pelo PPS
BRASÍLIA (Folhapress) - A oposição protocolou, ontem, pedido de convocação do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), para explicar no Congresso o suposto esquema de pagamento de propina na ANP (Agência Nacional de Petróleo). O PPS protocolou o pedido na Comissão Representativa do Congresso, que atua durante o recesso parlamentar, assim como convite para que o presidente da ANP, Haroldo Lima, explique as acusações.

“É de se esperar que o ministro tome providências no sentido de exigir a ampla transparência dos procedimentos administrativos e disciplinares tramitando na agência. O Congresso e a população brasileira merecem ser esclarecidos em relação aos graves fatos revelados pela mídia”, disse o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), ao justificar os pedidos.

Mendonça Filho pede à Justiça que suspenda comercialização de assinaturas e habilitação de novas linhas da TIM e da OI até que as operadoras possam atender aos usuários com eficiência‏

O deputado Mendonça Filho (DEM) ajuizou ontem uma Ação Popular na Justiça Federal, com pedido de liminar, contra as operadoras de telefonia celular TIM e OI.
 Ele pede que ambas, campeãs em reclamação no PROCON/PE, sejam obrigadas a
suspender a comercialização de novas linhas até que consigam prestar um serviço eficiente aos seus usuários. Segundo ele, “as operadoras não podem continuar vendendo um serviço supostamente de qualidade e entregando outro, totalmente deficiente, que obriga o usuário a ter um celular dando pane, só fazendo chamada após várias tentativas, e com a ligação caindo constantemente”. O deputado incluiu na Ação a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Os secretários do governador Eduardo Campos não querem mais cumprir agenda de carro no Sertão do Pajeú, para não ter que enfrentar a buraqueira das estradas de Isaltino Buracão, secretário de Transportes. Quem se aventura, quebra a cara e passa recibo em público. É o caso da presidente da Cepe, Leda Alves, que teve que ir ao lançamento do livro sobre a Rádio Pajeú, em Afogados da Ingazeira, sábado passado. Ao justificar o atraso de mais de uma hora e a sua irritação, Leda culpou a situação da PE-292, abandonada pelo Governo. "Nunca vi estrada tão ruim. Pelo amor de Deus", bradou a aliada do governo socialista. O bom seria, na verdade, que o governador aceitasse o desafio de ir para o Sertão do Pajeú de carro. Magno Martins



DEMOCRATAS negocia aliança com PMDB em pelo menos três capitais


Da Folha.com

Enquanto o PSD namora o governo federal, o DEM negocia alianças com o PMDB em pelo menos três capitais para as eleições do ano que vem: São Paulo, Salvador e Natal. Em São Paulo, o DEM admite apoiar a candidatura de Gabriel Chalita (PMDB) caso o PSDB - seu tradicional aliado - não lance um nome forte. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) até já foi informado, no fim do mês passado, da possibilidade de apoio do DEM a Chalita.

A aliança - que garantiria a Chalita tempo de TV na corrida municipal de 2012 - já foi objeto de um almoço entre o vice-presidente Michel Temer e o presidente municipal do DEM, Alexandre Moraes. Na Bahia, PMDB e DEM podem se unir contra Jaques Wagner. Em Natal, o PMDB negocia apoio ao filho do senador Agripino Maia, Filipe Maia.

O líder do Governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), está ameaçado de perder o cargo e a confiança da presidente Dilma depois que seu irmão caçula, Oscar Jucá Neto, o Oscarzinho, foi afastado da Conab sob a acusação de ter liberado de forma irregular R$ 8 milhões para a empresa Renascença, de armazenagem. Na surdina, passando por cima de todos os pareceres jurídicos da Conab, Oscarzinho deixou o irmão em maus lençóis. Magno Martins

Como se rouba fácil

A revista Veja traz com detalhes de arrepiar a roubalheira na era Lula. Auditoria do TCU em 142 mil contratos de compras, envolvendo gastos da ordem de R$ 100 bilhões, constatou 80 mil indícios de irregularidades graves. Dos contratos investigados, há uma extensa lista de empresas que têm parlamentares como sócios majoritários, o que é ilegal.
Foram encontrados 16,5 mil casos de licitação disputadas por empresas diferentes, mas com sócios em comum, verdadeiro conluio com o propósito de fraudar a disputa e restringir a competitividade. A gatunagem tem nuances ainda chocantes: uma única empresa venceu 12,3 mil licitações, mas depois não assinou o contrato.
Na maioria das vezes em que isso ocorre, a licitação cai no colo da segunda colocada, a chamada empresa-coelho, uma artimanha para elevar os preços. Foi descoberto, ainda, 9,4 mil casos de empresas que venderam muito mais do que previa o contrato.
Foram encontrados 1.470 contratos com empresas ficha-suja, até condenadas por improbidade administrativa. Em 733 contratos, as empresas tinham como sócios servidores do próprio órgão contratante. Em outros casos, chegou-se ao absurdo de servidores que integravam a comissão de licitação também constarem como sócios da empresa que venceu.
Por tudo isso, a presidente Dilma tem pela frente o grande desafio de ampliar para ministérios ocupados por apadrinhados de Lula a faxina rigorosa que está fazendo nos Transportes. Ou faz isso ou o seu Governo também se revelerá tão corrupto quanto o de Lula.Por Magno Martins

José Agripino (DEM-RN) não quer que o Conselho Político do Democratas, do qual Marco Maciel é presidente, seja apenas um órgão decorativo. Começou a delegar missões ao ex-senador pernambucano que as tem desempenhado, a contento, com a máxima discrição possível. Fogo Cruzado

Ex-prefeito de Belo Jardim, João Mendonça, passou a ser chamado de “João Jatobá” pelo grupo do deputado federal Mendonça Filho (DEM). Em entrevista à Rádio Bitury, em Belo Jardim, no último sábado, Mendoncinha fez uma prestação de contas de tudo que seu pai, o falecido José Mendonça, fez pelo primo. Terminou não segurando a emoção e chorou. Folha Política

MPF e Polícia Federal estão investigando a ANP

VÍDEO divulgado mostra advogada conversando com os assessores da agência
VÍDEO divulgado mostra advogada conversando com os assessores da agência
SÃO PAULO - A Revista “Época” desta semana apresenta denúncia contra funcionários da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, a ANP. Segundo a reportagem, uma gravação que integra investigação sigilosa do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal mostraria funcionários da agência ligada ao Ministério de Minas e Energia pedindo propina. Em troca, a solução de pendências de clientes representados pela advogada Vanuza Sampaio.

A gravação teria sido feita em maio de 2008, no escritório da advogada no Rio de Janeiro, e obtida com exclusividade pela revista. As imagens mostram dois homens, identificados como os assessores da ANP, Antonio José Moreira e Daniel Carvalho de Lima. De acordo com a reportagem, eles teriam exigido o pagamento de propina para a renovação do registro na ANP de uma distribuidora representada por Vanuza. A situação de outras empresas que dependem da aprovação da agência para operar também teria sido abordada durante a conversa.

Vanuza teria reclamado que funcionários da ANP estariam ameaçando seus clientes de que, se não mudassem de advogada, perderiam suas “pendências”, aponta a revista. Essa situação ocasionou o encontro registrado em imagens a pedido de agentes da Polícia Federal e entregue ao MPF dias depois.

Mendonça Filho reúne mais de 300 aliados em Belo Jardim

JUMARIANA OLIVEIRA
DEPUTADO disse que foi um momento festivo
DEPUTADO disse que foi um momento festivo
Após três meses da morte do ex-deputado José Mendonça, o deputado federal Mendonça Filho (DEM), reuniu pela primeira vez lideranças políticas de Belo Jardim para o tradicional almoço realizado por sua família. O evento reuniu mais de 300 aliados do município, inclusive filiados ao PMDB e PPS. Um momento propício para o grupo traçar as estratégias políticas de 2012, que tomaram outro rumo após a morte de José Mendonça.

No último encontro, realizado no início do ano, ficou definido que Mendonção entraria na disputa da prefeitura,no próximo ano. Dessa vez, os planos para sucessão municipal não foram definidos. “Só trataremos de qualquer dicussão no próximo ano”, ressaltou Mendonça Filho. O almoço foi no último sábado, na fazenda do deputado e não apresentou grandes novidades. “Não teve pauta pré-estabelecida, foi um encontro normal. Periodicamente, a gente faz esse tipo de encontro. Foram muitas lideranças locais, mas sem nenhuma novidade”, afirmou.

PSD escolhe hoje 11 diretórios municipais

JUMARIANA OLIVEIRA
ANDRÉ de Paula, que presidirá o partido, aguarda filiações de lideranças
ANDRÉ de Paula, que presidirá o partido, aguarda filiações de lideranças
O recém-criado PSD está a um passo de ser oficializado. A legenda - originada, sobretudo, de militantes do Democratas - dá início às primeiras convenções no Estado. A princípio, apenas 11 diretórios municipais começam a se estruturar em Pernambuco, para, na próxima quarta-feira, eleger o presidente estadual do novo partido, que não é segredo para ninguém: o ex-deputado federal André de Paula. Os representantes de cada diretório municipal serão escolhidos, hoje, em reuniões locais. De acordo com André, após esse processo, a legenda estará pronta para ser formalizada no Tribunal Reginonal Eleitoral.

“A partir da eleição do diretório estadual, o partido vai levar a petição para a homologação. Estaremos habilitados para ir ao TRE levar as certidões de apoiamento das diversas zonas eleitorais e mostrar que ‘tantos’ eleitores apoiaram o partido”, explicou.

Os diretórios municipais do PSD estarão situados em Taquaritinga do Norte, Cumaru, Vitória de Santo Antão, Pedra, São Lourenço da Mata, Chã Grande, Pesqueira, Ribeirão, Sao José da Coroa Grande e Verdejantes.

TCU identifica contratos ilegais

PAULO Maluf aparece entre os parlmentares citados
PAULO Maluf aparece entre os parlmentares citados
BRASÍLIA (Folhapress) - O Tribunal de Contas da União (TCU) identificou empresas de parlamentares da última legislatura que foram contratadas pela administração pública, o que configura contratação ilegal, segundo entendimento do órgão. O trabalho foi realizado no ano passado durante uma auditoria no Comprasnet, o sistema de compras dos órgãos do Governo Federal. Segundo o relator do processo, ministro Valmir Campelo, foram fiscalizados 142,5 mil contratos que somam R$ 104,1 bilhões.

Foram constatadas várias irregularidades no sistema, como empresas com sócios em comum que disputam a mesma licitação, licitantes que disputam mesmo não cumprindo contratos, empresas inidôneas contratadas, empresas com sócios na comissão de licitação do órgão licitante e contratos assinados por valores acima do que foi licitado. Uma das irregularidades apontadas pelo TCU foi a contratação de empresas pertencentes a parlamentares.

A reportagem apurou que entre os deputados citados estão o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e Eunício Oliveira, ex-deputado e hoje senador pelo PMDB-CE. Maluf informou, por meio de sua assessoria, que é dono da empresa Alpargatas e que tem vários imóveis em SP.

Por meio de sua assessoria, o senador Eunício Oliveira disse que desde 1998 - quando assumiu pela primeira vez um mandato como deputado federal - está afastado da direção de suas empresas. Ele afirmou que não participa do fechamento de contratos e do dia a dia administrativo.

PR, um partido na berlinda

CAROL BRITO

Nascido em 2006 com a fusão entre o nacionalismo do Prona e o liberalismo social do PL, o Partido da República (PR) é hoje uma das agremiações mais fortes da base de sustentação do Governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Após o falecimento dos fundadores das antigas legendas - os deputados federais Álvaro Vale (PL) e Eneas Carneiro (PRONA) -, a liderança da sigla, a partir de 2002, ficou nas mãos do deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP) - atual secretário-geral do partido, mas, como ele mesmo diz, com “poderes de presidente”. Sob a batuta do parlamentar, a legenda alcançou um crescimento vertiginoso, mas também o envolvimento em grandes escândalos com esquemas de corrupção nacional que abalaram a imagem do partido. Hoje, o PR encontra-se na berlinda.
A construção desse quadro teve como marco inicial a aliança com o PT que consiguiu eleger em 2002 a chapa formada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o vice-presidente José Alencar (do então PL). A união teve como seus condutores Valdemar e o ex-chefe da Casa Civil, José Dirceu. Foi a partir dessa época que teve início o período de vacas gordas da legenda. Antes de chegar ao Executivo, o antigo PL possuía cinco deputados federais e nenhum senador. Hoje, sob a alcunha republicana, é a quinta maior bancada da Câmara Federal, com 41 parlamentares, sete senadores e 53 deputados estaduais.

O surgimento do novo nome e a fusão para formar o PR estão intimamente ligados com o estouro do mensalão. Na época, três nomes dos liberais figuraram na Imprensa: o então presidente Valdemar Costa Neto, o ex-deputado Bispo Rodrigues e o ex-tesoureiro do partido, Jacinto Lamas. Eles foram acusados de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Para dar uma nova imagem à sigla diante os escândalos, a solução foi se dividir. A parte ligada aos movimentos evangélicos formou o PRB e outra se fundiu com Prona para formar o PR.

Ao invés de perder força, o novo partido resistiu na base do Governo e emergiu ainda mais forte nas eleições seguintes. Sob as asas do apoio e popularidade do Governo Federal, a legenda adotou como estratégia a realização de pesquisas com o intuito de atrair puxadores de votos para ampliar a bancada da sigla. Em paralelo, o espaço no primeiro escalão federal também estava garantido. Desde 2004, a sigla manteve o Ministério dos Transportes sob o comando do senador amazonense Alfredo Nascimento.

Entretanto, este ano, o partido se viu novamente no centro de escândalos. Dessa vez, sob a suspeita de um esquema de superfaturamento de obras e pagamento de propina no único ministério comandado pelos republicanos. O resultado foi a queda do ministro Alfredo Nascimento e mais 15 auxiliares da pasta, por ordem da presidente Dilma Rousseff (PT).

Fora isso, o parecer do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, trouxe à tona novamente o caso do mensalão, ao recomendar a condenação de 36 réus envolvidos no caso, incluíndo os três do extinto PL. Os fatos negativos ocorrem num ano pré-eleitoral, quando o PR está se preparando para lançar candidaturas em vários municípios brasileiros.

Com este cenário de desgastes, resta saber como o partido irá administrar os desdobramentos dos casos e o tensionamento na base do Governo gerados por eles.

domingo, 24 de julho de 2011

'Royalties' do petróleo. Proposta contempla todos os estados, mas resgarda ganhos dos que produzem

Encerrado o prazo para apresentação de emendas, aguarda relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado o projeto com que o senador Wellington Dias (PT-PI) pretende resolver a polêmica a respeito da distribuição dos royalties do pré-sal Entenda o assunto.
Em dezembro do ano passado, pouco antes de deixar o poder, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou parcialmente projeto aprovado pelo Congresso que previa a divisão, entre todos os estados e municípios, dos lucros advindos da exploração do petróleo da camada pré-sal. Os critérios de distribuição seguiriam os mesmos previstos nos fundos de participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM). O projeto transformou-se na lei 12.351/10.
Em seguida, Lula enviou ao Legislativo uma proposta que destina 25% das receitas obtidas com a cobrança dos royalties para estados produtores; 6% para municípios produtores; 3% para municípios que embarcam ou desembarcam petróleo; 44% para estados e municípios não produtores; e o restante - 22% - para a União.
Insatisfeitos, em junho, governadores do Norte e do Nordeste pediram ao presidente do Senado, José Sarney, uma solução para o impasse. Do contrário, articulariam suas bancadas para derrubar o veto presidencial, restabelecendo os critérios aprovados pelo Congresso. Sarney criou então criou uma comissão para negociar a distribuição dos royalties.
Wellington Dias acredita que a melhor solução é seu projeto (PLS 338/11), que divide os royalties de acordo com os critérios de rateio previstos na lei aprovada em dezembro, ou seja, os mesmos aplicados na distribuição do FPE e do FPM. A novidade é que o projeto de Wellington Dias destina aos estados produtores 26,25% da receita dos royalties, limitando contudo esse montante ao valor médio daquilo que esses estados receberam 60 meses antes de a lei entrar em vigor. Pelos cálculos do senador, se esse rateio estivesse em vigor, caberia hoje aos estados produtores R$ 9 bilhões, valor que se tornará o teto de arrecadação para os próximos anos, caso seu projeto seja aprovado.
Com base em estimativas da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o senador afirma que os volumes previstos de produção de petróleo para os próximos anos são muito superiores aos atuais volumes explorados, o que contribui para que Estados e Municípios produtores não percam tantas receitas de royalties assim.
O mesmo projeto determina que, separados esses 26,25% para os estados produtores, o restante da receita arrecadada com royalties será distribuído em 40% para a União e 60% para estados e municípios não produtores. Esses recursos, se aprovado o texto, terão destinação obrigatória, com 40% para a educação, 30% para infraestrutura social e econômica e 30% para saúde, segurança e programas de erradicação da miséria.
"Sabemos que o petróleo é um recurso finito. Assim, a receita advinda de sua exploração deve ser aplicada em projetos que permitam um aumento permanente de riqueza, preparando a sociedade para quando o petróleo se exaurir" - argumenta o parlamentar.
Em defesa do projeto, Wellington Dias afirma ainda que essa é a solução mais justa para o país, visto que os recursos do subsolo pertencem à União, portanto, a todo o povo brasileiro.
Agência Senado

sábado, 23 de julho de 2011

Sport bate o Salgueiro com tranquilidade

No G1

O Sport se reabilitou com uma vitória tranquila de 3 a 0 sobre o Salgueiro, nesta sexta-feira, na Ilha do Retiro, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O resultado deixou o Rubro-Negro pernambucano com 20 pontos, em quinto lugar, superando o ABC apenas no número de gols marcados. O Salgueiro parou nos 12 pontos caiu para a zona de rebaixamento.
No primeiro tempo, após perder uma boa chance com Naldinho, aos 11 minutos, Marcelinho Paraíba cobrou bem um pênalti e abriu o marcador para o Sport. Ele exagerou na comemoração e foi advertido com merecido cartão amarelo. Aos 40, Bruno Mineiro ainda desperdiçaria outra boa chance para o time da casa.
A etapa final começou com o Rubro-Negro no ataque e a vantagem aumentou aos 6: Marcelinho Paraíba cobrou escanteio e Bruno Mineiro aproveitou a sobra da zaga adversária para marcar o segundo. Logo depois, aos 7, o Salgueiro por pouco não diminuiu em forte chute de Fabrício Ceará que explodiu no travessão.
No entanto, o domínio da partida era do Sport e o terceiro gol surgiu aos 27, novamente com Bruno Mineiro, de cabeça. Aos 40, Danielzinho ainda desperdiçou uma oportunidade incrível para fazer o quarto.

Lula fala e a imprensa confirma

Caros,

É impressionante o nível que chegamos. Hoje, após mais um dia de pop star, o então ex-presidente Lula jogou suas conversas (de novo) no ar e por incrível que parece ninguém cita que o que ele diz ele não faz. Com todo respeito, a imprensa parece ludibriada pela sua retórica e repassa aos leitores tudo aquilo como se fosse verdade.
Tudo bem que ninguém poderia questioná-lo no ato em que disse: "governante ruim anda de carro blindado para fugir do povo". Mas não custa nada lembrar que este cidadão tão logo chegou a Brasília passou a ter em sua frota veicular um Ford Fusion, produzido no México, totalmente blindado.
Ninguém cita que quase três meses depois de descer a rampa foi presenteado na Associação Islâmica de São Paulo com um carro blindado da General Motors.
Será que na próxima visita “oficial” ele vai dizer que é Dilma?  E vamos ter que ler sem nenhuma ressalvas da imprensa nacional ?

Mauricio BarbosaRecife - PE

TCE condena prefeito de Custódia

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) condenou o prefeito de Custódia, Nemias Gonçalves de Lima,  por desvio de dinheiro.  O processo foi aberto em virtude de denúncia da Câmara de Vereadores em 2005. Apesar de todas as protelações do prefeito, durante todo esse tempo, ele acabou sendo condenado.

PR baixa “lei da mordaça”

NASCIMENTO ainda não se manifestou sobre a crise
NASCIMENTO ainda não se manifestou sobre a crise
BRASÍLIA (AE) - A direção do PR baixou a “lei da mordaça” no partido, orientando seus integrantes a parar de reclamar da presidente Dilma Rousseff (PT) e da exposição pública de filiados no escândalo dos transportes. De acordo com um parlamentar do partido, a mágoa com a forma com que estão sendo tratados se alastra pela bancada de 40 deputados.

Os deputados do PR se ressentem da falta de uma defesa mais contundente do partido que, nos últimos 15 dias, tornou-se protagonista da crise no Ministério dos Transportes. Nos bastidores, a bancada reclama do silêncio dos principais dirigentes da legenda que não vão a público defendê-los, como se estivessem acuados.

Uma liderança do PR reclamou, em conversa reservada, que a cúpula partidária não se movimenta para defender a imagem da legenda. O deputado Diego Andrade (PR-MG) - que encabeça o movimento pela criação do Partido do Desenvolvimento Nacional (PDN) - disse que sente “angústia e insatisfação” com a crise envolvendo o partido, mas defendeu que se aprofundem as investigações para apurar responsabilidades e apontarem os verdadeiros culpados.

Após sua demissão do cargo de ministro dos Transportes, o presidente do PR, Alfredo Nascimento, que é senador pelo Amazonas, não se manifestou publicamente sobre a crise, que já provocou 16 demissões na pasta e no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O secretário-geral e principal cacique da sigla, deputado Valdemar Costa Neto (SP), também se calou. O líder do PR no Senado, Magno Malta (ES), não tem sido encontrado para comentar a crise.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Dia 22 de Julho, Dia de Santa Maria Madalena, Padroeira de Teixeira-PB

                Visite Teixeira. Bom Clima, Boa Terra, Boa Gente!
                        Igreja Matriz de Teixeira
Embora fosse apenas uma pecadora famosa de sua cidade, Maria Madalena, nascida em Magdala, na Galiléia, teve uma participação importantíssima na passagem de Jesus pela Terra. Ela foi perdoada publicamente por ele, que a tomou como exemplo de que seu Pai acolhia a todos, desde que chegassem ao arrependimento. Além disso, foi, ainda, a escolhida para ser a primeira testemunha da ressurreição.

Madalena ouvira falar de Jesus, pois a fama dos milagres dele corria entre o povo. Ele já ressuscitara mortos, devolvera a visão a cegos, colocara voz na boca de mudos e audição nos ouvidos de surdos, além de fazer andar paralíticos e curar doentes de todos os tipos. Assim, no dia em que Jesus participava de um banquete na casa de Simão, o fariseu, Maria Madalena resolveu fazer uma confissão pública de arrependimento, porque o seu pecado era público, como diz a Sagrada Escritura.

Invadindo o local da ceia, ela não ousou olhar para Jesus. Apenas ajoelhou-se na sua frente, banhou seus pés com lágrimas e enxugou-os com os cabelos, num pedido de perdão mudo. Impressionados, os presentes imaginavam que ela fosse ser repudiada pelo Mestre, que, todavia, disse à mulher: "Foram-lhes perdoados os seus muitos pecados, porque você muito amou". Com o coração em paz, ela saiu dali ainda em prantos, mas feliz. A partir desse dia, tornou-se uma das mais fiéis seguidoras do Messias.

Ela estava ao lado de Maria quando da crucificação do Senhor e, na madrugada da Páscoa, era tanta a saudade que sentia de Jesus que foi chorar à porta do sepulcro. De repente, ouviu a voz, que jamais esqueceria, chamar seu nome. Assim, as profecias cumpriram-se diante de seus olhos. Jesus ressuscitara!

Está escrito: "No dia da Páscoa, Jesus apareceu a ela e a mandou ir anunciar a sua ressurreição aos discípulos". Depois disso, segundo uma antiga tradição grega, Maria Madalena teria ido viver em Éfeso, onde morreu. Lá, tinham ido morar também João, o apóstolo predileto de Jesus, e Maria, Mãe de Jesus.

A liturgia bizantina celebra-a como "Apóstola dos Apóstolos", para que continue a sua missão de anunciar a ressurreição do Senhor no seu rito apostólico. Festejada no dia 22 de julho, santa Maria Madalena tornou-se a padroeira de muitas ordens religiosas, sendo venerada até mesmo pelos padres predicadores.

Amarelou: líder do PR nega ter feito críticas a Dilma

O líder do PR na Câmara, deputado Lincoln Portela (MG), divulgou nota para dizer que "jamais" usou a expressão "a presidente está brincando com o fogo" por causa das demissões a "conta-gotas" nos Transportes. Segundo a Folha apurou, Portela usou a expressão em conversa com o líder do PT, Paulo Teixeira.
A ação de limpeza feita pela presidente Dilma no Ministério dos Transportes, controlado até então pelo PR, vem minando a credibilidade do partido  e incomodando profundamente seus líderes. Por Magno Martins

PF investigará nova denúncia

MINISTRO da Justiça disse que há processos em curso
MINISTRO da Justiça disse que há processos em curso
SÃO PAULO (Folhapress) - O Ministério Público Federal determinou à Polícia Federal a abertura de um inquérito para apurar eventuais crimes de corrupção por políticos do PR, a partir do conteúdo da carta do vereador Agnaldo Timóteo (PR-SP) que contém menções a supostas propinas cobradas por integrantes do partido. No ofício encaminhado à PF, a Procuradoria da República em São Paulo pediu que o vereador seja ouvido “com urgência” no procedimento investigatório.

Já o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo disse que a PF pode abrir novos inquéritos para investigar superfaturamento de obras coordenadas pelo Ministério dos Transportes. “Nós recebemos uma representação que pedia a abertura de inquérito exatamente em relação ao Ministério dos Transportes. Houve uma determinação minha à Polícia Federal que analisasse os fatos noticiados para verificar se em relação a algum deles não havia ainda inquérito aberto. Naqueles que eventualmente não tenham implicado ainda na abertura de inquérito, serão abertos novos inquéritos”, declarou Cardozo.

Em carta, Agnaldo Timóteo fala em propina no PR

Parlamentar admitiu ter escrito texto que menciona suposta cobrança ilegal
vereador disse, no entanto, não ter acreditado nas denúncias de Geraldo Amorim
vereador disse, no entanto, não ter acreditado nas denúncias de Geraldo Amorim
RIO DE JANEIRO (Folhapress) - Em visita ao Rio, o vereador Agnaldo Timóteo (PR-SP) admitiu, ontem, ter escrito a carta que menciona uma suposta cobrança de propina por “oportunistas” de seu partido, mas afirma não ter acreditado nas denúncias de Geraldo de Souza Amorim. “A gente nem sabe se são verdadeiras essas denúncias do Geraldo. Ele me afirmou certa vez que alguém o havia procurado em nome do PR. Como é que a gente vai saber se isso é verdade? Não me deu o nome de ninguém. Eu não sei como eu agiria se conhecesse o tal personagem”.

Segundo reportagem publicada, ontem, pela Folha de S.Paulo, Timóteo mandou carta em papel timbrado da Câmara Municipal de São Paulo a Geraldo, um antigo aliado, em que menciona cobrança de propina por “oportunistas” de seu partido e cita o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP). Timóteo afirmou ser “muito grato” a Geraldo pela ajuda que o empresário lhe deu na sua campanha de 2008 e que por isso o levou para audiências com o ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR-AM) e com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O vereador diz ser amigo de Geraldo e ressalta que inclusive lhe concedeu o título de cidadão paulistano.