Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

SÃO JOSÉ DO EGITO - PE. ANTES: ANTIGA CAIXA D'ÁGUA / HOJE: SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS

Imagem
Caixa do primeiro sistema público de abastecimento d’água de São José do Egito, no Sertão de Pernambuco, implantado pelo Departamento Nacional de Endemias Rurais, órgão vinculado ao Ministério da Sade. Durante a inauguração, em dezembro de 1958, estiveram naquela cidade o governador de Pernambuco, Cordeiro de Farias, e o Ministro da Saúde, Mário Pinotti, entre outros. O sistema constava de uma adutora que levava água do Açude Jureminha até a caixa onde a água era tratada e dali canalizada para chafarizes instalados em vários pontos da cidade. Comparado com o sistema emergencial que atualmente abastece a cidade (composto de várias caixas instaladas nas ruas, onde a população apanha água com baldes e latas), até parece que o tempo não passa. É duro, mas é verdade. Texto de Marcos Cirano Foto: Fotografia de BRANDÃO FILHO

Não há como se fazer “plebiscito” em 2018

Imagem
Coluna Fogo Cruzado  PR, PSD e PPS são da base de apoio a Michel Temer e também de Paulo Câmara
É visível o esforço do PSB no sentido de transformar em “plebiscito” as eleições de 2018 em Pernambuco. As forças alinhadas com o governo Temer estariam no palanque de Armando Monteiro (PTB) e as forças contrárias ao presidente no palanque de Paulo Câmara (PSB). Marchariam, pois, com o provável candidato do PTB os ministros Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB), além do senador Fernando Bezerra (PMDB) e dos prefeitos Miguel Coelho (Petrolina) e Raquel Lyra (Caruaru). Os três primeiros pertencem a partidos ligados ao presidente e não têm como desvencilhar-se dele, nas próximas eleições, malgrado sua popularidade ter chegado ontem ao fundo do poço: 3% de bom e ótimo, segundo pesquisa do Ibope. Já com o governador deverão marchar forças políticas que se opõem ao governo federal a exemplo do PSB, PCdoB, PDT, e talvez PT. Todavia, não será fácil “plebiscitar” essas eleições porque há outras …

LEÃO!

Imagem

PF contra os filhos de Jucá: senador arma o troco

Imagem
A ação da PF contra os filhos do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), nesta quinta (28), estimulou o senador a trabalhar para que a Casa derrube a decisão do STF que afastou Aécio Neves (PSDB-MG). Um dos senadores mais próximos a Luiz Fux, do STF, Renan Calheiros (PMDB-AL) adotou discurso duro contra o ministro: “Esse que está aí não é aquele que sabatinamos”.

A bronca do peemedebista cresceu após o voto de Fux no caso Aécio.  (Painel - Folha de S.Paulo)

Tucano peita o partido e recusa deixar relatoria

Imagem
A escolha de Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) para o posto de relator da nova denúncia contra Michel Temer aprofundou o racha no partido e deflagrou uma série de bate-bocas entre os tucanos. Havia um acordo para que ninguém da sigla fosse escalado para a missão, mas o cenário mudou após o afastamento de Aécio Neves do Senado. Logo que foi informado da escolha de Andrada (MG), o líder do PSDB, Ricardo Tripoli (SP), tentou, em vão, falar com o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG). Tripoli chegou a ameaçar tirar Andrada da CCJ, mas foi convencido a recuar. Há, agora, um movimento para tentar convencer o mineiro a pedir sua destituição da relatoria. Ele, que tem 87 anos e é professor de direito constitucional, avisou que não deixará o caso.

PF investiga onde aliado de Geddel recebeu dinheiro

Imagem
Folha de S.Paulo – Camila Mattoso Um aliado do ex-ministro Geddel Vieira Lima afirmou à Polícia Federal ter recebido uma mala de dinheiro em um prédio de São Paulo que fica no mesmo bairro de uma empresa de Michel Temer e de um escritório do advogado José Yunes, homem de confiança do presidente. No depoimento dado aos investigadores, porém, ele disse não se recordar de valores, do local exato ou da feição detalhada da pessoa que lhe repassou o dinheiro. O aliado é Gustavo Ferraz, preso após a apreensão dos R$ 51 milhões em um apartamento de Salvador vinculado a Geddel. A polícia encontrou a digital de ambos em plásticos que envolviam o dinheiro.  O depoimento foi dado em 8 de setembro, no mesmo dia em que ele foi preso. Ferraz, que afirmou estar disposto a colaborar com os investigadores, admitiu ter ido buscar valores para o ex-ministro, preso no presídio da Papuda, em Brasília. Ele contou para a polícia que, por orientação de Geddel, se encontrou com um homem "moreno" num local…

Até o Partido dos Trabalhadores acha que “prisão” de Aécio é ilegal

Imagem
Por Inaldo Sampaio Um dos assuntos mais comentados no Congresso Nacional nesta quinta-feira (28) foi a nota de solidariedade ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) divulgada pela presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, senadora Gleisi Hoffmann (PR), pelo fato de ele ter sido suspenso do mandato pela Primeira Turma do STF. É que o PT e o PSDB se confrontaram nas seis últimas eleições presidenciais e sempre se trataram como inimigos, e não como adversários. Quatro das seis eleições foram vencidas pelos petistas Lula e Dilma Rousseff, e duas pelo tucano Fernando Henrique Cardoso. Porém, como o PT está tão enrolado na “Operação Lava Jato” quanto o PSDB, divulgou a seguinte nota contra a prisão do senador mineiro, embora o considere um dos principais responsáveis pela crise política em que o país se encontra. Confira: Aécio Neves é um dos maiores responsáveis pela crise política e econômica do país e pela desestabilização da democracia brasileira. Derrotado nas urnas, insurgiu-se contra…

ROMERO AUGUSTO VILAR DANTAS

Imagem
Com o Lema: São José do Egito >"O Povo no Governo", Agricultura, Educação e Saúde.
"Romero Dantas teve disputa acirrada com Raimundo Eufrásio na Eleição de 1976, vindo a perder por volta de 80 votos de frente pro Raimundo"

Por Gilberto Lopes

Se Supremo pode criar leis, Congresso pode rejeitá-las

Imagem
Itamar Garcez - Blog Os Divergentes Um dos principais chavões da jurisprudência sustenta que decisão judicial não se discute, cumpre-se. A nova contenda entre STF (Supremo Tribunal Federal) e Senado reacende o debate em torno do preceito tido como pétreo. De um lado, uma Corte que outra vez transforma o verbo julgar em legislar. Do outro, um Legislativo permissivo e coalhado de meliantes do erário, conforme denuncia a Lava-Jato. Como os parlamentares, de um modo geral, são considerados culpados até que provem o contrário, a tendência é aplaudir a sentença judicial. Ou seja, de acordo com o STF, o senador Aécio Neves (PSDB), flagrado em malfeitos a mancheias, deve ser punido antes do devido processo legal. No caso, ter o mandato suspenso e recolher-se à residência no cair da tarde. Poderia ser uma decisão corriqueira não fosse ele parlamentar. Com ela, o STF criou uma punição inexistente (a suspensão do mandato) e enviesou o artigo 53 da Constituição (cabe ao Legislativo autorizar a prisão…

Empresário assinou recibos de Lula em hospital

Imagem
O Globo

Sem poder elevar estatura, Senado rebaixa teto

Imagem
Josias de Souza Em 18 de maio, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, suspendeu o mandato de Aécio Neves, proibindo-o de frequentar o Senado. Os colegas do senador tucano receberam a notícia com rara naturalidade. Eunício Oliveira, o presidente do Senado, gastava baldes de saliva para explicar as providências que adotara para cumprir a decisão judicial. Decorridos quatro meses, uma trinca de ministros da Primeira Turma do Supremo ressuscitou as medidas cautelares contra Aécio, que haviam sido derrubadas por uma liminar de Marco Aurélio Mello. Adicionaram ao rol de imposições o recolhimento domiciliar noturno, previsto no Código de Processo Penal como medida cautelar ''diversa da prisão''. E os mesmos senadores que haviam lavado as mãos para o drama penal de Aécio agora querem fazer sumir o sabonete. Natural: 44 dos 81 senadores estão encrencados em inquéritos no Supremo. Aquele Eunício reverente às deliberações da Suprema Corte desapare…

PSDB pressiona Bonifácio para deixar relatoria

Imagem
Blog do Camarotti O presidente do PSDB, Tasso Jereissati, e o líder do partido na Câmara, Ricardo Tripoli (SP), passaram a pressionar o deputado Bonifácio Andrada (MG) a abrir mão de ser o relator da denúncia contra o presidente Michel Temer, informa o repórter Nilson Klava, da GloboNews. Bonifácio Andrada é deputado desde 1979 e votou contra o andamento da primeira denúncia apresentada contra Temer. Se Bonifácio não aceitar a proposta de Tasso e Tripoli, tucanos defendem que ele seja até retirado da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Nessa hipótese, caberia ao presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), escolher um novo relator ou convencer algum partido a ceder a cadeira a Bonifácio Andrada. Líderes tucanos estão irritados com Rodrigo Pacheco. Dizem que vários interlocutores do partido haviam pedido a ele que não indicasse alguém do PSDB para a relatoria da denúncia. Nesta quarta, num telefonema entre Tripoli e Bonifácio, o relator da denúncia teria dito, segundo apurou o Blog, q…

Com medo da Lava Jato, Senado desafia o STF

Imagem
Blog do Noblat Pelo menos por ora, faltou coragem ao Senado para bater de frente com o Supremo Tribunal Federal (STF) que afastou do mandato o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e obrigou-o a recolher-se à sua casa sem poder sair dali todas as noites. Por outro lado, sobrou ousadia temerária para desafiá-lo. O Senado deixou para a próxima semana a decisão de tentar revogar a decisão da Primeira Turma do STF de punir Aécio, investigado por corrupção no processo a que respondem executivos do Grupo JBS. Aécio  recebeu do empresário Joesley Batista R$ 2 milhões em dinheiro vivo. A esperança do Senado é que até lá o STF dê o dito pelo não dito, evitando assim a colisão de um poder com o outro. Dificilmente o STF recuará. Primeiro porque a decisão da Primeira Turma tem sólida fundamentação jurídica. Segundo porque se o fizesse sairia da contenda desmoralizado. Aécio não está preso como muito dos seus pares erradamente dizem que está para acirrar os ânimos contra o STF. Recolhimento domiciliar no…

Jungmann sobre crise no RJ: Falência múltipla dos órgãos

Imagem
Do G1 O Ministro da Defesa Raul Jungmann ressaltou que o Rio de Janeiro vive uma crise de segurança muito crítica durante uma entrevista a Roberto D'Ávilla, na GloboNews, ontem. Jungmann avaliou como preocupante o cenário do estado. "O que está acontecendo com o Rio de Janeiro é preocupante e temos que ter cuidado para que o Rio não seja o Brasil amanhã. A crise de segurança aqui é muito crítica. Costumo dizer que aqui tivemos a falência múltipla dos órgãos, ou seja, das instituições do Rio, você tem uma falência fiscal, falência em termos de governança, de segurança, econômica, e isso tem feito com que os indicadores da violência explodam", disse o ministro. Na última sexta-feira, equipes militares chegaram por volta das 15h30 à Rocinha, horas após o anúncio do reforço anunciado pelas autoridades de segurança. Depois de uma reunião com o presidente Michel Temer, Jungmann autorizou que 950 homens das Forças Armadas – dos quais 700 da Polícia do Exército – e pelo menos de…

“Ninguém vai me intimidar”, diz Jucá sobre operação

Imagem
Por Magno Martins
O líder do governo no Senado e presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR), afirmou, hoje, em uma breve declaração a jornalistas no Congresso Nacional, que “ninguém” vai intimidá-lo. A afirmação foi feita quando Jucá foi questionado por repórteres sobre a operação da Polícia Federal (PF) que teve como alvos filhos e enteados do peemedebista. Na manhã desta quinta, policiais federais deflagraram a Operação Anel de Giges para cumprir mandados de busca e apreensão e condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada a ir prestar depoimento) contra filhos e enteados do líder do governo no Senado. “Eu só quero dizer o seguinte, eu vou falar daqui a pouco, mas eu quero deixar algo claro: ninguém vai me intimidar. A partir daí, deduzam. Deduzam, é o que eu tenho a dizer”, afirmou o parlamentar de Roraima. A assessoria da PF informou que, durante a investigação, foi identificado o desvio de R$ 32 milhões dos cofres públicos por meio do superfaturamento na compra da Fazenda Rec…

Senado decide colocar em votação afastamento de Aécio

Imagem
Do G1 O plenário do Senado aprovou, há pouco, por 43 votos a 8 (e uma abstenção), um pedido de urgência para que a Casa realize uma sessão extraordinária e coloque em votação a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e impor ao tucano recolhimento domiciliar noturno. O requerimento foi assinado por parte dos líderes partidários e apresentado pelo líder do PSDB, Paulo Bauer (SC). A sessão deve acontecer na próxima semana. Alguns parlamentares, caso do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), queriam que o assunto fosse decidido já nesta quinta. "Essa questão é fundamental, do ponto de vista da República e da democracia", afirmou Renan. No entanto, o líder do PSDB e outros senadores avaliaram que a presença de parlamentares nesta quinta era baixa. Por isso, o assunto não poderia ser analisado. Às 12h, o painel de votações do Senado registrava a presença de 50 senadores em plenário. Na última terça-feira, a Primeira Turma do STF…

Alckmin, Doria, FHC, Tasso... Ninguém fala de Aécio

Imagem
Por Lauro Jardim Dois dias já se passaram desde que o STF afastou Aécio Neves do mandato e até agora Geraldo Alckmin e João Doria não deram qualquer declaração de solidariedade ao companheiro de partido. Assim como FHC, que sumiu. Ou o presidente do partido, Tasso Jereissati, que evaporou.

Ninguém fala de Aécio. Aécio quem?

Tucano relator de denúncia: mal-estar no PSDB

Imagem
Bonifácio de Andrada será o responsável por elaborar parecer a favor ou contra prosseguimento da acusação contra Temer. Líder pediu para que nenhum deputado tucano assumisse relatoria. Por Alessandra Modzeleski e Fernanda Calgaro, G1, Brasília A escolha do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) para ser o relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da denúncia contra o presidente Michel Temer causou mal-estar e “surpresa” em parte da bancada tucana. Temer é acusado de integrar uma organização criminosa e de obstrução à Justiça. Também são alvo da denúncia por organização criminosa os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Com o agravamento da crise política e as acusações de corrupção envolvendo integrantes do Palácio do Planalto, uma ala do PSDB tem defendido o desembarque imediato do governo. Atualmente, o PSDB detém o comando de quatro ministérios (Cidades, Relações Exteriores, Direitos Humanos e Secretaria de Governo). Para não acirrar o rach…

Delcídio aposta que o Senado vai salvar Aécio Neves

Imagem
Senador cassado em 2016 diz que instinto de preservação na Casa é gritante ÉPOCA – Coluna Expresso – Murilo Ramos O ex-senador Delcídio do Amaral aposta que o Senado reverterá a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) pelo afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e seu recolhimento noturno. Amaral – cujo mandato foi cassado em maio de 2016 após ser preso na Lava Jato sob a acusação de obstrução da Justiça – afirma que os senadores, a despeito das fartas provas existentes contra o tucano, vão preservar Aécio como uma espécie de medida preventiva. “Sabem [os senadores] que poderão sofrer o mesmo que o Aécio está sofrendo agora. Por isso, estão se antecipando para protegê-lo. É o famoso efeito Orloff: eu sou você amanhã”, afirmou a EXPRESSO.

Ministro Mendonça Filho

Imagem
O ministro Mendonça Filho reuniu a bancada pernambucana com o presidente Temer na tarde desta quarta-feira. Em pauta, a manutenção dos investimentos da Hemobrás no estado, que foram reafirmados no encontro. A garantia da produção do Fator 8 e do fracionamento de plasma na Hemobrás - garantindo a geração de empregos e contribuindo para o desenvolvimento da região - tem mobilizado ministros e parlamentares pernambucanos.

O Brasil que enxerga também presenciou.

Imagem

Lula: TRF do RS pode barrar todos os caminhos

Imagem
Carlos Brickmann (Desembargadores Leandro Paulsen, Victor Luiz dos Santos Laus e João Pedro Gebran Neto, do TRF de Porto Alegre) A primeira reação à entrega dos recibos de pagamento de aluguéis foi boa – mas só até que os recibos fossem analisados. Há enganos visíveis, como pagamentos no dia 31 de meses que têm 30 dias; há erros de grafia que se repetem em vários recibos, como se tivessem sido impressos um em seguida ao outro. E há a declaração do proprietário oficial do apartamento, Glaucos da Costamarques, de que entre 2011 e 2015 não recebeu qualquer aluguel, e que só passou a recebê-lo após a prisão do pecuarista José Carlos Bumlai, seu primo e amigo de Lula. De qualquer forma, há como verificar as informações: nas contas bancárias de Costamarques, por exemplo. O pagamento sempre em dinheiro é pouco usual, mas não é crime. O ex-presidente está condenado em primeira instância a nove anos e meio de prisão; recorreu ao Tribunal Regional Federal de Porto Alegre. O TRF absolveu João Vaccar…

Maia diz que denúncia contra Temer será até o dia 23

Imagem
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou, há pouco, que a Casa deverá votar a denúncia contra o presidente Michel Temer em plenário até o próximo dia 23 de outubro.
“Acho que até o dia 22, 23 ela vai estar votada com certeza”, disse a jornalistas, após uma reunião com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, com quem se reuniu por cerca de uma hora e meia. A votação em plenário é a última etapa de tramitação da denúncia na Câmara, a quem cabe autorizar ou não o STF a decidir, posteriormente, sobre a abertura de um processo criminal contra o presidente. Além de Temer, são acusados os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral), além de outras seis pessoas sem foro privilegiado - o empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, e o executivo Ricardo Saud, e os ex-deputados do PMDB Eduardo Cunha, Henrique Alves, Geddel Vieira Lima e Rodrigo Rocha Loures. Apresentada pela Procuradoria Geral da Repúb…