Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2017

Resistência de Aécio em deixar comando aprofunda crise no PSDB

Imagem
Por Gerson Camarotti
O presidente em exercício do PSDB, senador Tasso Jereissati, tem dado sinais de que está no limite com o caso Aécio Neves e tem dado manifestações de que pode entregar o comando da legenda a qualquer momento.
Nesta quarta-feira (25), Tasso e Aécio devem ter uma nova conversa para tentar definir a situação da presidência do PSDB.
Na semana passada, numa reunião com caciques do partido, Aécio tinha pedido um prazo, que acabou na terça-feira (24), para definir seu futuro. Na ocasião, os tucanos pediram que Aécio renunciasse em definitivo ao comando da legenda.
Apesar de licenciado, o senador mineiro ainda é o presidente do PSDB. Para tucanos, Aécio decidiu de forma deliberada adotar a estratégia de "empurrar com a barriga" essa questão para criar constrangimento ao senador Tasso e forçar que ele deixe o cargo.
"Enquanto isso, a crise se aprofunda no PSDB. Dessa forma, Aécio está sepultando o partido", disse ao Blog um cacique tucano.

George Borja de Freitas

Imagem
Parabéns a todos os colegas que se dedicam a essa profissão tão apaixonante, nobre e importante. Amo o que faço!!!!

Quarta-Feira

Imagem

Oposição diz a Maia: tem 200 deputados para travar sessão

Imagem
Blog de CamarottiEm uma reunião secreta na residência do líder do PDT, deputado Weverton Rocha (MA), a oposição comunicou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) que tem 200 deputados dispostos a se ausentarem da sessão marcada para esta quarta-feira (25) e impedir a realização da votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.Segundo relatos, Maia quis saber exatamente qual era o número de apoiadores entre os partidos de oposição. Foi quando foi informado da contabilidade.Caso esse número se confirme, a votação não poderá ser realizada, uma vez que será preciso o voto de ao menos 342 dos 513 deputados para que a sessão tenha validade. 

A reunião foi realizada na noite de ontem, e contou com a presença de pouquíssimos deputados, entre eles o líder do PT, Carlos Zaratini (SP), a líder do PCdoB, Alice Portugal (BA), a presidente do PCdoB, Luciana Santos (PE), o líder da minoria, José Guimarães (CE), entre outros deputados. A estratégia da oposição é tentar evitar a re…

DEM e Presidência: indeciso entre Huck, Doria e Alckmin

Imagem
Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo O DEM pretende definir até o fim do ano se terá ou não candidato próprio à Presidência da República. Os dirigentes do partido, queapostavam em João Doria, voltaram à estaca zero depois que o prefeito não decolou nas pesquisas. Eles consideram que Doria não é carta fora do baralho, mas acham que o prefeito, por enquanto, se perdeu em polêmicas desnecessárias: bateu boca com outro tucano, o ex-governador Alberto Goldman, e aderiu ao programa de distribuição dafarinata, que acabou apelidada de "ração humana". Já Luciano Huck, com quem também chegaram a conversar, não deu a eles a segurança necessária de que pretende mesmo concorrer à Presidência. Segundo um dos dirigentes, o partido não pode esperar até o próximo ano para que o apresentador se decida, sob pena de ficar não apenas sem candidato como em posição desfavorável numa coligação com outros partidos. A tendência, hoje, é de reaproximação com Geraldo Alckimin (PSDB-SP), definido por um dos lí…

O vate tudo de Temer

Imagem
Por Magno Martins Para garantir os votos necessários para barrar a segunda denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República, hoje, o Palácio do Planalto lançou mão de uma série de estratégias. Uma delas foi a exoneração de nove ministros que têm cargo de deputado para votarem na sessão de quarta. De olho na bancada ruralista, também foram anunciadas medidas polêmicas, como a que dá desconto de até 60% em multas por crimes ambientais e outra que torna mais brandas as regras de fiscalização do trabalho escravo. Temer também centrou esforços na liberação de emendas parlamentares da base aliada. A oposição definiu a estratégia de prolongar ao máximo a sessão e assim tentar ampliar o desgaste de aliados do governo. O martelo foi batido numa reunião de líderes oposicionistas, ontem, em Brasília. A estratégia é fazer com que a votação se prolongue até o meio da noite, quando a maioria da população já estará em casa e diante da televisão, com possibilidade de acompanhar a votação. Os…

Maia sobre Temer: "Em política não tem amiguinho"

Imagem
Folha de S.Paulo - Daniel Carvalho O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), bem que tentou dar ares de normalidade à sua relação com Michel Temer nesta terça-feira (24), véspera da votação da segunda denúncia contra o presidente da República. Mas o discurso de paz não resistiu a uma provocação. Pouco depois de voltar do Palácio do Planalto, onde reuniu-se com Temer, Maia sentou-se para conversar com um grupo de jornalistas no cafezinho anexo ao plenário da Câmara.  Questionado se a relação com Temer estava totalmente pacificada e se agora eram "amiguinhos para sempre", Maia reagiu: "Em política não tem amiguinho, muito menos para sempre." Os atritos entre Maia e Temer se intensificaram quando o PMDB passou a assediar parlamentares do PSB que negociavam migração para o DEM, partido de Maia. O presidente da Câmara disse não ter se incomodado com a ação do presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR), mas com a presença dos ministros peemedebistas Moreira Franco (Se…

Trabalho escravo: mais um tiro no pé do Planalto

Imagem
Helena Chagas - Blog Os Divergentes Bem que o governo Temer poderia ter passado sem mais esse tiro no pé. A rigor, a liminar da ministra Rosa Weber que suspende a portaria que modificou as regras de fiscalização do trabalho escravo no país não deve alterar a decisão que a Câmara dos Deputados vai tomar amanhã de arquivar a segunda denúncia contra Michel Temer. Mas é um tremendo desgaste, um episódio politicamente vexaminoso, que deve erodir o que resta da baixíssima popularidade do governo. Todo mundo sabe que a portaria foi editada na base do toma-lá-dá-cá para assegurar os votos da poderosa bancada ruralista contra a segunda denúncia. Mas sua divulgação foi um erro de cálculo – mais um – do Planalto, que não imaginou que a medida teria um forte simbolismo negativo, alvo da mídia, de setores da sociedade e da comunidade internacional. Em vez de voltar atrás imediatamente, como não teve vergonha de fazer outras vezes, o Planalto anunciou o “aperfeiçoamento” futuro da medida, supostamente…

Seres inimputáveis: louco, menor e Aécio Neves

Imagem
Josias de Souza Presidente interino do PSDB, Tasso Jereissati fez malabarismo retórico para justificar na semana passada os votos do tucanato a favor da devolução do mandato a Aécio Neves, presidente licenciado do ninho. Segundo Tasso, o refresco servido a Aécio não significava a impunidade. Longe disso: “No meu entender, é dar ao senador Aécio o que ele não teve até agora, que foi o direito de defesa.” Como assim? “Aqui, no próprio Senado, ele vai ter o Conselho de Ética. E, no Conselho de Ética, vai ter que se defender.” Decorridos cinco dias, o presidente do Conselho de Ética (?!?) do Senado, João Alberto (PMDB-MA), homem de José Sarney, mandou ao arquivo a segunda representação formulada contra Aécio Neves. Brandiu um parecer da Advocacia do Senado. Alega-se no documento que Aécio já foi alvo de um pedido de cassação de mandato por falta de decoro. E não há “fatos novos” que justifiquem a reabertura do caso. O diabo é que a representação anterior também foi arquivada. E os fatos velh…

História contada por Temer ofende agentes do Estado

Imagem
Elio Gaspari – Folha de S.Paulo “Se você não tiver a saboneteira no lugar certo significa trabalho escravo” Michel Temer deve um pedido de desculpas aos servidores públicos que batalham no combate ao trabalho escravo. Numa entrevista ao repórter Fernando Rodrigues, ele disse o seguinte: "O ministro do Trabalho me trouxe aqui alguns autos de infração que me impressionaram. Um deles, por exemplo, diz que se você não tiver a saboneteira no lugar certo significa trabalho escravo". Se uma empresa foi autuada só por isso, a arbitrariedade foi gritante e o argumento usado pelo presidente da República justificaria uma revisão das normas existentes. A história era bem outra. Em 2011, a construtora MRV sofreu 44 autos de infração pelas condições de seus operários num canteiro de obras em Americana (SP). A empresa atrasava salários e retinha carteiras de trabalho (golpe velho). Nos seus alojamentos, faltavam colchões e água potável. Sem saboneteiras, os banheiros eram inadequados. O caso f…

“Prefeita ostentação” é presa pela polícia em São Luís

Imagem
Folha de S.Paulo – Wanderley Freire Sobrinho (Colaboração)

PMDB não fechará questão a favor de Temer

Imagem
Por Inaldo Sampaio O líder do PMB na Câmara Federal, deputado Baleia Rossi (SP), não deverá fechar questão para obrigar seus parlamentares a votarem pelo arquivamento da segunda denúncia do Ministério Público Federal contra o presidente Michel Temer. Segundo ele, não há necessidade de fechar questão nesta segunda denúncia porque o partido já fez isto na primeira. Naquela ocasião, 53 deputados peemedebistas votaram contra a denúncia e apenas cinco pela sua admissibilidade. Foram eles: Celso Pansera (RJ), Jarbas Vasconcelos (PE), Laura Carneiro (RJ), Veneziano Vital do Rêgo (PB) e Sérgio Zveiter (RJ). Este último foi o relator da denúncia na CCJ e deu parecer pela sua admissibilidade. Ameaçado de expulsão, desligou-se do partido e se filiou ao Podemos.

PSDB volta a discutir situação de Aécio

Imagem
Do G1 Senadores do PSDB se reuniram nesta terça-feira (24) na liderança do partido, pela segunda semana seguida, para definir futuro de Aécio Neves (MG) à frente da legenda, mas o encontro terminou novamente sem definição. Desde a semana passada senadores tucanos e o presidente interino da legenda, Tasso Jereissati, passaram a defender que Aécio renuncie ao comando do partido. Como a reunião havia sido marcada para esta terça, a expectativa era que Aécio desse uma resposta no encontro. Mas, ao deixar a reunião, Aécio voltou a dizer que não discute questões partidárias com a imprensa. Reunião de 'avaliação' Ao sair da reunião, o senador Tasso Jereissati disse que a reunião serviu para que os tucanos fizessem uma "avaliação da situação". Para ele, a "solução definitiva depende de Aécio". "O senador Aécio Neves, dentro do seu livre arbítrio, analisando a situação, deve ter uma conversa conosco ainda nesta semana. Uma solução definitiva depende dele [Aécio]…

Priscila Krause

Imagem
Existem os gastos de custeio, de manutenção, de pessoal... e os de investimento. Esses últimos são, na administração pública, costumeiramente chamados de “gastos bons”, justamente porque transformam o dinheiro dos impostos que pagamos em melhorias diretas na vida das pessoas: construção e reforma de escolas, requalificação de estradas, compra de equipamentos de segurança, etc. Ontem, quando o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, foi à Alepe apresentar os dados do projeto orçamentário de Pernambuco para 2018, apresentamos um relatório que aponta uma queda significativa dos investimentos públicos capitaneados pelo governo de Pernambuco nos últimos três anos, com a queda mais acentuada acontecendo justamente em 2017. A deputada Priscila Krause questionou o secretário de que forma a gestão pretende enfrentar essa questão em 2018. Mesmo em crise, é bom lembrar, a arrecadação estadual está crescendo. Lembra que houve aumento de impostos, como o ICMS da gasolina e o IPVA? Es…

Jarbas votará a favor da segunda denúncia contra Temer

Imagem
O deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) declarou no Recife que por uma questão de “coerência política” votará a favor da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, acusado de associação criminosa e obstrução à justiça. Jarbas votou a favor da primeira denúncia e de lá para cá foi “excomungado” pelo presidente da República, que interrompeu o diálogo que vinha tendo com ele. O vice-governador Raul Henry (PMDB) também caiu em desgraça perante o Palácio do Planalto após ter defendido a renúncia de Temer quando vazou para o site do jornal “O Globo” o diálogo travado por ele com o empresário Joesley Batista. Mesmo assim, deputado da base governista como Darcísio Perondi (PMDB-RS), por exemplo, calculam que Temer deverá obter na votação desta quarta-feira (25) entre 260 e 270 votos pelo arquivamento da denúncia, seguindo parecer elaborado pelo deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), relator da denúncia na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal. Na primeira denúncia, quan…

Negociações para livrar Temer custam R$ 12 bilhões

Imagem
Governo alivia dívidas e multas, libera emendas e desiste de privatizações O Globo - Por Cristiane Jungblut As negociações do presidente Michel Temer com os deputados para garantir que a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República seja sepultada na Câmara esta semana envolveram pelo menos R$ 12 bilhões — além de cargos e benesses de valor inestimável, como a mudança no combate ao trabalho escravo. Só de emendas parlamentares pagas desde o início de setembro foram R$ 881 milhões. Mas houve ainda uma frustração de receita com o novo Refis, estimada até o momento em R$ 2,4 bi; a desistência de privatizar Congonhas no ano que vem, cuja outorga era estimada em R$ 6 bi, e, por fim, a possibilidade de abdicar de R$ 2,8 bi com a anistia de parte das multas ambientais prevista no decreto editado na segunda-feira. O Palácio do Planalto acelerou a liberação de recursos para o empenho de emendas parlamentares obrigatórias desde setembro, quando apareceu a segunda denúncia contra Temer. Foram…

Acusações a Lula se repetem no DF e no Supremo

Imagem
Folha de S.Paulo – Fábio Fabrini O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva responde a acusações coincidentes em duas denúncias distintas, ajuizadas pelo Ministério Público Federal. A informação consta em uma manifestação da PGR (Procuradoria-Geral da República), enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal) no mês passado. Na Justiça Federal em Brasília, o petista é réu de ação penal que avalia sua suposta participação numa organização criminosa que, em troca de propinas da Odebrecht, teria atuado para que o BNDES liberasse recursos para obras da empresa em Angola. O caso foi investigado na Operação Janus e tem outros dez implicados. Quadrilhão do PT A imputação de favorecimento à empreiteira com financiamentos ao país africano também aparece nadenúncia do "quadrilhão do PT", oferecida pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em 5 de setembro, contra o ex-presidente. Na manifestação, enviada ao Supremo junto com a denúncia, Janot pede que os autos da primeira instânci…

Temer ameaça retaliar “infiéis” após votar denúncia

Imagem
Para o Planalto, pressão servirá para que indecisos reavaliem posições, já que partidos não vão querer perder cargos às vésperas do ano eleitoral O Estado de S.Paulo  - Vera Rosa e Igor Gadelha O governo está disposto a retaliar os deputados da base aliada que não apoiarem o presidente Michel Temer na votação da segunda denúncia contra ele, marcada para a próxima quarta-feira, 25, no plenário da Câmara. Em reunião realizada na noite deste domingo, 22, com Temer, no Palácio da Alvorada, ministros e líderes governistas avaliaram que a votação de quarta representará o mais importante teste de fidelidade da base e servirá para medir com quem o Palácio do Planalto pode ou não contar de agora em diante. Embora a ameaça não esteja sendo feita publicamente, auxiliares de Temer afirmam que os infiéis perderão cargos no governo, o que pode levar à necessidade de uma reforma ministerial. O diagnóstico é que a pressão do Palácio do Planalto servirá para parlamentares indecisos reavaliarem posições, …

Presidente da OAB se arma contra Mendonça Filho

Imagem
Radar Online O presidente da OAB, Cláudio Lamachia, está buscando aliados e respaldo para a guerra que declarou contra Mendonça Filho. A coisa azedou quando o Ministério da Educação liberou a abertura dos cursos de técnicos e tecnólogos de serviços jurídicos, sem o apoio da Ordem. Lamachia não segura a onda e, sempre que pode, acusa Mendonça Filho de usar a pasta como uma usina de moedas de troca para agradar políticos e empresários. O presidente da OAB sabe, entretanto, que não convém entrar na trincheira sozinho.

Para maldizer a gestão de Mendonça e encontrar outros dispostos à batalha, ele vem se reunindo com representantes de conselhos profissionais, entre eles de Medicina, Arquitetura, Engenharia, Psicologia, Relações Públicas e outras tantas.

PSDB nega através de nota que tenha feito acordo com o PMDB para salvar Aécio e Temer

Imagem
Por Inaldo Sampaio A direção nacional do PSDB, que tem como presidente o senador Tasso Jereissati (CE), divulgou nota nesta quarta-feira (18) negando ter feito acordo com o PMDB para salvar o mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG) no plenário do Senado na última terça-feira (17) e o mandato do presidente Michel Temer no plenário da Câmara Federal no que toca à segunda denúncia feita contra ele pelo Ministério Público Federal. Esta versão foi difundida no Senado pelo líder da Oposição, Humberto Costa (PE), pelo fato de os dois partidos terem votado maciçamente pela revogação das medidas cautelares que suspenderam o mandato do tucano e o proibiram de sair de casa à noite. A bancada do PSDB, em peso, votou a favor de Aécio. Apenas Ricardo Ferraço (PSDB-ES) não votou porque estava em viagem ao exterior. Com relação ao PMDB, 18 dos seus senadores votaram a favor de Aécio Neves, entre eles o pernambucano Fernando Bezerra Coelho. As exceções foram Kátia Abreu (TO) e Roberto Requião (PR). C…

A reforma trabalhista, a ração humana e a escravidão: a direita brasileira nos roubou a civilização. Por Carlos Fernandes

Imagem
“Selvagens polidos”Para além do descumprimento à Constituição Federal, da desobediência às normas democráticas, da falência institucional e da desmoralização internacional, o golpe parlamentar que reconduziu a direita ao poder nacional no Brasil vem subjugando a própria condição humana da grande massa de pobres e excluídos dessa nação. A reforma trabalhista que implodiu a Consolidação das Leis Trabalhistas e dizimou os direitos constitucionalmente garantidos dos trabalhadores foi a primeira grande investida do establishment contra o centro e a base de nossa pirâmide social. Ainda que todas as classes de trabalhadores tenham sido diretamente prejudicadas com as novas regras que entram em vigor já em novembro, é desnecessário comentar que num país com o indecente nível de desigualdade socioeconômico como o Brasil, são justamente os assalariados – e os que recebem abaixo do salário-mínimo – os que mais violentamente sofrerão. Para um país com uma legião de 18,7 milhões de pessoas que recebe…