domingo, 25 de fevereiro de 2018

Elite do Exército atua na intervenção; Concessionárias de rodovias não respeitam contratos. Jornais de domingo (25)

G1
Um grupo de elite do Exército está na linha de frente do combate à violência no Rio de Janeiro durante a intervenção federal. Os militares foram submetidos a treinamento de alto nível e atuam em operações especiais cercadas de sigilo.
Nos últimos anos, o grupo já fez ações cirúrgicas nos complexos do Alemão e da Maré. “Tropa de elite do Exército já atua na intervenção”, revela a a manchete do Globo.
Apesar dos sucessivos aumentos de tarifas de pedágio em todo o país, as concessionárias de rodovias federais acumulam problemas como obras atrasadas e descumprimento de obrigações contratuais.
Levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU) mostra que quase todas as 21 concessionárias analisadas estão nessa situação. “Pedágio sobe, mas empresas não respeitam contratos”, revela o título principal do Estado de S.Paulo.
O economista Paulo Guedes concede entrevista à Folha de S.Paulo e diz que privatizar tudo é a saída para zerar a dívida interna do país.
Guedes é o responsável pelo programa econômico do presidenciável Jair Bolsonaro e afirma que o governo é muito grande e “bebe muito combustível”, enquanto é modesto na aplicação de recursos na área social. “Privatizar tudo é saída, diz mentor de Bolsonaro”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cássio critica ‘erro grave’ da campanha de Alckmin ataques a Bolsonaro e sai em defesa de presidenciável: “Ele representa um sentimento”

Candidato à reeleição ao Senado Federal, o tucano Cássio Cunha Lima surpreendeu, durante entrevista na tarde desta sexta-feira (21), a...