sábado, 31 de dezembro de 2016

Temer quer cabelos ao vento


Jorge Bastos Moreno - O Globo
O presidente Michel Temer promete grande transformação de estilo em 2017. Reconhece que foi psicologicamente afetado pela campanha do “Fora, Temer” e, por isso, tem exercido até aqui suas funções de chefe de Estado e de Nação quase que envergonhado, quando, pelo contrário, considera que deveria mais é se orgulhar de presidir um país das dimensões territoriais das do Brasil.
Já deu os primeiros sinais dessa mudança, ao descer até o comitê de imprensa para falar com os jornalistas. São gestos como esse, aparentemente irrelevantes, que, somados, vão exibir o novo Temer-2017.
Não quer ser produto de marketing. Mas aceitou conselhos de seus marqueteiros para, por exemplo, parar de esfregar as mãos em copas, uma sobre a outra, e reduzir as mesóclises e o vocabulário arcaico, como “sacripanta”, com o qual costumava se referir a Renan no relacionamento de idas e vindas entre eles.
A única coisa que resiste é usar gumex nos cabelos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário