sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Temer sonda Parente para substituir Padilha


Blog do Kennedy
O presidente Michel Temer sondou Pedro Parente (Petrobras) para a eventualidade de substituir Eliseu Padilha (Casa Civil). Ainda não há decisão tomada, mas o presidente avalia a saída de Padilha do cargo.
A situação política do ministro da Casa Civil vem se fragilizando. Ontem, o jornal “O Estado de S. Paulo” traz a informação de que Padilha pediu ao doleiro Lúcio Funaro que desse R$ 1 milhão em dinheiro vivo em 2014 a José Yunes, amigo de Temer e ex-assessor especial da Presidência.
Essa revelação, se confirmada, tende a aumentar a pressão pela saída de Padilha do governo. Também ajuda a explicar o recente pedido de demissão de José Yunes.
Para o governo, a notícia gera mais agenda negativa neste fim de ano devido à gravidade da acusação, porque inclui Lúcio Funaro, um doleiro ligado ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, que já insinuou saber segredos sobre Yunes.
Essa informação deve gerar pressão pela saída de Padilha. O nome mais cotado é o do atual presidente da Petrobras, que já chefiou a Casa Civil no governo FHC.
Temer e Parente negam sondagem para o presidente da Petrobras substituir o chefe da Casa Civil. Mas ela ocorreu. E Padilha tá balançando no cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário