segunda-feira, 26 de junho de 2017

Coligação de Mendonça Filho pede tropas federais para as eleições de Belo Jardim

A coligação “União por Belo Jardim” que tem como candidato a prefeito o presidente da Câmara Municipal, vereador Gilvandro Estrela (PV), requereu na última sexta-feira (23) ao juiz da 45ª Zona Eleitoral a presença de tropas federais no município para garantir a segurança durante a campanha eleitoral que se encerrará na próxima sexta-feira (30).
Estrela, que assumiu a prefeitura, interinamente, em decorrência da cassação do mandato do prefeito João Mendonça (PSB), concorre com mais dois candidatos: Hélio dos Terrenos (PTB) e Luiz Carlos (PSB).
Ele quer que o juiz da cidade requeira ao Tribunal Regional Eleitoral o apoio de tropas federais após o assassinato, a facadas, do adolescente (de 17 anos) Hermerson Jonatas de Sobral Santos, ocorrido na última quinta-feira (22) durante uma caminhada de sua coligação. Estrela é apoiado no município pelo deputado federal e atual ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM).
De acordo com a petição, o assassinato “consolidou um estado de plena insegurança aos munícipes de Belo Jardim, inclusive no que tange à participação política no presente processo eleitoral”.
Diz ainda que “não houve a mínima fiscalização e acompanhamento da Policia Militar durante a caminhada realizada pela coligação requerente, mesmo tendo sido provocada diversas vezes”.
A expectativa do candidato Gilvandro Estrela (PV) e do seu vice, Pitomba da Lotação (DEM), é que uma resposta oficial seja dada nesta segunda-feira (26) devido à urgência que o caso requer.
Ouvido pelo JC, o 15º Batalhão da PM, que tem sede em Belo Jardim, negou que não tivesse atendido à solicitação da coligação de Gilvandro Estrela. Garante que PMs acompanharam a caminhada e intervieram no momento da briga que culminou com a morte do adolescente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário