Temer tentará sobreviver até setembro


Após TSE, Temer tentará sobreviver até setembro, quando poderá nomear substituto de Janot
Folha de S. Paulo – Por Painel

Com a vitória no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o presidente Michel Temer e seus aliados mais próximos se preparam para vencer o que é visto como a última e mais sangrenta batalha do governo: os três meses que restam até a nomeação do procurador-geral da República que substituirá Rodrigo Janot. Mesmo adversários do peemedebista dizem que, se ele conseguir chegar até setembro, quando haverá a troca de guarda na PGR, será praticamente impossível removê-lo no Planalto.
O clima é de vale-tudo tanto na PGR como no Planalto. Procuradores dizem que a investida da Lava Jato contra o peemedebista aglutinou toda a categoria em torno de Janot. Ele tem o apoio da carreira para ir para cima do peemedebista com tudo.
Aliados de Temer no Congresso, porém, também estão dispostos a defender o mandato do peemedebista. Dão força à narrativa de que há uma ofensiva para isolar o Judiciário como bússola do país, desidratando o Legislativo e o Executivo.
A decisão do TSE contra a cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer deu novo fôlego ao discurso do PT. Integrantes da sigla vão afirmar que a corte confirmou que a ex-presidente não cometeu crimes.
No Planalto, a petista foi alvo de ironias. Auxiliares de Temer disseram que ela deveria dar “graças a Deus” pelo peemedebista estar na Presidência. Afirmaram que “o PMDB garantiu a elegibilidade a Dilma por quatro votos a
Enquanto isso, o vice-presidente do PSDB, o ex-governador Alberto Goldman defende que o partido recorra da decisão do TSE de absolver a chapa Dilma-Temer. “Temos a obrigação”, diz.
Goldman afirma que, embora o PSDB seja aliado de Temer, “o presidente perdeu a capacidade de governar”. “Sabemos que vão surgir fatos novos que mostrarão que este governo tem um limite.”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense