segunda-feira, 12 de junho de 2017

Obra Sonrisal

 O rompimento de um trecho do canal da Transposição em Custódia, nas proximidades do sítio Malhadinha, no Sertão do Moxotó, gerou protestos nas redes sociais e a desconfiança de que, além de superfaturada, a obra foi mal feita. Um grande volume de água foi desperdiçado por mais de cinco horas, até a empresa enviar uma equipe ao local para remendar o buraco. A roubalheira e o descaso têm o DNA dos governos petistas. Desde o início do Governo Dilma Rousseff, o custo total da obra pulou de R$ 4,8 bilhões para R$ 8,2 bilhões. O pior é que há uma desconfiança de que outros trechos venham a desabar também, porque o material usado no canal é de quinta categoria.
Por Magno Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário