segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

PF faz buscas nas casas de Vital do Rego Filho (Vitalzinho) e de ex-presidente da Câmara

A Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã desta segunda-feira (5), com apoio da Procuradoria Geral da República (PGR), mandados de busca e apreensão nas casas do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) e ex-senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) e do deputado federal Marco Maia (PT-RS), ex-presidente da Câmara.
Os mandados de busca e apreensão para coleta de provas foram autorizados pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).
Os dois são suspeitos de terem cobrado propinas de fornecedores da Petrobras para blindá-los e impedir suas convocações na CPI mista do Congresso Nacional que, em 2014, investigava as suspeitas de irregularidades na estatal do petróleo. À época, Vital ainda ocupava uma cadeira no Senado e presidia a CPI da Petrobras. Já Marco Maia era o relator da comissão parlamentar.
Em maio, Teori havia autorizado a abertura de inquéritopara investigar o envolvimento dos dois na Lava Jato com base na delação premiada do senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS).
No pedido de abertura de inquérito, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, alegou que os fatos narrados por Delcídio indicam crimes de concussão ou corrupção passiva.

Almoço

Um dos delatores da Lava Jato, o executivo da Andrade Gutierrez Gustavo Xavier Barreto afirmou em depoimento à Polícia Federal que a blindagem aos empreiteiros foi discutida em um almoço na casa de familiares do ex-senador Gim Argello (PTB-DF), preso e condenado na Lava Jato sob acusação de cobrar propina para barrar a convocação de empresários na CPI da Petrobras.
Ainda de acordo com Barreto, Vital do Rêgo participou do almoço.
 Do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário