terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Renan quer comandar comissão forte no Senado


Renan Calheiros não tem ambições de assumir o comando da Comissão de Constituição e Justiça do Senado quando voltar à planície, como foi ventilado.
Seu objetivo é liderar a bancada do PMDB na Casa — cargo que o manterá no controle de todas as articulações relevantes.
A um grupo de investidores nesta segunda-feira (19), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi definitivo: “Antônio Imbassahy será ministro. É só uma questão de tempo e de acerto com os partidos. Ele já foi convidado.”
Nos bastidores, Michel Temer revela sua estratégia a auxiliares próximos: anuncia Imbassahy no cargo em 2 de fevereiro, data da eleição dos presidentes da Câmara e do Senado.
Mas se, no fim de janeiro, o clima na base aliada já estiver minimamente pacificado, o presidente da República publica antes a nomeação do novo ministro no “Diário Oficial”.  (Painel - Folha de S.Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário