Veneziano comenta coerência do grupo majoritário do PMDB que não quer aproximação com PSDB e PSD


PB Agora

Em entrevista a mídia paraibana na manhã de ontem (17) o Deputado Federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) comentou que o grupo majoritário dentro do PMDB que apoia o Governador Ricardo Coutinho (PSB) mantém sua coerência em apoiar o socialista, pois esse apoio vem de 2014 quando o PMDB decidiu por defender o projeto do PSB ao Governo do Estado.
O peemedebista atribuiu que o Governador também mantém sua coerência, pois em 2014 no segundo turno apoio também a chapa Dilma/Temer e que nos anos de 2015 e 2016 sempre manteve um diálogo respeitoso com o Governo Federal. E desde que Temer assumiu, ele (Ricardo) manteve relações constitucionais que são necessárias para o Estado. “E essa relação tem sido construída, tanto é que a pouco mais de dois meses o presidente Temer recebeu o Governador Ricardo na sua residência oficial ao lado do Senador Raimundo Lira para tratar de questões que aludem o Estado da Paraíba. E é desta forma que ele está mantendo as relações constitucionais”, afirmou Veneziano. Ainda sobre coerência, Vené lembrou que na Paraíba em 2014, no segundo turno o PMDB decidiu por apoiar o projeto do PSB. “Então nós não estamos absolutamente fora daquilo que foi decidido. Se há de identificar alguém que tenha mudado de posicionamento não fomos nós. Então na próxima sexta-feira diante da reunião da executiva irei defender é o direito democrático da maioria”, disse Veneziano.
O deputado peemedebista comemorou a convocação de uma reunião da Executiva Estadual do PMDB para o próximo dia 20, em João Pessoa, para discutir a unidade do partido no estado. O peemedebista atribuiu à decisão do senador e presidente estadual do partido, José Maranhão, como resultado da reunião realizada entre ele, os deputados Hugo Motta e André Amaral (federal) e Nabor Wanderley (estadual), além do senador Raimundo Lira.

“Tanto surtiu efeito que a Executiva marcou a reunião. Acho que foi importante a Executiva entender essa necessidade e, no dia 20, a gente senta e debate todos esses pontos que são nossa preocupação”, frisou. O deputado avaliou todo o PMDB tem o direito de dizer o pensa para o partido identificamos que todos são importantes. “Falta diálogo e socializar este diálogo é fundamental”.

Na avaliação do parlamentar, “o encontro na casa de Lira define um novo momento para o PMDB”. “O senador Lira nos recebeu no sentido de acolher as preocupações de todos nós. Queremos reunir todo o partido em torno de uma tarefa árdua de recompor a legenda. Estamos sintonizados com esse mesmo sentimento”, disse. Entre as críticas, a de que o partido descreveu de forma preocupante e precisa, desse modo, retomar suas diretrizes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense