Agora para Renan, Cármen Lúcia é "exemplo de caráter"


O Globo
Na saída da reunião dos chefes dos três Poderes sobre segurança pública nesta sexta-feira, o presidente do Congresso, Renan Calheiros, não respondeu a perguntas dos jornalistas, mas, ao ser chamado para falar, resolveu passar o recado de que a disputa pública que travou com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, está superada. Os dois estiveram juntos por quase quatro horas no encontro hoje no Palácio do Itamaraty.
— A reunião foi muito boa, produtiva, precisa ser repetida. Aproveitei a oportunidade para dizer que eu tenho muito orgulho, um orgulho que eu vou levar para a minha vida, de ser presidente do Congresso Nacional no exato momento em que a presidente Cármen Lúcia é presidente do Supremo Tribunal Federal. Ela é, sem dúvida nenhuma, o exemplo do caráter que nós precisamos e que identifica o povo brasileiro — disse Renan.
Cármen Lúcia participou apenas da reunião, mas não do almoço. O encontro foi o primeiro após troca pública de farpas entre Renan Calheiros, o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, e Cármen Lúcia, depois da operação da Polícia Federal na última sexta-feira que prendeu policiais legislativos no Senado. Durante a última semana, Renan chamou o juiz que expediu os mandados de prisão de "juizeco", disse que Moraes é um "chefete de polícia", gerando a reação de Cármen Lúcia em defesa dos magistrados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense