Aécio vota, critica Dilma, e promete unificar o país


Pedro Ângelo- Do G1 MG
O virtual candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, votou neste domingo (26) às 10h30 em escola do bairro de Lourdes, na região central de Belo Horizonte. O presidenciável compareceu ao local acompanhado da mulher, Letícia Weber. Aécio cumprimentou eleitores e mesários na sala de votação e posou para fotos fazendo um "45" com as mãos e sinalizando um "V", de "vitória". Ele levou menos de 10 segundos para votar.

Durante a passagem de Aécio pelo local de votação, um vidro da janela da sala onde ele votou foi quebrado. Um cinegrafista teve a mão ferida. Na chegada do candidato a presidente, houve grande concentração de eleitores que gritavam pelo nome dele, e de jornalistas que acompanham a votação, causando certo tumulto.

 
Em entrevista coletiva concedida em hotel após Aécio votar, o candidato voltou a criticar a campanha de Dilma Rousseff (PT), classificando de “terrorismo” as acusações feitas por adversários. “Eu, se vencer estas eleições, a primeira grande missão que terei é da unificação do país. E vamos fazer isso demonstrando que as acusações que nos faziam os partidários da candidata oficial nada mais eram que o terrorismo para se manterem no poder”, disse.

Ele também reafirmou a promessa de manter programas sociais do governo de Dilma. "Nós vamos mostrar que os programas sociais vão ser mantidos e aprimorados.  Vamos cumprir cada um dos compromisso que assumimos com os brasileiros, do ponto de vista da formação de uma equipe de qualidade extraordinária, um comportamento ético irrepreensível. E vou governar para os que mais precisam, vou governar para os mais pobres", disse.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense