quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Dinaldinho não descarta alianças com Grupo Motta em 2018: ‘nossas diferenças são administrativas’

Mais Patos
Nesta quarta-feira (26), o prefeito eleito de Patos, Dinaldinho (PSDB), não se opôs à possibilidade da aliança entre tucanos e pemedebistas ser mantida em 2018 e formar chapa com seus principais adversários no seu município, a família Motta. O político garantiu que a sua peleja com os Motta é apenas por questões gerenciais.
“Meu problema com eles é apenas administrativo, nada pessoal. Inclusive, estive recentemente no gabinete de Hugo Motta e sou um dos pares de Nabor Wanderley. Nada contra, cada um faz sua política, só não aceitamos essa que eles fazem”, esclareceu.
Na entrevista concedida ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM, Dinaldinho também afirmou que o seu partido cresceu depois das últimas eleições e espera que possa contar com candidatos a governador e senador na Paraíba. Apesar disso, o tucano afirmou que as discussões sobre a próxima disputa eleitoral devem ser realizadas apenas em 2018.
“É claro que torcemos para que o partido sempre cresça, mas, nesse momento, nem quem pretende concorrer em 2018 sabe o que vai acontecer até lá. O importante é que eu sempre vou apoiar o meu partido”, arrematou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário