segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Cassação de Temer seria golpe 2, diz petista


Folha de S.Paulo - Catia Seabra
Amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ministro no governo do PT, o ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), que deixou o cargo neste domingo (1º), defende um pacto político para a antecipação das eleições para o segundo semestre de 2017.
Ele se diz contrário ao impeachment do presidente Michel Temer ou à cassação da chapa Dilma-Temer pela Justiça Eleitoral, o que, para ele, seria um "golpe dois".
Segundo o ex-prefeito, o Congresso deve assumir a responsabilidade de antecipar a eleição. Defende também a candidatura de Lula à Presidência, e diz que a hipótese de apoio a Ciro Gomes (PDT) é "quase zero".

Nenhum comentário:

Postar um comentário