terça-feira, 17 de janeiro de 2017

CENTRÃO FALA GROSSO, MAS TERÁ MENOS DE 100 VOTOS NA ELEIÇÃO DA CÂMARA

Diário do Poder

Na corrida pela presidência da Câmara, o candidato do “centrão”, grupo formado por 200 deputados de vários partidos, como PP, PR e PRB, dificilmente alcançará 100 votos na eleição do dia 2. Para não ficar de fora da Mesa Diretora, partidos do “centrão” devem apoiar a reeleição de Rodrigo Maia. A maioria do PSD, de Gilberto Kassab, deixou o candidato do partido, Rogério Rosso (DF), pendurado na brocha. 
O candidato André Figueiredo (PDT) deve ser bem votado. “Não que seja líder forte; os outros são fracos”, diz Jerônimo Goergen (PP-RS).
Rogério Rosso jogou a toalha nesta segunda, ao “liberar” a bancada do PSD, que na verdade jamais esteve presa a compromisso com ele.
Com apoio do PT, já acertado, Rodrigo Maia pode ser eleito em 1º turno. Deve ter cerca de 300 votos, incluindo de partidos de “esquerda”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário