MINISTRO DAS CIDADES PODE SAIR DO GOVERNO A QUALQUER MOMENTO

Diário do Poder

Há duas semanas, especulava-se que o ministro das Cidades, Bruno Araújo, seria o primeiro a pular fora do barco de Michel Temer. No fim das contas, o tucano resolveu ficar: "O governo não parou. O governo segue", disse ele no início da tarde desta sexta-feira (2/6), em coletiva de imprensa. 
 
A ocasião serviu de espaço para que o tucano anunciasse a contratação de 25.664 novas unidades habitacionais do programa "Minha casa, minha vida", com investimento previsto de R$ 2,1 bilhões. 
 
Na próxima terça-feira (6/6), o TSE retoma o processo que pode cassar o mandato de Temer. O peemedebista é investigado por três crimes no STF: obstrução de Justiça, corrupção passiva e participação em organização criminosa. "O PSDB tem atitudes coletivas. Não vamos fazer antecipação do debate", declarou Bruno. 
 
Substituto de Aécio Neves, o presidente interino do PSDB, Tasso Jereissatti (CE), acredita a sigla chegará a um consenso sobre a permanência no governo até a próxima semana.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense