terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Na Câmara, candidatura socialista está em xeque

Em busca de viabilizar sua candidatura para presidente da Câmara, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) define como incerta sua participação na disputa. Dono de uma bancada de 34 deputados, o PSB deve abraçar a candidatura à reeleição do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ).
“Estou sentindo como ficará a campanha. Acho que a esquerda tende a fazer bloco”, disse Delgado. Caso realmente tenha formação de blocos partidários, a tendência é o fortalecimento da candidatura de André Figueiredo (PDT-CE), aquele que anunciou que romperia com o governo Dilma Rousseff para virar ministro.
“Não tendo (o PSB) participação na Mesa Diretora, o jogo é tentar levar a eleição para segundo turno. Existe a possibilidade, mas tenho que conversar com a bancada”, disse.
Os socialistas querem uma cadeira na Mesa Diretora, presidências de comissões permanentes e participação em relatorias de projetos relevantes. Rodrigo Maia, caso garanta tais pontos ao PSB, a tendência é a candidatura de Júlio Delgado subir no telhado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário