"Deixa eu em liberdade", pede Dirceu a Moro


Em audiência na Justiça Federal, ex-ministro da Casa Civil apela dramaticamente a juiz da Lava Jato
O Estado de S.Paulo - Ricardo Brandt, Mateus Coutinho e Julia Affonso
O ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula) fez um apelo dramático ao juiz federal Sérgio Moro, nesta sexta-feira, 21. Ele pediu liberdade.
Já condenado a 20 anos e três meses de reclusão por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa no esquema Petrobrás desmontado pela Operação Lava Jato, Dirceu foi interrogado por Moro em outra ação penal, por suposto recebimento de propinas de empresas fornecedoras da estatal petrolífera.
“Não entrou um centavo na minha conta bancária que não esteja contabilizado”, declarou Dirceu, ao negar o recebimento de vantagens ilícitas. “Quero repetir: não houve nada de ilícito. Faturei 40 milhões (de reais) e ganhei seis em dez anos, 60 mil reais por mês. Se passou à opinião pública que eu tinha ganho 40 milhões e isso vai parecendo que sou uma pessoa que enriqueci de maneira ilícita e tenho um patrimônio que eu não tenho. A verdade é que eu não tenho.”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense