quarta-feira, 19 de outubro de 2016

EDUARDO CUNHA É PRESO A MANDO DE SÉRGIO MORO


Diário do Poder

O deputado federal cassado Eduardo Cunha foi preso preventivamente nesta quarta-feira (19) pela Polícia Federal. O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, determinou a prisão preventiva do peemedebista.
Cunha foi preso em Brasília, na Asa Sul, próximo ao apartamento funcional. A prisão preventiva é por tempo indeterminado. Para justificar o pedido de prisão, o Ministério Público Federal afirmou que, em liberdade, Cunha representa risco à instrução do processo e à ordem pública. Há ainda, segundo os procuradores, risco de fuga.
Segundo a PF, Cunha está a caminho do hangar da PF no aeroporto de Brasília para embarque a Curitiba, onde se concentram as investigações da operação.
A previsão de chegada do ex-deputado na capital paranaense é entre 17h e 18h.
 
VEJA O DESPACHO DE MORO
Réu
O peemedebista perdeu o mandato de deputado federal em setembro, após ser cassado pelo plenário da Câmara. Com isso, ele perdeu o foro privilegiado, que é o direito de ser processado e julgado no Supremo Tribunal Federal (STF). Moro então retomou na quinta-feira (13) o processo que corria no STF contra Cunha.
Cunha é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro. Na segunda-feira (17), Moro intimou Cunha e deu 10 dias para que os advogados protocolassem defesa prévia.
Como o STF já havia aceitado a denúncia, Moro apenas vai continuar o julgamento do caso, a partir de onde o processo parou na Suprema Corte. O processo foi transferido para a 13ª Vara da Justiça Federal no Paraná após Cunha perder o mandato de deputado federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário