sábado, 1 de outubro de 2016

Prefeito de Belo Jardim vai disputar a eleição “sub judice”


João Mendonça - divulgação



Por cinco votos contra um, o Tribunal Regional Eleitoral indeferiu nesta sexta-feira (30) o registro da candidatura do prefeito de Belo Jardim, João Mendonça (PSB), à reeleição.
Ele teve uma prestação de contas rejeitada pela Câmara Municipal e uma condenação no STJ por improbidade administrativa. Em relação ao primeiro processo, obteve uma liminar no Tribunal de Justiça (Câmara Regional de Caruaru) suspendendo os efeitos da decisão da Câmara Municipal.
Em relação ao processo de improbidade, foi o que fundamentou o pedido de impugnação de sua candidatura por parte do Ministério Público Eleitoral e das duas coligações adversárias.
Com essa derrota sofrida no TRE, o prefeito disputará a reeleição “sub judice” porque não pode mais ser substituído. A foto já está na urna eletrônica e não há mais como se mexer nela.
No entanto, seus votos não serão computados no boletim eleitoral. Em caso de vitória, ele permanecerá na prefeitura até a decisão final do TSE, para onde seus advogados irão recorrer contra a decisão do TRE-PE.
Se o TSE confirmar a decisão do Tribunal Regional Eleitoral, assumirá o segundo colocado – que será Hélio dos Terrenos (PTB) ou Dr. Maneco (SD). O primeiro é apoiado pelo ex-deputado Cintra Galvão e o segundo pelo ministro Mendonça Filho (Educação).
Pelas pesquisas eleitorais mais recentes, João Mendonça é o franco favorito para ficar na prefeitura por mais quatro anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário