terça-feira, 4 de outubro de 2016

Problemas de saneamento, mobilidade e saúde serão um desafio para o novo gestor de Patos


As eleições ocorreram neste domingo, dia 02 de outubro e os patoenses escolheram o novo prefeito da cidade e Dinaldinho foi eleito com 26.840 votos, o que representa 51,94% dos votos válidos.
 
Patos é uma cidade em constante desenvolvimento, porém, muitos problemas serão um desafio para o novo gestor, um deles são os problemas de saneamento básico e a falta de um aterro sanitário do município.
A Polícia Nacional de Resíduos Sólidos foi aprovada e, 2010 e sugeria que todos os lixões fossem extintos d país, porém, na maioria das cidade da Paraíba, o projeto não saiu do papel e Patos sobre com as conseqüências de um aterro.
O lixo se acumula em calçadas e terrenos baldios e a missão de fazer a separação fica para as famílias que vivem do que retiram do lixão e do que pode ser reaproveitado.
Outra grande problemática enfrentada em nossa cidade é em relação ao saneamento básico, já que apenas 7% da área urbana de Patos tem águas coletadas, mas não são tratadas e o resultado são os vários problemas de infraestrutura, saneamento urbano e galerias estouradas por toda a cidade.
Outra grande dor de cabeça para o novo prefeito de Patos é ausência de um Centro de Zoonoses na cidade. Além dos riscos de contaminação de doenças e maus tratos dos animais, vários acidentes são causados frequentemente devido ao grande número de cães e gatos que perambulam nas ruas.
As associações de animais acabaram tomando para si uma responsabilidade que é do município e através de campanhas, atitudes solidárias e muito trabalho voluntário, essas entidades seguem tentando amenizar essa situação.
Problemas relacionados a mobilidade urbana também não serão fáceis de resolver pela nova administração. Várias calçadas irregulares, obstruídas e que dificulda a acessibilidade.
Além disso, a falta de transporte público coletivo é outro ponto bastante delicado. O serviço de transporte público não está circulando atualmente em Patos. Quem precisa se locomover a longas distâncias recorre aos mototaxis ou taxis que fazem a linha ligando os bairros de Patos, o que tem gerado grande insatisfação nos patoenses.
Ainda se tratando de mobilidade urbana, o trânsito é um problema que se agrava dia após dia. Apesar da construção da Alça Sudeste ter desafogado o fluxo de veículos na cidade, o grande número de automóveis circulando diariamente nas ruas resulta em congestionamentos e falta de estacionamentos no centro da cidade.
Jogo de cintura, planejamento e ações efetivas são fundamentais para sanar esses problemas e muitos outros em Patos que serão grandes desafios para o futuro gestor.
maispatos.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário