domingo, 27 de novembro de 2016

Joel Gomes diz que prefeito eleito de Tuparetama assumirá respondendo mais de 70 processos

Por  
sam_0001-533x400Defensor intransigente da construção da Barragem de Ingazeira, o vereador Joel Gomes (PR) disse ontem em entrevista a Anchieta Santos na Rádio Cidade FM que a não liberação de recursos federais impediram a retomada da obra no prazo prometido pelo Dnocs.
Joel disse estar confiante de que antes do final de 2016 a Barragem terá sua construção retomada. Gomes, que depois de quatro mandatos não disputou a reeleição, disse não estar arrependido da decisão.
Reclamou ter sido ignorado durante o mandato pelo Prefeito Deva Pessoa (PSD) e já que a terceira via não vingou, preferiu ficar ausente, prometendo voltar à disputa em 2020.
Detalhe: Joel disse que passada a eleição e já derrotado, Deva o procurou para conversar. Dá para entender?
Sobre a perspectiva do futuro governo Sávio Torres (PTB), o vereador  fez críticas e afirmou não  acreditar na convicção política do eleito. “Ele vai assumir Tuparetama mais preocupado com o pessoal do que com o coletivo”.
O parlamentar disse nunca ter dito que Sávio não seria candidato e sim, que se a justiça fosse feita, ele não disputaria a eleição. “Com 29 ações na Justiça Federal, quase 50 ações tramitando na justiça comum e processos na Justiça Federal, se a justiça for exercida, ele pode não cumprir o mandato”.
E continuou: “Ao contrário do que Sávio disse neste programa, que o caso do Banco Mattone não passou de um empréstimo consignado, já pago, o processo não foi encerrado e o crime está caracterizado”.

Ele completou mandando um recado ao prefeito eleito: “Mesmo estando sem mandato, vou exercer o meu mandato de cidadão”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário