domingo, 27 de novembro de 2016

Mostrar "unidade": Temer, Renan e Maia falam hoje


O Globo - Isabel Braga
Os presidentes da República, Michel Temer, da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) farão pronunciamento neste domingo para tentar mostrar que há unidade entre os dois poderes e disposição para votar projetos que tentam retirar o país da crise financeira. A declaração, um recado para o mercado, que reagiu mal à demissão do ministro Geddel Vieira Lima, responsável justamente pela articulação política do governo no Congresso.
A entrevista dos três também servirá para garantir que não há disposição de aceitar anistia para crimes vinculados às eleições. Agora há pouco, Rodrigo Maia deixou a residência oficial de Temer mas não quis falar sobre o anúncio que será feito no domingo. Ele afirmou que a Câmara não vai votar a emenda que anistia de crimes.
— Em nenhum momento se discutiu anistia, e a sociedade vai entender que do ponto de vista majoritário nunca se quis anistiar crimes. Isso nunca entrou em nossas discussões. O que se tratou foi de tipificação do caixa dois. E isso só vai ter fim se votarmos e deixarmos isso claro — disse Maia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário