MP tenta barrar transferência de Cabral de Bangu


O Estado de S.Paulo - Roberta Pennafort
O Ministério Público do Rio tenta barrar a transferência do ex-governador Sergio Cabral (PMDB), preso há quase três meses no complexo de presídios de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio, para o antigo Batalhão Especial Prisional (BEP) de Benfica, na zona norte, onde está sendo construída uma ala para presos da Lava Jato.
O presídio está desativado desde 2015 e, segundo revelou o “Fantástico” deste domingo, 12, vem sendo reformado para abrigar presos com curso superior, como o ex-governador. Serão criadas 216 vagas, sendo 72 especialmente para os detentos da Lava Jato. Eles ficarão numa ala separada, com nove celas e oito vagas cada (serão quatro beliches por cela). O empresário Eike Batista, preso desde 30 de janeiro também em Bangu, não será levado para lá, uma vez que não possui diploma.
O “Fantástico” mostrou que a cela do BEP a ser ocupada por Cabral tem as mesmas dimensões daquela em que ele está em Bangu: 16 metros quadrados. No entanto, o colchão em que passará a dormir é mais alto e confortável – foram usados por atletas que usaram a Vila Olímpica durante a Olimpíada de 2016 –, e a separação entre o local de repouso e o banheiro, onde fica um chuveiro e um vaso sanitário, é mais elevada, o que dá maior privacidade ao detento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo