quarta-feira, 9 de agosto de 2017

É parte do duelo político entre Temer e Janot


É baixa a possibilidade de o STF (Supremo Tribunal Federal) atender ao pedido da defesa de Michel Temer para que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, seja considerado suspeito ou impedido de analisar casos que envolvam o presidente da República.
Acatar o pedido seria considerar política a atuação do procurador-geral. A maioria do STF não pensa assim.
O pedido da defesa de Temer é especificamente contra Janot. Ou seja, a defesa admite que outro procurador analise os casos que envolvem Temer, mas não Janot. Portanto, é uma solicitação que tem mais a função política de desgastar Janot, cujo mandato acaba no mês que vem, dia 17 de setembro.
Essa ação ajuda a carimbar eventuais denúncias do atual procurador-geral como perseguição política e contribui para Temer barrar novas acusações na Câmara. Faz parte do duelo político entre Temer e Janot.(Kennedy Alencar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário