PT: projeto tem o objetivo de barrar Lula


"Isso tudo é porque eles não têm candidato forte ao Planalto", diz ex-ministro Gilberto Carvalho.
Gilberto Carvalho
O Estado de S. Paulo - Vera Rosa

A cúpula do PT avalia que as articulações patrocinadas pelo Palácio do Planalto são para barrar, em 2018, a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já condenado em uma ação da Lava Jato. O PMDB tem pesquisas mostrando que o voto de protesto é uma tendência nas próximas eleições, podendo levar à escolha de um “bravateiro”, de um “justiceiro” ou de um “outsider” na política ao Planalto.
“Agora querem trazer de volta o parlamentarismo. Isso tudo é porque eles não têm candidato forte ao Planalto e temem o Lula”, disse o ex-ministro Gilberto Carvalho, hoje chefe de gabinete da senadora Gleisi Hoffmann (PR) na presidência do PT.
“Eu sou defensor do parlamentarismo, mas falar nisso agora cheira a casuísmo, assim como esse distritão, sob medida para salvar a atual classe política”, emendou o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), que faz oposição ao presidente Michel Temer.
O plano do governo é estimular a fusão da PEC de Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) com o projeto do ex-deputado Eduardo Jorge – à época no PT –, que está na Câmara desde 1995, pronto para ser votado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo