Janot se declara suspeito para investigar senador


PGR pediu apuração sobre senador, mas caso ficará com o vice-procurador.
Peemedebista poderá ser investigado por doação suspeita de R$ 5 milhões.
Renan Ramalho e Mariana Oliveira - Do G1 e da TV Globo, em Brasília
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se declarou "suspeito" para investigar o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) dentro da Operação Lava Jato.

Num ofício enviado em setembro ao Supremo Tribunal Federal (STF), Janot, chefe do Ministério Público, alegou "motivo de foro íntimo" para não atuar num procedimento aberto na Corte para apurar uma doação suspeita de R$ 5 milhões feita para a campanha do peemedebista em 2014.
Dentro de um processo, um procurador ou juiz pode se recusar a atuar num caso quando admite que pode atuar sem imparcialidade. Nesses casos, ele pode se declarar suspeito quando for, por exemplo, amigo, inimigo credor, devedor ou se tiver algum interesse específico no caso.
Procurada pelo G1, a Procuradoria Geral da República (PGR) informou, por meio da assessoria de imprensa, que Janot não irá se manifestar sobre o motivo concreto da recusa em investigar Eunício.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo